4 de outubro de 2015

Resenha | Nas Proximidades do Amor - Ligia Ortiz


Autora: Ligia Ortiz

Número de páginas: 384

Ano: 2015

Editora: Novo Século – Talentos da Literatura Brasileira

Skoob: AQUI
Sinopse:Após ser traída pelo noivo, Nalu Alcântara Hanz, uma jovem e atraente publicitária, faz de tudo para preservar seus sentimentos. Passado o pior, vê em Caio uma ilha segura e mantém seu coração a salvo de ser quebrado novamente. Tudo parece perfeito. Mas quando sua vida esbarra com Alec, uma bagunça deliciosa acontece, balançando suas estruturas e questionando suas regras. Alec está determinado a ficar com Nalu, que só recua de suas aproximações. Contudo não se foge da verdade, ela sempre aparece.


Nem tudo são flores. Algumas coisas são sementes.

Ana Lúcia Alcântara Hanz, mais conhecida como Nalu, é uma jovem publicitária que, há alguns meses, sofreu um grande baque em sua vida.

Faltando apenas uma semana para o seu casamento, Nalu descobre que Ian, seu noivo na época, estava tendo um caso com outra mulher. Como não poderia deixar de ser, o casamento é cancelado e o término recebe muita atenção da mídia devido ao fato de Ian ser um dos publicitários mais requisitados e reconhecidos do país.

Agora, meses depois do ocorrido, Nalu está bem. Mas depois dessa decepção ela não quer aventurar-se em um relacionamento mais sério. Sendo assim, ela mantém um relacionamento, digamos, colorido, com Caio, seu colega de trabalho. Nalu joga bem limpo com Caio: ela não quer nada sério. Como todo ser humano, Nalu tem suas necessidades. Ela gosta de Caio como amigo e ele é uma ótima companhia, mas ela não quer compromisso. Caio concorda, mas tem esperança de que, uma hora ou outra, Nalu mude de ideia.

Ela muda. Pena que Caio não é o felizardo.

Alec Villaz acaba de mudar-se para o prédio de Nalu e passa a ser seu novo vizinho de porta. Ele nasceu na Espanha, mas mudou-se para o Brasil com apenas três anos de idade.

As coisas não começam muito bem entre eles, mas depois de um tempo, Alec se mostra uma pessoa encantadora. Ele é lindo, educado, inteligente, irresistível, sedutor e está nitidamente interessado em Nalu. E como coincidência pouca é bobagem, Alec passa a trabalhar na mesma agência de publicidade em que Nalu trabalha.

Nalu tenta resistir às investidas de Alec, afinal, ela tem um esquema com Caio que funciona perfeitamente bem e o risco dela sair machucada é praticamente nulo.. já Alec é um terreno desconhecido, e o passado de Nalu, por mais que esteja superado, é um fantasma que a assombra de vez em quando.

Nalu consegue resistir o máximo que consegue, mas Alec acaba conquistando-a de uma maneira arrebatadora.

— Eu vou beijá-la, Nalu. — Alec afirma com a voz rouca. Minhas pernas ficam ligeiramente bambas. — Se você não quiser que eu faça, fale agora, pois eu não vou parar depois.

Nalu e Alec acabam engatando um namoro. Só que Nalu faz um pedido: eles precisam esperar um mês para revelar o relacionamento para o resto do pessoal da agência. O passado de Nalu faz ela ter receio da exposição e das fofocas, afinal, há pouco tempo ela estava com Caio. Alec concorda, mas não gosta nada dessa situação. Os dias seguem maravilhosamente bem. Alec e Nalu estão cada vez mais apaixonados.

— Toda a noção de realidade foi nublada pelo intenso desejo que nos possui. Perdemo-nos um no outro uma vez mais e depois, exaustos, vamos dormir. Não consigo parar de sorrir para mim mesmo. A constatação veio rápida e forte, sem qualquer sombra de dúvida: eu amo essa mulher.

Só que o segredo está matando Alec. O ciúme é um bichinho muito inoportuno. Ele cega a gente e nos faz enxergar coisas onde não existe nada. E em um desses momentos, em um mal-entendido, Alec interpreta uma situação de uma maneira bem torta.

Não imaginei que pudesse ficar mais furiosa, mas fico. Com o orgulho ferido, sem pensar, desfiro um tapa em seu rosto com força. Ele leva a mão ao local e me olha descrente.

E o primeiro mal-entendido desencadeia uma série de outros mal-entendidos que acabam fazendo o relacionamento chegar ao fim. Os segredos fizeram com que o amor deles fosse posto à prova. Resta saber se a verdade será capaz de salvá-lo.

••••••••••

Nas Proximidades do Amor é tão intenso e tão real que às vezes eu ficava sem fôlego! A escrita de Ligia é maravilhosa! Não houve nada que não tenha me agradado em Nas Proximidades do Amor. Talvez Thais, melhor amiga de Nalu, com sua mania de chamar as mulheres de “gata”, mas isso não é um defeito do livro, é um problema meu para com o adjetivo “gata”! hahahah'

Os personagens secundários são ótimos. Destaque para a própria Thais, com seu jeito expansivo e maluco. Lucas, irmão de Nalu, também merece atenção.

Ligia escreveu uma história muito moderna, o que me agradou muito. Nalu é uma jovem independente e sabe o que quer. É insegura às vezes, mas qual mulher não é em algum aspecto? O relacionamento de Nalu com o irmão e os pais é incrível. Ela pode conversar sobre tudo com eles, não tem essa de “você é mulher e isso não é apropriado”, sabe? Adorei.

Nalu e Alec?


OH. MY. GOD

Intenso. Verdadeiro. Forte. Urgente. Febril. Tudo isso e muito mais! As cenas mais hot são de muito bom gosto. Nada de palavreado chulo.

O livro é narrado por Nalu, mas a Ligia escreveu alguns capítulos onde temos o POV de Alec, o que foi muito bacana, pois tivemos a oportunidade de saber o que se passava pela cabeça dele e saber como ele se sentia.

Até que ponto vale a pena a gente se importar com o que as pessoas podem pensar? O livro faz a gente refletir em vários momentos. Conclusões precipitadas nunca terminam bem. É importante deixar a pessoa falar, se explicar, para não perdermos algo bonito e verdadeiro.

O livro termina deixando na gente aquele gostinho de quero mais. Ligia, preciso do volume dois!  Tudo o que eu posso fazer é indicar a leitura. Tenho certeza que vocês irão adorar.

Observação: Conteúdo postado quando a plataforma do blog ainda era WordPress. Com a mudança, todos os comentários foram perdidos.

Nenhum comentário

Postar um comentário