5 de julho de 2015

Resenha | Procura-se Um Marido - Carina Rissi


Autora: Carina Rissi

Número de páginas: 476

Ano: 2012

Editora: Verus Editora

Skoob: AQUI
Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada.

Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.

Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.


Vai doer além do que você pode suportar.

Alicia Moraes de Bragança e Lima. Só pelo nome dá para ver que a pessoa é fina, né? 😛

Órfã, mimada e acostumada a ter todas as suas vontades atendidas, Alicia é a típica patricinha. Ela foi criada pelo seu avô, Narciso, um poderoso, porém sensato e amoroso, empresário do ramo de cosméticos e possui uma fortuna incalculável, fortuna essa que Alicia aproveita muito bem.

Alicia e Narciso possuem uma ligação muito especial. Ele cuida dela com muito carinho e, apesar de Alicia ser fútil e materialista, o amor que ela sente pelo avô é puro e verdadeiro.

Alicia costuma viajar sempre, ficando meses fora, e sempre se mete em confusões. Seu avô sempre consegue resolver seus problemas, até que um dia Alicia é presa na Holanda, e essa é a gota d’água para vô Narciso, que naquele momento toma uma decisão que vai mudar a vida de sua neta para sempre.

Depois de um tempo, Narciso acaba falecendo e Alicia descobre que além de ter perdido o avô, a única família que lhe restava, perdeu também sua fortuna!

Vô Narciso incluiu uma cláusula no testamento onde dizia que Alicia teria que se casar e permanecer casada por pelo menos um ano para poder ter acesso ao dinheiro. Ele também fala que ela terá que trabalhar em uma de suas empresas para poder se sustentar.

Confiante de que ganharia um cargo importante na L&L Cosméticos, Alicia é alocada como Assistente de Secretária, cuja função é, praticamente, tirar cópias o dia todo. Ela detesta o trabalho. As pessoas a tratam com frieza e até desprezo. Maximus, um cara no qual ela esbarra no corredor, é uma dessas pessoas.

Com seus cartões de crédito cortados e sem dinheiro até para colocar gasolina no seu adorado Porsche vermelho, Alicia se vê em um beco sem saída e toma uma atitude insensata: alugar um marido!

Procura-se um marido para curta temporada. Homem entre vinte e um e trinta e cinco anos, que tenha imóvel próprio e emprego estável, disponível para matrimônio. Boa aparência não é exigida. Apresentação de antecedentes criminais obrigatória. Casamento de aparência. Sexo está excluído do acordo. Paga-se bem ao término do contrato.

Após alguns encontros desastrosos onde os candidatos beiravam o ridículo, Alicia, prestes a desistir do plano, mas encorajada por sua melhor amiga, Mari, resolve ir a um último encontro. Qual é a sua surpresa quando ela vê que o cara em questão é Maximus!

Maximus, ou Max, como é mais conhecido, explica para Alicia que precisa de um esposa porque está de olho em uma promoção, e estar casado daria à ele mais credibilidade. Após considerarem um pouco o acordo, eles decidem se casar e assim permanecerem por um ano, nada mais do que isso. Assim Alicia recuperaria sua herança e Max ganharia sua tão sonhada promoção.

Parecia um plano simples… até que o amor chega sem ser convidado.

Oh, Deus! Mari estava certa! Eu o amava! Desesperadamente! Estava completamente apaixonada por meu marido.

É bem bacana acompanhar o amadurecimento de Alicia. Se antes a preocupação dela era só recuperar sua fortuna, quando passa a conhecer Max melhor e, por consequência, acaba se apaixonando, ela fica com medo que a farsa acabe com a carreira dele. É legal ver que ela passa a preocupar-se mais com o que aconteceria com ele, e não com ela.

Mas sempre tem alguém para atrapalhar, não é mesmo? Vanessa, a gostosona siliconada do escritório, tem como missão provar a verdade para todo mundo.

Será que o plano inicial de Alicia dá certo? E Max, onde fica nessa história?

— Você me ama? — ele perguntou, sério, os olhos indecifráveis.

— Você sabe que sim.

— Então por que está me abandonando? — sua voz falhou.

Mas como nem tudo são flores, vamos falar agora do que eu não curti no livro.

Carina tende a escrever livros consideravelmente longos, com quase quinhentas páginas, e eu acho que ela “perde” muito tempo escrevendo coisas desnecessárias, sabe? Há vários diálogos em que os personagens ficam precipitando as coisas ao invés de esperar explicações. Como em uma das brigas de Alicia e Max, onde ele tentava se explicar e ela o interrompia no meio da frase, tudo isso para esticar ainda mais o assunto e adiar o embate por mais algumas páginas.

O fato dela ter colocado o anúncio nos classificados do jornal também me incomodou um pouco! Quem faz isso em pleno século XXI, na era da internet e dos sites de relacionamento? Também não curti essa capa, o livro merecia uma capa melhor…

Mas é claro que eu recomendo o livro, Carina sabe contar uma história como ninguém, mesmo com umas ressalvas aqui e outras ali. 

Observação: Conteúdo postado quando a plataforma do blog ainda era WordPress. Com a mudança, todos os comentários foram perdidos.

Nenhum comentário

Postar um comentário