29 de agosto de 2017

Resenha | Um Tom Mais Escuro de Magia - V. E. Schwab


Livro cedido em parceria com a editora.

Autora: V. E. Schwab

Número de páginas: 420

Ano: 2016

Editora: Record

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Kell é um dos últimos Viajantes — magos com uma habilidade rara e cobiçada de viajar entre universos paralelos conectados por uma cidade mágica.

A Londres Cinza é suja e enfadonha, sem magia alguma e com um rei louco — George III. A Londres Vermelha é onde vida e magia são reverenciadas, e onde Kell foi criado ao lado de Rhy Maresh, o boêmio herdeiro de um império próspero. A Londres Branca é um lugar onde se luta para controlar a magia, e onde a magia reage, drenando a cidade até os ossos. E era uma vez... a Londres Preta. No entanto ninguém mais fala dela.

Oficialmente, Kell é o Viajante Vermelho, embaixador do império Maresh, encarregado das correspondências mensais entre a realeza de cada Londres. Extraoficialmente, é um contrabandista, atendendo a pessoas dispostas a pagar por mínimos vislumbres de um mundo que nunca verão. É um hobby desafiador com consequências perigosas, que Kell agora conhecerá de perto.

Fugindo para a Londres Cinza, Kell esbarra com Delilah Bard, uma ladra com grandes aspirações. Primeiro ela o assalta, depois o salva de um inimigo mortal, e então o obriga a levá-la para outro mundo a fim de experimentar uma aventura de verdade.

Magia perigosa está à solta, e a traição espreita em cada esquina. Para salvar todos os mundos, Kell e Lila primeiro precisam permanecer vivos.


A magia tornava as coisas fáceis. Às vezes, pensou Kell, tornava-as fáceis demais.

Era uma vez quatro mundos distintos: a Londres Cinza é a que mais se assemelharia a nossa realidade, um lugar onde a magia não existe e onde as pessoas precisam se virar para sobreviver. A Londres Vermelha é onde a magia ainda vive e é respeitada e adorada, ao contrário da Londres Branca, lugar em que a magia é perigosa. E há também a Londres Preta...

Há três séculos, os quatro mundos eram interligados e aqueles que possuíssem magia podiam se movimentar entre eles. A Londres Preta, aquela que possuía a maior fonte de poder, foi consumida pela própria magia, que tornou-se poderosa demais e engoliu tudo e todos. Com isso, os portais foram fechados, as três Londres restantes foram isoladas e ninguém mais se atreveu a colocar os pés na Londres Preta.

Os únicos que podem transitar entre as Londres Cinza, Vermelha e Branca são os Antari, seres extremamente raros que são capazes de criar portais entre os três mundos. Há somente dois Antari: Kell, o Antari da Londres Vermelha, e Holland, o Antari da Londres Branca. A tarefa deles é manter a conexão entre as três Londres através de correspondências entre as realezas de cada uma delas.
 
As portas se foram. Destruídas havia séculos, depois de a Londres Preta cair e levar consigo os restos de seu mundo, deixando apenas histórias em seu encalço. Agora, apenas os Antari detinham poder suficiente para criar novas portas, e mesmo assim somente eles podiam cruzá-las. Antari sempre foram raros, mas ninguém sabia ao certo quanto, até as portas serem lacradas e seu número começar a decrescer. A fonte do poder dos Antari sempre fora um mistério (não seguia uma linhagem sanguínea), mas algo era certo: quanto mais os mundos eram mantidos separados, menos Antari surgiam.


Kell nunca se sentiu completo. Ele foi acolhido ainda muito novo pelo rei Maxim e pela rainha Emira, soberanos da Londres Vermelha, e foi criado como se fizesse parte da família. Rhy, filho de Maxim e Emira e herdeiro do trono, ama Kell e o considera um irmão de verdade. Ele é o único que sabe do grande segredo de Kell, que, não se contentando em ser um mero correspondente, começa a contrabandear artefatos entre as Londres, algo veementemente proibido.

São poucas as pessoas que sabem das atividades ilícitas de Kell e a maioria delas o procuram com o intuito de obter algum artefato de um mundo totalmente desconhecido que nunca visitarão. Em uma de suas visitas a Londres Branca, Kell é abordado por uma mulher que lhe faz um pedido: ela quer que ele leve uma carta para a Londres Vermelha. O Antari estranha a abordagem, já que sempre é procurado para trazer algo para alguém e não para levar algo, entretanto, ele acaba aceitando o pedido. O que ele não imaginava é que aquela carta continha nada mais, nada menos, que Vitari, uma pedra de um imenso poder e que pertence a um lugar que todos gostariam de esquecer... a Londres Preta.

