24 de julho de 2017

Resenha | Quando a Bela Domou a Fera - Eloisa James


Livro cedido em parceria com a editora.

Autora: Eloisa James

Série: Contos de Fadas #1

Número de páginas: 320

Ano: 2017

Editora: Arqueiro

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.

Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.

No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?


— Caramba, você está apaixonado por ela — afirmou Sébastien, encarando-o.
— Quem não estaria? — disse Piers, reconhecendo a verdade em voz alta. — Quem não estaria?

Linnet Berry Thrynne é a moça mais bela de Londres. Talvez de toda a Inglaterra. Qualquer homem faria o possível e o impossível para desposá-la, mas Linnett acaba se interessando pelo príncipe Augustus Frederick, o duque de Sussex, que, pelo peso de seu título, não pode desposar a filha de um visconde sem muita influência na corte. Infelizmente, Linnet descobre isso tarde demais. Depois de serem pegos em uma situação comprometedora, Linnet é dispensada por Augustus e passa a ser o assunto do momento, e o fato dela estar usando um vestido um tanto quanto volumoso demais na área do abdômen também não ajuda. É a combinação perfeita para fazer sua reputação ser jogada na lama.

Nem seu pai, Cornelius, e sua tia, Zenobia, acreditam na jovem quando a fofoca chega até eles. Os dois, então, começam a especular sobre o futuro de Linnet, até que Zenobia tem a "brilhante" ideia de casar a sobrinha com Piers Yelverton, o filho do duque de Windebank. Diz a lenda que Piers é impotente, ou seja, não haverá linha de sucessão do título após sua morte já que ele não terá herdeiros. Windebank não suporta a ideia de ver o nome de sua família desaparecer, juntando isso ao fato dele ser obcecado pela realeza, a situação de Linnet é a ideal: ele ganhará um neto de sangue real e o nome de sua família não cairá no esquecimento. Só tem um detalhe: Linnet não está grávida! Cornelius e Windebank acertam os detalhes da união e em breve Linnet terá de partir para o País de Gales, que é onde Piers mora. Zenobia até dá algumas ideias não muito honradas para a menina engravidar antes de encontrar-se com Piers, mas Linnet tem um plano menos indigno: encontrar o futuro marido, fazê-lo se apaixonar perdidamente por ela, e depois confessar que nunca esteve grávida.


Só que Piers é um médico muito competente e assim que coloca os olhos em Linnet e no enchimento que a jovem usa na barriga descobre que não há bebê nenhum, não que ele ligasse pra isso, pois não há nenhuma possibilidade dele se casar com alguém escolhida por seu pai, com quem tem um péssimo relacionamento.

— Como você descobriu que meu pai não conseguiria resistir a você, dadas as circunstâncias? Foi um estratagema incrivelmente inteligente, dada a obsessão dele com o nome da família.
Pela primeira vez, havia um quê de admiração na voz dele.
— Obrigada — disse ela.
— Não que vá funcionar.
Linnet estava pensando exatamente a mesma coisa, apesar de não ver motivo algum para compartilhar isso com ele.
— Ah, mas eu acho que somos perfeitos um para o outro — disse ela, só para cutucá-lo.
— Um médico totalmente maluco - esse sou eu - e uma beldade terrivelmente conivente - essa é você -, mancando juntos rumo a uma vida de felicidade? Duvido muito. Você tem lido contos de fadas demais.

Linnet não sabe muito bem como lidar com Piers, pois seu sorriso, arma mais poderosa que possuía e que parecia fazer qualquer homem fraquejar, não tem o menor efeito no médico rabugento. Sem fazer nenhum esforço hercúleo para conquistá-lo, Linnet começa a se sentir confortável ao lado do médico e não se abala com o azedume do homem. Ela não deixa que ele leve a melhor nas discussões e sempre tem uma resposta tão quanto ou até mais sarcástica que as dele... e é aí que ela começa a conquistar a atenção de Piers. Os dois começam, então, a se relacionar de uma maneira muito libertadora e divertida.

