17 de julho de 2017

Resenha | Quando a Noite Cai - Carina Rissi


Livro cedido em parceria com a editora.

Autora: Carina Rissi

Número de páginas: 448

Ano: 2017

Editora: Verus

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Briana Pinheiro sabe que não é a pessoa mais sortuda do mundo. Sempre que ela está por perto algo vai mal, especialmente no trabalho. Por isso é tão difícil manter um emprego. E a garota precisa muito de grana, já que a pensão da família está à beira da ruina.

Mas esse não é o único motivo pelo qual Briana anda perdendo o sono. Quando a noite cai e ela adormece, se vê transportada para terras distantes: um mundo com espadas, castelos e um guerreiro irlandês que teima em lhe roubar os sonhos... e o coração.

Depois de ser demitida — pela terceira vez no mês! —, Briana reúne coragem e esperanças e sai em busca de um novo trabalho. É quando Gael O’Connor cruza seu caminho. O irlandês de olhar misterioso e poucas palavras lhe oferece uma vaga em uma de suas empresas. Só tem um probleminha: seu novo chefe é exatamente igual ao guerreiro dos seus sonhos.

Enquanto tenta manter a má sorte longe do escritório, Briana acaba por misturar realidade e fantasia e se apaixona pelo belo, irresistível e enigmático Gael. Em uma viagem à Irlanda, a paixão explode e, com ela, o mundo de Briana, pois a garota vai descobrir que seu conto de fadas está em risco — e que talvez nem mesmo o amor verdadeiro seja capaz de triunfar...


Tudo o que eu via à minha frente eram os olhos negros de Gael consumindo os meus enquanto ele segurava meu rosto com o mais delicado dos toques, no momento em que aquela estranha ligação se formara entre nós. Mesmo agora, longe dele, eu ainda a sentia. Não tinha ideia do que aconteceria a partir de então, mas sabia que naquela noite algo entre mim e Gael havia mudado para sempre.
Irrevogavelmente.

Briana tem poucas certezas nessa vidas, uma delas não é algo que uma pessoa gostaria de reconhecer: ela é azarada. De prateleiras que desabam misteriosamente até azeites que voam e derrubam lustres... ela sempre perde o emprego por conta da sua falta de sorte. Agora ela acaba de ser demitida - pela terceira vez no mês - e está um pouco desanimada, pois a pensão de sua família está passando por maus bocados e ela precisa de dinheiro para ajudar a mantê-la.

— Por quê? Por quê, Briana? — Ele esfregou a boca com raiva enquanto eu me abaixava para pegar minhas coisas do chão. — Por que você sempre faz tudo errado? Em menos de uma semana aqui você já derrubou comida em nove clientes. Nove! — Para enfatizar seu argumento, enfiou aquelas mãos imensas na minha cara e ergueu nove dedos. — Bateu a bandeja na cabeça de um senhor de oitenta anos, quebrou seis copos e um garfo. Como é que você foi capaz de quebrar um garfo de aço inox, pelo amor de Deus?

Desde a morte de seu pai, Briana começou a chamar as responsabilidades para si, sendo assim, ela praticamente não se diverte e não tem amigos, sua única distração são seus desenhos e seus sonhos... sonhos que começou a ter em seu aniversário de dezoito anos e que até agora, cinco anos depois, nunca pararam. Ela sonha com Lorcan, um bravo guerreiro irlandês com olhos cor de âmbar e um coração repleto de altruísmo. Briana não sabe o que esses sonhos significam e neles ela não é exatamente ela mesma, por mais que se sinta assim. Ela não compreende o motivo disso ter começado a acontecer com ela, mas, seja o que for, a hora de dormir passa a ser sua preferida.


