22 de julho de 2015

Resenha | Eterna: O Som do Amor - Bianca Sousa

Autora: Bianca Sousa

Número de páginas: 332

Ano: 2014

Publicação independente

Skoob: AQUI
Sinopse: Bernardo Milano é um violoncelista talentoso que tem sua vida arrancada de forma abrupta: é assassinado no dia de sua estreia como solista no Theatro Municipal de São Paulo.

O crime choca todo o país, em especial a cientista Cecília Ferreira que sem saber, faz um trato com uma entidade voodoo. Bernardo desperta de seu túmulo, mas o milagre vem acompanhado de uma maldição: se de dia ele vive, à noite sua verdadeira face cadavérica é exposta.

Contra todas as (im)possibilidades, Cecília e Bernardo recebem do destino uma segunda chance. Conseguirão burlar a morte e fazer com que esta não se revele um caminho sem volta?

 

Se nada nos salva da morte, pelo menos que o amor nos salve da vida.

Bernardo Milano, filho de uma bailaria francesa com um maestro, é um jovem violoncelista que está prestes a estrear como solista no Theatro Municipal de São Paulo. Essa noite seria a noite mais importante de sua vida até aquele momento. Ela iria coroar todo seu esforço e dedicação. Mas o inimaginável acontece e, minutos antes de seu grande momento, Bernardo é brutalmente assassinado.

O sangue imundo do estranho escorria em seus dedos. Mesmo assim, foi com mãos em punho para cima do homem que tentava matá-lo. Um calafrio percorreu a sua espinha ao ver o brilho daqueles olhos. Apesar da escuridão, era possível ver o inferno neles.

Há uma passagem de tempo e somos transportados para Venturado, uma cidade fictícia no interior de São Paulo. Nesse momento conhecemos Cecília, uma jovem e cética cientista. Na noite de seu aniversário de trinta anos, Cecília sai para comemorar com sua melhor amiga e seus respectivos acompanhantes.

Chegando ao bar, Cecília bebe um pouco além da conta e acaba indo parar no carro de Caio, que tenta forçar a barra, mas é prontamente impedido. Caio a humilha verbalmente e a manda sair de seu carro.

Ao chegar em casa, Cecília se depara com seu recém-adotado gato. Derek, o felino, apareceu do nada na casa de Cecília. Ele tem um comportamento muito estranho e, nessa noite, ele parece falar com Cecília, dizendo que pode dar a ela o que ela tanto deseja.

O gato sai em disparada e Cecília, curiosa, vai atrás dele. Eles entram em um bosque e o gato acaba levando Cecília para uma cabana em um local isolado. Ao entrar, Cecília se depara com uma senhora misteriosa que promete dar a ela o amor que ela tanto deseja. Mas para isso, claro, Cecília terá que pagar um preço. Um preço alto!

— E qual é o preço então?

A senhora riu mais uma vez. E agora, seu rosto tinha duas órbitas vazias no lugar dos olhos…

Longe dali, Bernardo “ressuscita”, mas ele não se lembra de nada, nem de quem ele é e muito menos do que aconteceu com ele. A única coisa que ele sabe é que tem que ir para Venturado encontrar alguém, encontrar Cecília! E sob o nome Victor, Bernardo parte em busca daquilo que o chamou.

Os dois, é claro, se encontram e se apaixonam. Só que existe um problema nessa relação. O feitiço que o trouxe de volta só permite que Bernardo permaneça com aparência humana durante o dia. Quando a noite cai, ele volta a parecer um cadáver. Sendo assim, ele só pode ficar perto de Cecília durante o dia, o que a deixa muito desconfiada.

Bernardo nunca desejou tanto como agora ter sua vida de volta. Lágrimas revoltadas vertiam; quando se deu conta, chorava sangue. Olhou para as mãos ensanguentadas e teve nojo. “Que monstro me tornei?”

Após um episódio em que presencia a regeneração de um corte sofrido por Bernardo, Cecília resolve segui-lo e acaba descobrindo seu segredo. Horrorizada, ela não aceita sua condição em um primeiro momento.

Bernardo acaba lembrando-se da sua história e resolve partir para São Paulo para descobrir quem o matou e se vingar.

Confusa e querendo um tempo para pensar, Cecília acaba (também) partindo para São Paulo, onde se hospeda na casa de seu irmão, Tito. Depois de pensar muito e analisar seus sentimentos e de ter pesquisado a história do assassinato de Bernardo, Cecília começa a investigar e descobre que o assassino pode estar mais perto do que ela imagina.

••••••••••

O livro não foi nada do que eu imaginava. Não mesmo! Narrado em terceira pessoa, Eterna: O Som do Amor é um livro bem original. Se eu tivesse que definir o livro com uma palavra eu usaria originalidade. Em tempos de histórias repetitivas, Eterna: O Som do Amor, me fez ter experiências bem bacanas com sua mistura de gêneros.

Os personagens são bem construídos, com destaque para Bernardo, que se comportava como um bobo apaixonado quando era Victor e se transforma em um homem vingativo (em alguns momentos) quando lembra-se de tudo. Cecília me incomodou um pouco com algumas atitudes que tomou. Às vezes me esquecia que ela tinha trinta anos…

Os personagens secundários também são bem bacanas. Pedro, melhor amigo de Bernardo antes de sua morte, é um personagem bem carismático.

Trovoada e Amadeu, os fantasmas (sim, fantasmas) escudeiros de Bernardo também são muito interessantes. Eu tive a ligeira impressão que os fantasmas eram meio que a consciência de Bernardo, sabe? O diabinho e o anjinho?

Já outros personagens não foram tão interessantes, como Mari, amiga de Cecília, e Pati, irmã de Cecília.

O romance me incomodou um pouco no começo. Eu não curto romances instantâneos. Mas como havia magia envolvida eu logo superei essa minha aversão inicial e segui com a leitura.

A história é muito bem amarrada, coisas que acontecem no começo são devidamente explicadas no final.

Só senti falta de algumas explicações relacionadas a todo o misticismo, ficção e fantasia da história. Isso ficou meio que deixado para a nossa imaginação.

Há essas ressalvas que eu fiz e que me fizeram diminuir a nota do livro, mas a leitura é bem interessante e intrigante.

O livro também tem uma trilha sonora incrível! São várias referências musicais que vão da música clássica ao rock!

Espero que tenham curtido a resenha e espero que deem uma chance ao livro e que tirem suas próprias conclusões também! 😉

Compre o livro Eterna: O Som do Amor → AQUI

Observação: Conteúdo postado quando a plataforma do blog ainda era WordPress. Com a mudança, todos os comentários foram perdidos.

Nenhum comentário

Postar um comentário