Acontece que Piers não quer dar o braço a torcer, pois desta maneira vai ter que aceitar que seu pai escolheu a mulher perfeita para ele, algo que ele não conseguiu sozinho, e isso seu orgulho não pode aceitar. E também tem o fato dele não se achar bom o suficiente para uma mulher como ela. Sendo assim, mesmo apaixonado pela moça, ele acaba afastando Linnet, mandando-a de volta para casa.

— Eu amo você! — repetiu ela. — E você me ama.
— Não dou a mínima — respondeu Piers.
Por um instante, ela não o ouviu. Depois, não o entendeu.
— O que você quer dizer com isso?
— O que acabei de falar. Não me importo com os seus sentimentos.
— Por que você está sendo tão cruel?

Piers perceberá, não muito tempo depois, que essa foi a decisão mais estúpida de sua vida. E um futuro com Linnet, algo tão facilmente visualizado anteriormente, passa a ser um futuro nebuloso e incerto.


••••••••••

Quando a Bela Domou a Fera foi, de longe, uma das leituras mais divertidas que fiz esse ano. Dentre a escrita de todas as autoras de romance de época que eu já tive a oportunidade de conhecer, a de Eloisa James é a mais espirituosa. Seu texto tem a dosagem certa de bom humor, sarcasmo e romance. Foram várias as vezes em que dei risada dos comentários ácidos de Piers e de sua relação de gato e rato com Linnet.

Adoro releituras, então somente este fato já faria com que eu me interessasse pelo livro, mas quando soube que Piers tinha sido criado tendo como inspiração Dr. Gregory House eu tive certeza que precisava ler esse livro de qualquer maneira. House foi um dos meus personagens fictícios favoritos e eu sofri real quando a série terminou; e como eu tenho uma quedinha por personagens azedos e com um senso de humor mais obscuro, me apaixonei por ele na primeira piadinha debochada. Piers tem toda aquela rabugice, é tão brilhante quanto House... e ainda manca! Como não amar Piers Yelverton?


Outra coisa que eu adorei foi a interação entre Piers e Prufrock, seu mordomo, pois ela me lembrou em muitos momentos a interação entre House e Dr. James Wilson. Wilson era, possivelmente, a única pessoa que conseguia interagir com House sem se sentir ofendido ou diminuído pelo que ele falava, e Prufrock age da mesma maneira! Em alguns momentos até fica cutucando a colmeia com vara curta. 😂

Como eu imaginava Piers e Prufrock! 😂
Linnet também é outra que não se intimida com o jeito azedo de Piers. Ela tem noção do que a sua beleza é capaz de fazer com os homens, mas como Piers parece ser imune ao seu charme ela passa a tratá-lo com a mesma cortesia com que ele a trata, ou seja, com tiradas ácidas que o deixam cada vez mais impressionado. Ela não tem medo de enfrentá-lo e isso faz com que ele a admire cada dia mais. O romance entre eles vai surgindo de uma maneira muito envolvente e é impossível não torcer para tudo dar certo. Há também aquelas partes mais sensuais, mas o tom é de muito bom gosto. Essas cenas, que por sinal são bem poucas, são até mais leves do que as dos livros da Julia Quinn, por exemplo. 😉


Os personagens secundários são muito bem desenvolvidos e há até uma historinha paralela muito fofa que envolve os pais de Piers. Eles estão separados há muitos anos, mas o amor não desvaneceu. Há muita mágoa e assuntos que ficaram mal resolvidos entre eles, então vamos acompanhando como eles lidam com essas questões ao longo da narrativa.

A parte médica da história não se torna cansativa em momento nenhum, pois não há termos técnicos nem nada do tipo. Há algumas explicações sim, mas todas se encaixam no contexto da história e são até divertidas, pois Piers é aquele tipo de pessoa que perde o amigo, mas não perde a piada; então a pessoa pode estar a um passo de bater as botas, mas ele sempre vai ter alguma pérola na ponta da língua. E foi essa parte, digamos, mais científica, que deu todo um diferencial para a história, principalmente na parte final. Fiquei super apreensiva e tenho certeza que vocês também vão ficar!

Falar sobre as edições da Arqueiro é praticamente chover no molhado, pois acho a editora uma das mais caprichosas do mercado. A capa é simples, mas linda, sem falar que tem tudo a ver com a história, né? O livro é narrado em terceira pessoa, as folhas são amareladas, de boa qualidade e não encontrei erros de revisão.