Briana rapidamente deixa o desânimo de lado e, com a ajuda de sua irmã, Aisla, toma conhecimento de uma entrevista de emprego em uma construtora chamada Brígida. Ela vai até o local cheia de esperança, mas é claro que sua má sorte não iria abandoná-la. Ela acaba inundando o local enquanto estava apenas tentando tomar um inocente copo d'água e é "convidada" a se retirar. E como desgraça pouca é bobagem, quando está voltando para casa, Briana quase é atropelada e acaba torcendo o tornozelo. Só isso já seria um baita susto, mas ao olhar para o homem que quase a atropelou quando este vem verificar como ela está a jovem fica estupefata... pois aquele homem é o mesmo homem com quem ela sonha quando a noite cai. Aquele homem é Lorcan!

Virando-me para ele, escrutinei seu semblante acompanhando cada linha, cada mínima oscilação em sua expressão, a maneira como seu olhar mudou ao perceber que eu o examinava , parecendo incerto quanto ao que fazer. Uma mecha castanho-clara caiu em sua testa. Sem me dar conta do que fazia, estiquei o braço e afastei os fios de seu rosto, deixando a mão escorregar por aquela massa sedosa e brilhante.
— Você não pode ser real — murmurei.
Mas ele era. Real, grande e quente, com cabelos muito sedosos. Ainda mais que nos sonhos, como se o Lorcan de lá fosse apenas um eco fraco do que eu tinha diante de mim.
Puta merda, como era possível que Lorcan estivesse ali, na minha frente?

Porém, aquele não é Lorcan e sim Gael O'Connor. Após levá-la ao hospital, Gael convida Briana para comer alguma coisa enquanto esperam um grande engarrafamento se dissipar. Briana vai, aos poucos, percebendo que há diferenças entre os dois homens, todavia, ainda há algumas coincidências. Depois de conhecer Briana um pouquinho melhor, Gael fica intrigado com aquela menina atrapalhada e acaba oferecendo um emprego para ela.

Briana começa a trabalhar como assistente pessoal de Gael e, por incrível que pareça, não estraga tudo nos primeiros dias. Sua má sorte parece ter tirado férias e as coisas não poderiam estar caminhando de uma maneira melhor, tudo o que ela precisa fazer é não confundir seus sonhos com a realidade, afinal, não há como Gael e Lorcan serem a mesma pessoa! Ela decide focar no seu trabalho para esquecer aquela semelhança e esquecer que Gael mexe com ela. Simples, né? Só que não! Briana começa a gostar de Gael pelo que ele é, não apenas por sua semelhança com Lorcan.

O que estava acontecendo era que eu queria aquilo que vira no sonho. Queria desesperadamente que ele me olhasse com aqueles olhos escuros de maneira apaixonada, que me beijasse com ardor, que fizesse amor comigo, intenso e urgente.
E queria tudo aquilo com Gael. Não com Lorcan.
Ah, não! Eu não tinha feito isso!
— Fale comigo. — Suas mãos se encaixaram em minhas bochechas. — Por favor, Briana, me diga o que está acontecendo.
Eu o encarei através da cortina de lágrimas, o rosto retorcido de angústia. Meu coração bateu mais forte, confirmando o que eu tinha acabado de descobrir.
É, eu tinha feito, sim.
Eu estava completamente apaixonada por Gael.

Gael precisa viajar às pressas para a Irlanda e Briana, como sua assistente pessoal, vai junto. E é nessa terra, a terra que ela visita quase todas as noites em seus sonhos, que os sentimentos entre eles desabrocham. Mas nem tudo será fácil, pois essa viagem reserva muitas outras surpresas, algumas delas farão Briana questionar sua sanidade e farão com que ela descubra o significado daqueles sonhos que a perseguem há muito tempo.


••••••••••

A escrita é um dom, isso é inegável. Carina Rissi, definitivamente, o possui. Essa mulher tem uma criatividade sem precedentes e tem o poder de se superar a cada livro escrito. Quando a Noite Cai não foi exceção. Com um enredo muito bem embasado, já que é nítido o tanto de pesquisa que este livro demandou, Carina, mais uma vez, nos entrega uma história divertida e apaixonante.

