27 de abril de 2016

O que conta o conto? | Ela - Isadora Raes


Autora: Isadora Raes

Número de páginas: 5

Ano: 2015

Publicação independente

Skoob: AQUI
Sinopse: O conto narra as impressões de um homem ao se deparar com uma mulher misteriosa.
Esse conto já estava no meu Kindle há um tempinho, mas eu tinha esquecido dele. Ultimamente tenho usado pouco o e-reader, por isso acabo esquecendo dos livros e contos que tenho lá!

Ela é um conto bem³²¹ curtinho, são apenas cinco páginas! Então, sim, você vai ficar querendo saber mais sobre a história, mas, apesar do tamanho, o conto não acaba sem terminar. Ele tem um fim, entretanto, ele não vai agradar todo mundo.

Então, o sorriso fugiu dos meus lábios e deu lugar à dor.

Neste conto nós conhecemos um homem e uma mulher, ambos sem nome. Ele, motorista de ônibus, e ela, uma passageira, trocam poucas palavras na história.

Em uma noite bem fria, o motorista para em um ponto de ônibus deserto para a mulher poder embarcar. Não há mais ninguém no ônibus, apenas eles dois. Enquanto dirige, o motorista começa a reparar na mulher, que está com um olho roxo e, apesar do frio, veste uma roupa muito curta e usa uma maquiagem bem forte.

Durante todo o trajeto são diversas as coisas que passam pela cabeça do motorista, que fica especulando sobre quem ela seria e sobre o que fazia da vida. Em dado momento ele se vê interessando pela moça de aparência frágil e solitária, mas, ao invés de falar alguma coisa, ele escolhe o silêncio.

Silêncio este que, ao final da viagem, custaria muito caro.

••••••••••

Como eu disse, Ela é um conto bem curtinho, então se eu ficar detalhando muito a história vou acabar contando tudo! 😛 Acho que o conto poderia ser um pouco maior e que poderia haver mais interação entre os dois personagens, pois desse modo o final seria mais crível. Apesar da ressalva, Ela é um conto interessante, que mostra pra gente o quanto é importante falar aquilo que queremos falar, pois guardar o que estamos sentindo pode funcionar em algumas situações, mas nós temos que ter em mente que a oportunidade de colocar tudo pra fora pode nunca mais bater à nossa porta.

Observação: Conteúdo postado quando a plataforma do blog ainda era WordPress. Com a mudança, todos os comentários foram perdidos.

Nenhum comentário

Postar um comentário