Quando a Bela Domou a Fera é uma história leve e divertida que com certeza vai colocar um sorriso no seu rosto. Super indico e tenho certeza que vocês, fãs do gênero ou não, vão adorar!

60 comentários

  1. Não conhecia ainda, gostei muito da resenha :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tami!
    Eu morri de rir com esse livro. Acho que só não ri mais do que com O Príncipe dos Canalhas.
    Realmente Piers e Prufock (morro com esse nome) é bem no estilo de House e Wilson (ai, Wilson...)
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Sorteio de Férias: cinco livros, um ganhador!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois eu ri mais com esse do que com O Príncipe dos Canalhas! hahaha

      Excluir
  3. Olá
    Adorei poder conferir sua resenha, assim como as fotos ficaram ótimas. Estou morrendo de vontade de fazer essa leitura, e fico ainda mais ansiosa a cada resenha que leio. Também adoro releituras, então curiosidade é o que não falta quanto aos detalhes e personagens diante de suas interações.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  4. Oi, Tami. Ainda não conferi o livro porque eu fui ler em ebook e tava um horror a tradução, mas estou louca para ver o quanto esses dois vão me fazer rir. Imagina só acharem que você está grávida! Parece até um dia que minha mãe colocou na cabeça que eu estava... deus me livre! Tadinha da Linnet rsrs
    Eu já li outro livro da Eloisa, mas foi traduzido do português de Portugal, por isso a leitura não foi tão prazerosa. Mas já quero começar a ler outros livros dela.
    Beijo!
    https://leitoraencantada.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua mãe pensou que você estava grávida? hahaha

      Excluir
  5. Oiii,

    Eu sempre leio coisas maravilhosas sobre este livro e de como ele é divertido, o que me alegra muito porque com essa onda de releituras, da um pouco de receio de ler e acabar achando que aquele autor estragou uma história original. Adorei sua resenha e a maneira leve como expressou sua opinião sobre a leitura, e concordo que o trabalho da Arqueiro é sempre muito bom. Espero conseguir conferir esta leitura em breve.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá Tami, tudo bem?
    Eu gostei do livro, mas confesso que não atendeu todas as minhas expectativas. O Piers é maravilhoso, mas a mocinha...Não consegui entender muito bem qual era a dela sabe?! E quando não gosto de um personagem, não consigo gostar da história totalmente. Entretanto, fico feliz que tenha gostado.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura? Que pena! Eu adorei a Linnett! hahaha

      Excluir
  7. Oi oi querida!
    Essa é a segunda resenha que leio sobre o livro, e fiquei com mais vontade de conhecer!
    Amei a forma como foi sincera e não deu nenhum spoiler sobre o enredo. As fotos ficaram lindas e só me fizeram ficar mais interessada no livro.

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  8. Oi, Tami.
    Coloquei esse livro na lista esses dias!
    Estão falando tanto dele que não quero ficar de fora, fiquei muito ansiosa pra conferir.
    Bom saber que você gostou!

    Beijinhos :*
    Sankas Books

    ResponderExcluir
  9. Oi Tami!

    Que resenha maravilhosa, tenho lido apenas comentários positivos em relação a este livro, como você já deve sabe eu não tenho lido romance e época, mas alguns tem grande destaque então vale á pena conferir não é mesmo? Todos as resenhas que li o pessoal favoritou então estou curiosa com este romance bem divertido, eu adoro quando as protagonistas enfrentam os homens sabe? Fala o que tem que fala e pronto kkkk, quero muito ler e espero gostar tanto quanto você. Amei sua fotos.

    Beijinhos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  10. Oi
    que bom que gostou e acho uma das melhores leitura do ano, a história deve ser bem gostosa e envolvente. Estou muito curiosa para ler e conhecer essa personalidade do protagonista.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Gosto bastante de romances de época, mas por algum motivo esse em especial nunca me atraiu a atenção. Gostei de saber que a obra é divertida e que a autora usa bastante sarcasmo, quem sabe eu dou uma chance!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi, ri muito com esse livro. Foram algumas hora de leitura divertida, vendo os dois discutindo com suas línguas afiadas. A parte a la DR House, foi de longe minha preferida, e ainda temos uma "pequena" aula de história sobre os estudo da época. Virei fã da autora. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha os dois se alfinetam toda hora! Já estou com saudade deles!