Já vou logo começar pelas ressalvas, pois foram esses os motivos que fizeram com que eu não desse nota máxima ao livro. A autora, como vocês sabem, é conhecida por seus livros relativamente extensos. Apesar do tamanho dos livros, desde que comecei a ler histórias escritas por ela nunca tive a sensação de que ela estava sendo repetitiva, mas dessa vez eu tive. Não foi algo alarmante e não atrapalhou o desenvolvimento da história, pois é algo referente aos pensamentos de Briana em relação a Gael, porém, ainda assim, chegou a me incomodar um pouquinho

Os coadjuvantes, dessa vez, não se destacaram tanto. Estou acostumada a me apaixonar pelos personagens secundários da Carina, mas isso não aconteceu em Quando a Noite Cai. Eles não são chatos nem nada do tipo, mas não têm aquele brilho que outros coadjuvantes da autora - que até ganharam livros próprios - possuem.


Já os protagonistas, como sempre, são super bem construídos e carismáticos. Briana é um desastre ambulante, mas não se deixa abater pela sua má sorte. Ela cai, se levanta, limpa a poeira do traseiro e segue em frente. Claro que ela tem seus momentos borocoxô, afinal, não é fácil ficar pulando de emprego em emprego, ainda mais quando outras pessoas dependem de você de alguma maneira, mas ela é forte e eu a admirei por isso. Já Gael é aquele tipo de personagem que a gente quer pegar no colo, sabe? Ele é bem misterioso no começo e até mesmo infeliz, mas o convívio com Briana vai fazendo o que há de melhor nele vir à tona. Queria falar mais sobre as características dele, mas sinto que posso acabar falando demais e não quero que vocês pesquem nada sobre o mistério que a trama aborda.

Claro que há um mistério, né, gente? E dessa vez Carina ousou bastante. Temos algumas descrições dos sonhos de Briana e isso pode até ser meio estranho no começo, pelo menos foi para mim, mas aos poucos compreendi que aquilo era essencial para o desenvolvimento da história e para o encerramento da mesma. E sem eles não há como compreender a parte mais mística do enredo.

O romance entre Briana e Gael também me agradou bastante. Ele tem um ritmo cadenciado muito agradável e se fosse diferente entraria em descrédito, pois Gael tem algumas questões com as quais tem que lidar antes de se entregar a este novo sentimento.

Em determinado momento várias perguntas ficam rondando a cabeça dos personagens  - e a nossa também - e é bem legal acompanhar a maneira como Carina vai explicando uma por uma. Alguns podem achar o desfecho do livro simplório demais, mas ele não é simplório, ele é singelo. Um final puro e belo, como o amor deve ser. 

A edição está super caprichada e a capa não poderia ter mais a ver com o enredo, é perfeita! O livro é narrado em primeira pessoa por Briana, as folhas são amareladas e de boa qualidade, a diagramação está ótima e não encontrei erros de revisão.


Quando a Noite Cai possui uma história que nos mostra o poder do amor. Um amor genuíno e transcendental. Um amor pelo qual muitos de nós sonhamos, mas que poucos têm a chance de viver. E para os mais atentos, ainda rola uma referência a um outro livro da autora... não vou falar qual é, mas quem leu vai se ligar na hora! 😉

35 comentários

  1. Oi, Tamires.
    Por demais também acho que a Carina aumenta os livros de propósito, que muita coisa se repete, mas não me incomodo tanto com isso, sempre gosto de suas obras e de seus personagens. Ainda não pude ler essa obra mas estou muito animada e espero que ela supra minhas expectativas.
    Beijo!
    http://leitoraencantada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só tive essa sensação de repetição nesse livro, Mi. Nos outros não...

