27 de junho de 2016

O que conta o conto? | Torn Hearts - Claire Contreras

Oi, povo, tudo bem? A postagem de hoje vai ser bem curtinha, vou falar um pouquinho sobre Torn Hearts, conto super gostosinho escrito pela autora Claire Contreras.

Li Kaleidoscope Hearts em abril do ano passado e vocês podem ler a resenha AQUI. Foi uma leitura muito prazerosa e não sei porque levei tanto tempo para dar continuidade à série.

Autora: Claire Contreras

Série: Hearts #1.5

Número de páginas: 45

Ano: 2015

Publicação independente

Skoob: AQUI

Sinopse: Uma vez conheci um garoto. Ele fazia meu coração entrar em frenesi toda vez que olhava para mim e meus joelhos ficavam fracos toda vez que ele me tocava. Nosso amor era tão bonito, até mesmo o seu desaparecimento foi agridoce.

Uma vez conheci uma garota. Seu mundo, cheio de possibilidades, me fez sentir como se eu tivesse a chance de ser alguém. Ela acreditava em mim. Ela me amava. Estávamos tão seguros, mesmo que nosso ponto de ruptura parecesse nebuloso. Até que o alcançamos.

Esse conto faz parte da Série Hearts e é preferível que seja lido entre Kaleidoscope Hearts e Paper Hearts.

Nesse conto de quarenta e cinco páginas, vamos conhecer um pouco melhor Mia Bennett e Jensen Reynolds, personagens secundários do primeiro livro. Eles se conheceram quando eram adolescentes e, antes de se envolverem, eram melhores amigos. Eles se amavam e completavam um ao outro de uma forma muito bonita. Jensen tinha uma vida complicada, repleta de abandonos. Mia era seu porto seguro, sua salvação.

23 de junho de 2016

Resenha | O Lado Mais Sombrio - A.G. Howard


Autora: A.G. Howard

Série: Splintered #1

Número de páginas: 368

Ano: 2014

Editora: Novo Conceito

Skoob: AQUI
Sinopse: Alyssa Gardner tem uma vida conturbada, ela ouve vozes de insetos e flores. A garota mora apenas com o pai, pois a mãe foi internada e considerada insana e instável, e alegava ouvir as mesmas vozes que Alyssa sabe que são verdadeiras. Em uma das visitas, ela descobre que cada dia sua mãe pior, e que o pai havia concordado com o médico em aplicar um tratamento de choque, o que não apenas poderia transformar sua mãe em outra pessoa, como também poderia matá-la.

Para impedir isso, Alyssa terá que mergulhar no obscuro mundo do País das Maravilhas e consertar os erros que a verdadeira Alice deixou pra trás, dessa forma quebraria a maldição sobre sua família. Mas a verdade é que o País das Maravilhas foi totalmente distorcido por Lewis Carrol, e Alyssa vai descobrir um lado sombrio do conto de fadas.


 — Trinco os dentes para não gritar. Não posso acreditar. O Coelho Branco é real.

21 de junho de 2016

Livro x Filme | Como Eu Era Antes de Você

Oi, gente, tudo bem com vocês? Hoje, finalmente, é dia de falar sobre a adaptação cinematográfica do livro Como Eu Era Antes de Você. Eu assisti ao filme na estreia e no dia seguinte já tinha começado a esboçar este texto. Porém, preferi esperar o entusiasmo inicial passar para poder analisar o filme com uma visão mais crítica. Algumas pessoas dizem que livros e suas adaptações não devem ser comparados, como assim? Claro que devem, sem o livro o filme não existiria, correto? Por isso existem roteiros originais e roteiros adaptados. O que não deve ser feito é achar que tudo deve colocado EXATAMENTE como acontece no livro.

Título original: Me Before You

Gênero: Drama, Romance

Duração: 1 hora 50 minutos

Diretora: Thea Sharrock

Roteiro: Jojo Moyes

Distribuidor: Warner Bros.

Saiba mais: IMDb - Adoro Cinema

Elenco: Sam Claflin, Emilia Clarke, Vanessa Kirby, Jenna Coleman, Matthew Lewis, Janet McTeer, Charles Dance, Stephen Peacocke, entre outros.

Sinopse: Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.

15 de junho de 2016

Resenha | Obsidiana - Jennifer L. Armentrout


Autora: Jennifer L. Armentrout

Número de páginas: 335

Ano: 2011

Editora: Entangled Teen

Skoob: AQUI
Sinopse: Começar de novo é um saco. Quando a gente se mudou para o interior, bem no início do último ano do colégio, eu já vinha me preparando para o sotaque caipira, o tédio, a internet lenta e um monte de chatices…Até dar de cara com o meu vizinho lindo, alto de dar tontura e com intimidantes olhos verdes.

Hummm…os prognósticos estavam melhorando. Até que…ele abriu a boca.

Daemon é irritante. Arrogante. Dá vontade de matar. A gente não se dá bem. Não mesmo. Mas, quando um caminhão quase me transforma em panqueca, o garoto literalmente congela o tempo com um aceno de mão e aí, bom, algo inesperado acontece.

O alien gato (meu vizinho) tem poderes!!!

Você me ouviu bem. ALIEN! A verdade é que ele e a irmã têm uma galáxia de inimigos que querem roubar seus poderes. O rastro que deixou em mim brilha como árvore de natal e isso não é nada bom. O único jeito de sair viva dessa é ficar colada em Daemon até a magia alienígena desaparecer.

Quer dizer, isso se eu não matar o cara primeiro.


Meu blog é melhor que o seu vlog!

2 de junho de 2016

Resenha | Se Eu Fosse a Cinderela - Gislaine Oliveira


Autora: Gislaine Oliveira

Número de páginas: 56

Ano: 2016

Publicação independente

Skoob: AQUI
Sinopse: O que você faria se tivesse a oportunidade de viver um conto de fadas? Pois Cinddy não fica nada feliz com essa situação e acaba arrumando grandes confusões em uma das histórias mais famosas de todos os tempos.

Cinddy é uma garota normal, mas que um dia se encontra perdida dentro de um conto de fadas. Esse poderia ser o sonho de muita gente, mas não o dela. Por que isso tinha que acontecer justamente com Cinddy? Logo ela, que não suporta essa história de príncipe e princesa.

É claro que a menina vai aprontar grandes confusões neste clássico infantil. Afinal, ela é a Cinddy, uma menina forte e independente, que não se deixa abater nem pelas implicâncias das meninas na escola. E agora, levará toda a sua personalidade para a pobre gata borralheira.

Cinddy foi criada com esse propósito: mostrar como uma menina atualizada e decidida iria enfrentar as situações de uma das mais conhecidas princesas.

 

Nunca acreditei nesse papo furado de príncipe encantado. E não estou falando que não acreditava no amor. Eu acreditava sim. Só nunca acreditei que o amor viesse mesmo em um cavalo branco.