      Excluir
  13. Oi.

    Não me aguento mais de ansiedade. Estou louca para ler este livro. Não vejo a hora de comprar e ler de uma vez. Sei que vou me apaixonar por ele.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Tamires.
    Eu amei esse livro. Também era apaixonada pelo House e logo que conheci o Piers já pensei nele. E quando terminei o livro descobri que tinha sido inspirado nele. Morri hehe. A interação entre ele e o mordomo é ótima. Ri horrores. Quero muito ler os outros livros da série. Tomara que a Arqueiro traga logo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  15. Tami sua linda!!!
    Eu me arrependi muito de na época não ter solicitado esse livro para a editora. Pensei que seria chato, sabe? Mas sua resenha deixou claro que eu iria dar umas risadinhas rs

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  16. Oi Tamires, esse foi com certeza um dos melhores livros que li esse ano. dei tanta risada que até hoje lembro de algumas cenas e dou risada sozinha kkkkkkkk não tem como não amar Piers <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  17. Olá, Tamires :)

    Adorei a resenha, como estava preste a ler o livro, segurei para ler a resenha depois.

    Concordo, o livro está lindo e é muito bem escrito, os personagens são maravilhosos e a história é incrível. No final fiquei com um pouquinho de raiva do Piers, mas aquele epílogo me reconquistou kkkkk ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já conversamos sobre essa sua raiva e eu entendi seu ponto de vista! hahahaha

      Excluir
  18. Oi! Adorei a premissa do livro. Ainda mais pelo toque do humor irônico e ácido do protagonista. Inspirado no House? Que tudo, menina!Já quero *-* Não achei nada simples essa capa, é uma edição linda e concordo que a Arqueiro arrasa nas publicações. Dica anotada! 😘

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A edição é linda mesmo. E com o simples quis dizer que a capa não tem muitos elementos, e não que ela é feia! ;)

      Excluir
  19. Não dispenso uma história divertida, principalmente quando se trata se romance de época, adoro conferir cada diálogo sarcástico.
    Não conhecia essa releitura da arqueiro, mas achei genial ela ter se inspirado no dr.House para criar seu personagem
    Beijos!!
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  20. Olá ♥
    Bom eu estava querendo fazer a leitura desse livro, ai tinha visto algumas resenhas que não eram tão positivas no quesito do enredo, falavam que era cansativo demais, então acabei me desanimando, mas agora vendo sua resenha não tem como não se sentir atraída, pois você citou pontos que outras pessoas não haviam citado e despertou mais meu interesse, fora que você aprofundou mais no enredo e me deixou mega curiosa. Assim como você amo uma releitura. Amei sua resenha e as fotos estão lindas quanto capricho, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura que falaram que era cansativo? Gente.... o livro é super dinâmico! hahaha
      Mas todo mundo tem um gosto, né?
      Leia e tire suas próprias conclusões. ;)

      Excluir
  21. Olá!
    Eu já tinha ouvido falar desse livro, mas nunca cheguei a procurar por ele ou ler uma resenha de fato. Assim como você, eu adoro releituras e meu conto preferido é Bela e a Fera, então sempre que tem releituras sobre esse conto, eu fico super curiosa para ler. Eu gostei de saber que esse livro é bem espirituoso, isso me fez acreditar que a leitura é bem leve e mega apaixonante. Eu adoro quando tem humor em romances, apesar de eu não ser a maior fã de livros românticos, quando o humor está no meio, eu sempre procuro para ler, ainda mais quando a relação dos personagem é de ódio e amor hahaha. Adorei, o livro com certeza vai para a lista!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  22. Oie!
    Estou com esse livro aqui na minha pilha para conferir, e espero começar a leitura em breve.
    Já li diversas resenhas sobre o livro, e cada uma, me deixa ainda mais curiosa para poder conferir.
    Acredito que será uma leitura muito envolvente, e vou gostar muito!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  23. Oi, tudo bem?
    Eu tenho visto muitas pessoas comentando esse livro, tanto por se tratar de uma releitura de A Bela e a Fera quanto pelo fato de o protagonista ser inspirado em Doctor House. Eu confesso que não assisti a série, então, isso não me atraiu muito. No entanto, eu AMO A Bela e a Fera e acho sempre gostoso conferir essas releituras.
    Uma coisa que eu gostei de saber é que as cenas mais picantes são poucas e de bom gosto, pois detesto quando elas se tornam centrais nos livros. Além disso, o romance entre o casal parece ser bem construído e já estou ansiosa para ver as respostas mais ácidas da Linnet ao Piers.
    Adorei sua resenha e espero ler este livro em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não gosto quando tem muitas cenas de sexo nos RE, Malu.