      Excluir
  2. Oi Tami!
    Essa capa é tão amooor! Estou bem curiosa com essa nova história e pra conhecer os personagens!
    Acho q nos 2 livros da Carina q li, o tamanho não foi o q chegou a me incomodar, pq a escrita dela é muito gostosa msm.
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Tamires, tudo bem?
    Gosto muito dos livros da Carina, mas confesso que, esse não me chamou muita atenção. Creio que lerei, mas não por agora. A sua resenha ficou ótima, e apesar das ressalvas, fico feliz que tenha sido uma ótima leitura.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que não chamou tanto sua atenção, Esther.

      Excluir
  4. Oi, Tami! =)

    Eu tenho muita vontade de ler Carina, mas esse não me despertou curiosidade. Nem a capa gostei (pronto, falei!).

    Mas gostei de sua consideração sobre o amor transcendental ♥️Já quero viu!

    BjuX
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiiii seu herege! Essa capa é maravilhosa! hahahahah

      Excluir
  5. Olá, Tamires.
    Eu amo os livros da autora, tenho todos na estante, mesmo que ainda não tenha lido todos eles hehe. Eu amei essa capa e comprei logo na pré-venda e não li ainda. Que pena que nesse livros os personagens secundários não se destacaram. Mas achei muito legal a ideia dela da história dos sonhos. Uma coisa que gosto nela é isso de misturar o sobrenatural nos livros hehe. Indiquei o blog para o Prêmio Mystery Blogger lá no Prefácio.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ela gosta dessa pegada mais mística e o resultado é sempre ótimo.
      Obrigada pela indicação, Sil! <3

      Excluir
  6. Oi, Tami!
    Esse é um dos próximos livros que eu vou ler, porque eu amooooooo a Carina maravilhosa!
    OS livros dela são sempre incríveis e eu nunca me decepciono.
    Pena que esse tenha algumas ressalvas, mas tenho certeza que a leitura será incrível.
    Depois te conto o que achei.
    <3

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  7. Oii, Tami!

    Que história grandinha haha Nunca li nada da autora, mas me indicam tanto Perdida... Logo de cara, quando esse foi lançado, fiquei curiosa, e a sua opinião me deixou mais animada ainda!! Espero gostar haha Bjs,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perdida é VIDA!! Leia ele também, Luuu!!

      Excluir
  8. Oi
    gosto muito dos livros da Carina e quero muito ler esse, a escrita dela é envolvente e as histórias são gostosas, pena que os secundários não te conquistaram. Menina algumas coisas de má sorte dela que você citou me lembram muito eu, ficar pouco tempo da escada e outras coisas proporcionadas por quem é desastrada.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura, Denise?? Então vai que você não tem um Gael escondido por aí, hein? hehehe

      Excluir
  9. Oi Tamiris,
    estou louca para ler esse livro... O meu já deveria ter chegado, mas acho que editora teve um probleminha com o estoque o que atrasou tudo, estou super ansiosa para conhecer essa história que está sendo super elogiada, eu tive poucas experiências com a escrita da Carina e todas foram positivas, e obviamente espero o mesmo dessa, mesmo após ler suas ressalvas não consigo conter o entusiasmo.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Tami!
    Eu adoro a Carina. Todos os livros que li foram ótimas leituras.
    E quando esse lance da repetição, eu senti muito isso em No Mundo da Luna. Como falei na resenha dele, se tivesse umas 100 páginas a menos, teria sido bem mais proveitoso.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do Sorteio de Férias: cinco livros, um ganhador!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu AMEI NMdL! Achei perfeito! hahahha
      Cigano Google... <3
      hahahah

      Excluir
  11. Ola
    Estou ansiosa para fazer a leitura desse livro e não tenho dúvidas de que deve ser uma leitura incrível. Ansiosa, no aguardo do meu exemplar! Estou curiosa demais a respeito dos personagens e sua resenha me deixou ainda mais empolgada. Achei essa capa linda demais!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  12. Oi! Vi a divulgação desse livro e a capa é um arraso. Estou bem ansiosa para ler e conhecer a escrita da autora. E claro fiquei curiosa com esse romance que irá surgir e o que tem a ver com os sonhos. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  13. Oi Tamires, de fato os livros dela são bem extensos, mas eu gostei tanto do casal e torci muito por eles! E gostei tb da irmã da Briana e do amigo pau pra toda obra do Gael hehehehehe espero ler os próximos da autora.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei deles também, mas eles foram beeeem coadjuvantes... rs
      Que bom que curtiu! :*

      Excluir
  14. Olá Tami!

