15 de março de 2015

Resenha | Paixão Sem Limites - Abbi Glines


Título: Paixão Sem Limites

Autora: Abbi Glines

Número de páginas: 192

Ano: 2013

Editora: Arqueiro

Sinopse: Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.

 

Paixão Sem Limites conta a história de Blaire Wynn, uma garota de dezenove anos que, após a morte da mãe, se vê sem ter para onde ir. Blaire morava com a mãe no Alabama mas, para pagar as despesas médicas, precisou vender tudo de valor que possuía, inclusive a casa em que morava.

Blaire, então, precisa pedir ajuda ao único parente vivo, seu pai, que as abandonara há cinco anos, logo após a irmã gêmea de Blaire, Valerie, morrer em um acidente cujo carro estava sendo dirigido por ele. Blaire então se muda para Rosemary, na Flórida, que é onde seu pai está morando com a nova esposa. Chegando lá, Blaire encontra uma mansão à beira-mar. Ao perguntar sobre o pai, Blaire fica sabendo que ele está viajando e que a casa em que ele mora sequer é dele, e sim do filho de sua nova esposa, Rush Finlay.
– Rush estreitou os olhos e me estudou com atenção. Os olhos dele tinham uma cor esquisita. Surpreendente e incomum. Não eram castanhos nem cor de avelã. Eram de uma cor quente, com um pouco de prateado. Eu nunca tinha visto nada como aquilo.
Rush tem vinte e quatro anos, é lindo, rico, e gosta de ter o mundo inteiro aos seus pés. Ele não sabia da vinda de Blaire e nem que ela era filha de seu padrasto que, por sinal, ele despreza, então, à principio, ela é enxotada da casa, mas após o mal entendido Rush permite que ela fique dormindo no quartinho da empregada por um mês, mas mesmo assim não a trata com muita simpatia.

Blaire preocupa-se em não se tornar um estorvo, ela está ali de favor e sabe disso. Então no dia seguinte a primeira coisa que ela faz é sair para tentar encontrar um emprego. Ela dá sorte e encontra um emprego de garçonete no Country Club local, um emprego que pagaria boas gorjetas, dinheiro que ela economizaria para poder sair da casa de Rush

Com o passar dos dias, a tensão entre Blaire e Rush vai ficando cada vez maior. Rush sabe que Blaire sente-se atraída por ele e, por mais que tente ficar longe, ele também começa a sentir-se atraído por ela.

Ao descobrir que Blaire foi abandonada pelo pai e que teve que segurar a barra de cuidar sozinha da mãe doente sem ajuda de ninguém, Rush passa a vê-la com outros olhos. Se antes o que rolava da parte dele era puro interesse sexual, depois da descoberta ele passa a enxergá-la de uma forma diferente. E começa a nascer nele um sentimento genuíno por ela.
– Tem coisas sobre mim que você não sabe. Eu não sou um daqueles caras que você pode tratar feito um cachorrinho. Tenho bagagem. Muita. Bagagem demais para alguém como você. Imaginava uma pessoa muito diferente, levando em conta que conheço o seu pai. Você não é como ele. Você é tudo aquilo de que um cara como eu deve ficar longe. Eu não sou a pessoa certa para você.
Só que no meio do caminho há Nan, a meia-irmã de Rush que parece odiar Blaire a troco de nada. Blaire não entende o motivo e fica ainda mais confusa quando percebe que Rush sempre toma partido da irmã. Todos parecem saber o motivo do ódio de Nan por Blaire, mas ninguém parece interessado em dividir.

Quando Blaire e Rush finalmente ficam juntos, Rush percebe que Blaire é diferente de todas as outras garotas que já estiveram em sua cama. Ele descobre que sente por ela não é só carnal e que se quiser realmente ficar com ela deve contar a verdade a respeito de Nan, só que ele descobre isso tarde demais…

Após passar a noite no quarto de Rush, Blaire acorda sem ele ao seu lado. Ao descer as escadas, ela descobre que o pai e a madrasta chegaram de viagem e que eles estão tendo uma discussão acalorada com Rush. E o que ela escuta vira seu mundo de cabeça para baixo.

Blaire não consegue acreditar no que está sendo dito, para ela aquilo não pode ser verdade. Rush fala pra ela que contaria a verdade naquele mesmo dia, que não era para ela ter descoberto o segredo daquela maneira.
– Minha casa são os túmulos da minha mãe e da minha irmã. Quero ficar perto delas. … Pode ficar aqui com a sua nova família, Abe. Tenho certeza de que ela vai amá-lo tanto quanto a sua antiga o amava. Só tente não matar ninguém desta vez.
Paixão Sem Limites não é um livro ótimo. A história é bem previsível e bem clichê, mas ao mesmo tempo é aquele tipo de história que você não quer parar de ler e que, quando acaba, quer pegar a continuação na mesma hora. É uma leitura bem rápida, dá pra ler em algumas horas. Os capítulos são bem curtinhos, o que faz a previsibilidade da história não ser tão cansativa.

No final do livro há uma prévia da continuação, Tentação Sem Limites. Lá tem um cliffhanger do bom! Com certeza lerei! Enfim, não esperem demais do livro, como eu disse, não é nada demais, mas é gostosinho de ler.

Observação: Conteúdo postado quando a plataforma do blog ainda era WordPress. Com a mudança, todos os comentários foram perdidos.

Nenhum comentário

Postar um comentário