      Excluir
  24. Oie! Tudo bem?

    Já li muita critica positiva sobre esse livro, mas se tem uma história que não desperta o meu interesse é essa! Guria por mais resenhas que eu lia sobre essa obra, menos sinto vontade de realizar a leitura dela, mas espero que isso mude futuramente, pois sinto que estou perdendo uma grande história!

    BJss

    ResponderExcluir
  25. Olá!

    Eu já li inúmeras resenhas desse livro, mas acredite ou não, nenhuma delas me despertou tanta vontade de ler esse livro quanto a sua. Eu amei demais, demais saber que o Piers é inspirado em House, pois assim como você, eu amo demais esse personagem. É claro que colocarei esse livro na minha listinha de desejados agora mesmo.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  26. Olá!!
    Ainda não li esse livro e ainda bem que só vejo comentários bem positivos com relação a ele.. Como amo A Bela e a Fera é claro que eu não podia deixar de incluir esse livrinho na minha lista né?!! E estou super curiosa pra saber como será a convivência de Linnet e Piers e amo estórias com pitadas de humor e sarcasmo!!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/07/resenha-quando-noite-cai-carina-rissi.html#comment-form

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então você vai amar Quando a Bela Domou a Fera! ;)

      Excluir
  27. Oi Tam
    Adorei suas impressões e também gostei muito do livro quando li. E olha que nem sou muito fã do gênero.
    Adoro releituras e também aposto fundo. Pena que nem sempre gostamos, mas esse não decepcionou.
    Além disso, amei sua comparação com House. Hhahahahaha
    Adorei ler suas impressões. Pareceram bastante com as minhas.
    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir
  28. Oi Tami,
    Pelo visto esse livro foi perfeito em todos os sentidos, hein?
    Estou louca de curiosidade para ler ele, pois a premissa dele é muito interessante. Fiquei muito contente por ser um livro engraçado, adoro essas tramas irreverentes e esses gifs que você colocou do protagonista me encantou horrores.
    Vou super anotar a dica para ontem, aliás.
    Sua resenha e as fotos estão extraordinárias.
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Ah!! Que resenha magnífica.
    Esse livro está na minha lista de desejados a algum tempo, mas como estou priorizando os livros de séries que tenho incompletas na estante ainda não consegui comprá-lo mas pretendo fazê-lo em breve e estou torcendo para curtir a leitura assim como você e tantos outros. Amei os gifs, em especial ao do Dr. House, amo esse personagem e o fato do protagonista ter algumas características que arremetem a ele me faz querer ler ainda mais essa história.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia quando tiver um tempinho, Delmara! Você vai adorar, tenho certeza!

      Excluir
  30. Oii, tudo bom?
    Também amei essa leitura e, de fato, foi um dos livros mais divertidos de romance de época que li no ano! rs Adorei a forma como a autora desenvolveu a história, os personagens e claro, essa inspiração no House para criar o Pierre, porque assim como você, eu era apaixonada pelo personagem!
    Adorei a personalidade de Linnet e os comentários sarcásticos de Pierre. Os momentos dos pais do mesmo realmente são um bônus fofo na história! rs
    Enfim! Adorei sua resenha e poder relembrar através de suas palavras a história desse livro maravilhoso! Mal posso esperar pelos próximos livros dessa série! rs
    Ps: amei suas fotos, ficaram muito lindas!!
    Beijos!

    ResponderExcluir