    Adoro os livros da Carina e realmente ela tem muita criatividade! Ainda não li esse livro mas já está na minha lista de desejados antes mesmo de saber sobre o que se tratava a história, confio demais na escrita dela! rsrs

    Que pena que os personagens secundários não chamaram tanta atenção assim, como nos outros livros, mas os principais pelo jeito fizeram valer a pena né? quero muito ler!!

    Beijos
    Jess

    ResponderExcluir
  15. Desde seu lançamento tive vontade de ler a obra, embora ainda não tive oportunidade, porque adoro a escrita da Carina. Briana é uma protagonista que me chamou a atenção pelo fato de não ter sorte e estar em busca de melhorar o lado profissional (fase que estou passando). Também gostei de saber que tem uma parte que estão na Irlanda, acho o país lindo. Assim que tiver oportunidade, lerei.

    ResponderExcluir
  16. Oie!
    Eu ainda não li o livro, e já vi alguns detalhes que não vou gostar da leitura. Eu sempre gosto dos livros da Carina, mas realmente eu acho muito extenso. Se fosse um pouco mais enxuto, a história se tornaria melhor.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  17. Sou apaixonada pelos livros da Carina e esse aqui será uma das minhas próximas leituras e você não tem noção do quanto a sua resenha me animou ainda mais para começar a ler.
    As fotos que você postou do seu livro ficaram maravilhosas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bom?
    Tô doida pra começar esse livro, espero ganha-lo no emu aniversário :p
    Só ouço elogios a autora apesar de ainda não ter lido nada dela! Essa capa é LINDA e ainda tem a Irlanda de brinde ♥

    ResponderExcluir
  19. Ahhh, eu preciso urgentemente ler alguma coisa da Carina, não aceito ficar sem conhecer a escrita dela mesmo depois de tantos comentários maravilhosos que já li por aí D: hahah. Amei a sua resenha e fiquei ainda mais ansiosa para ler Quando a Noite Cai e descobrir esse tal mistério que você comentou. Adorei o comentário sobre o final ser singelo, achei muito lindo. Pena que os coadjuvantes não cativaram tanto..

    Beijo, beijo.

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Acho que sou uma das poucas pessoas que não leu Carina Rissi, mesmo tendo inúmeras críticas boas e pessoas recomendando. Mesmo com tudo isso, Ainda não consigo ficar atraída a ponto de lê-lo, tenho certeza que seria uma leitura agradável, mas sabe quando você sabe que não irá se apaixonar como os outros? É assim que me sinto. Enfim, fico feliz que tenha gostado. Já vi muita gente elogiando mesmo o seu dom na escrita ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  21. Oi Tamires, tudo bem?
    Adoro os livros da autora, mas ainda não li esse. Gostei de ler sua resenha e ter sido apresentada aos pontos positivos e negativos da obra. Acho muito bacana a questão de a história envolver realidade e sonho e quero saber como a autora fez tudo isso se encaixar.
    Vou anotar a dica e espero não ter as mesmas ressalvas que você.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Olá Tamires!

    Tenho que dizer que sou tendenciosa a gostar desse livro devido ao fato de amar a Carina Rissi, os livros dela, os personagens que ela cria (Ian Clark, amor de mi vida ♥) e as tramas malucas que ela escreve.
    Estou doida para conhecer o Gael logo e conhecer um pouco mais dessa azarada Briana.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir