26 de março de 2016

Resenha | Ratos - Gordon Reece


Autor: Gordon Reece

Número de páginas: 240

Ano: 2011

Editora: Intrínseca

Skoob: AQUI
Sinopse: Shelley e a mãe foram maltratadas a vida inteira. Elas têm consciência disso, mas não sabem reagir — são como ratos, estão sempre entocadas e coagidas.

Shelley, vítima de um longo período de bullying que culminou em um violento atentado, não frequenta a escola. Esteve perto da morte, e as cicatrizes em seu rosto a lembram disso. Ainda se refazendo do ataque e se recuperando do humilhante divórcio dos pais, ela e a mãe vivem refugiadas em um chalé afastado da cidade.

Confiantes de que o pesadelo acabou elas enfim se sentem confortáveis, entre livros, instrumentos musicais e canecas de chocolate quente junto à lareira. Mas, na noite em que Shelley completa dezesseis anos, um estranho invade a tranquilidade das duas e um sentimento é despertado na menina.

Os acontecimentos que se seguem instauram o caos em tudo o que pensam e sentem em relação a elas mesmas e ao mundo que sempre as castigou. Até mesmo os ratos têm um limite.

 

Talvez a verdade seja que todos temos um limite – até mesmo os ratos -, e quando ele é ultrapassado algo se transforma dentro de nós.

17 de março de 2016

Resenha | Assassinato no Expresso do Oriente - Agatha Christie


Autora: Agatha Christie

Número de páginas: 196

Ano: 2014

Editora: Nova Fronteira

Skoob: AQUI
Sinopse: Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano.

O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos.

 

— O assassino está entre nós, e no trem...

11 de março de 2016

Quoteando | O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry

Oi, pessoal, tudo bem? Gostaria de me desculpar pela falta de atualização nessa última semana. Tive alguns problemas, mas já estou de volta! Como eu disse na postagem anterior, eu não farei uma resenha propriamente dita de O Pequeno Príncipe, pois já é um livro muito conhecido. Mas para a leitura não passar em branco, resolvi dividir com vocês as citações que mais tocaram o meu coração.

Autor: Antoine de Saint-Exupéry

Número de páginas: 93

Ano: 1986

Editora: Agir

Skoob: AQUI
Sinopse: Um rei pensava que todos eram seus súditos, apesar de não haver ninguém por perto. Um homem de negócios se dizia muito sério e ocupado, mas não tinha tempo para sonhar. Um bêbado bebia para esquecer a vergonha que sentia por beber. Um geógrafo se dizia sábio mas não sabia nada da geografia do seu próprio país. Assim, cada personagem mostra o quanto as “pessoas grandes” se preocupam com coisas inúteis e não dão valor ao que merece. Isso tudo pode ser traduzido por uma frase da raposa, personagem que ensina ao menino de cabelos dourados o segredo do amor: “Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos”. 


Eu já conhecia aquelas citações mais famosas, que estamos acostumados a encontrar na internet e a ouvir de alguém ou em algum meio de comunicação, mas a verdade é que o livro é repleto de citações maravilhosas.