Kell passa a ser perseguido por pessoas que estão interessadas na pedra e no poder que ela possui. Em sua fuga ele acaba esbarrando em Delilah Bard, ou Lila, como gosta de ser chamada. Lila mora na Londres Cinza e é uma ladra das boas. Seu maior sonho é se tornar uma pirata e viver uma vida de aventuras, mal sabia ela que Kell, o rapaz que ela acabara de roubar, seria a sua chave para a maior aventura de todas.

... — A pedra não deveria existir, e não posso permitir que exista. Ela é...
Lila parou de zanzar.
— Má?
Kell negou com a cabeça.
— Não — respondeu ele. — Ela é Vitari. De certa forma, suponho que seja pura. Mas é puro potencial, puro poder, pura magia.
— E nenhuma humanidade — completou Lila. — Nenhuma harmonia.
Kell aquiesceu.
— A pureza sem equilíbrio é a sua própria maldição. Os estragos que esse talismã pode produzir em mãos erradas... — Em qualquer mão, pensou ele. — A magia da pedra é a magia de um mundo arruinado. Não pode permanecer aqui.
— Bem, o que você pretende fazer? — indagou Lila.
...
— Ela pertence à Londres Preta — afirmou ele. — Tenho que levá-la de volta.


Lila decide ir com Kell, que, por sua vez, é totalmente contra essa ideia, entretanto, ninguém diz não para Delilah Bard. Inicialmente ele acha que não vai dar certo, afinal, só os Antari conseguem atravessar os portais, mas surpreendentemente, com a ajuda da pedra, Lila consegue chegar na Londres Vermelha. E é aí que a jornada deles começa. Juntos eles descobrirão o real motivo de Kell ter recebido a pedra e os interesses por trás desde presente de grego. Descobrirão também que o poder advindo da pedra tem seu preço, pois a cada uso o artefato absorve a energia e faz de quem a utilizou quase seu hospedeiro. Sendo assim, além de ter que lutar contra seus inimigos, Kell e Lila terão que lidar contra a força da própria pedra, pois o poder é ludibriante... e é capaz de controlar até aqueles que não estão sedentos por ele.

••••••••••

Um Tom Mais Escuro de Magia foi uma grata surpresa. Quem acompanha o blog sabe que fantasia é um dos gêneros que eu menos curto, mas vez ou outra eu me aventuro porque gosto de sair da minha zona de conforto. Algumas vezes dá certo, outras não... e é com satisfação que eu lhes digo que dessa vez deu super certo! YAY \õ/

Victoria Schwab, escrevendo como V. E. Schwab, criou uma história extremamente envolvente que, apesar de ter mais de quatrocentas páginas, possui uma fluidez impressionante. Confesso que no começo do livro fiquei um pouco confusa com a divisão das Londres e tive que voltar algumas vezes para me situar, mas assim que as informações foram assimiladas a leitura fluiu perfeitamente. Tudo acontece de uma maneira super ágil e mesmo assim o desenvolvimento não fica comprometido. Claro que a autora não explica tudo nesse exemplar, que é o primeiro de uma trilogia, mas Victoria já nos presenteia com acontecimentos super importantes e que eu tenho certeza que serão essenciais para o desenvolvimento dos próximos livros.

Tenho que mencionar que antes de começar a leitura desse livro eu achava algumas nuances de sua trama - que pesquei através de resenhas - super parecidas com as nuances de A Melodia Feroz, também escrito pela autora e já resenhado AQUI. Porém, eu não poderia estar mais enganada. As duas histórias são completamente diferentes e poderiam até ter sido escritas por pessoas diferentes. É por isso que eu digo: não julguem um livro por uma resenha, leiam e tirem suas próprias conclusões!


Os personagens de Um Tom Mais Escuro de Magia são mais maduros e mais interessantes do que os de A Melodia Feroz. Kell ainda é um mistério para mim. Há alguma coisa em seu passado que o intriga e que não permite que ele se sinta 100% parte daquela família que o acolheu como um filho. Ele chegou ao castelo com apenas cinco anos e não se lembra de quem era antes disso. Maxim e Emira se recusam a falar com ele sobre seu passado, por isso ele sente uma grande lacuna no meio de sua história. Sua necessidade de contrabandear coisas é meio que um grito de liberdade, é algo que só ele pode controlar. Já Lila é maravilhosa, girl power total! Ela também tem um passado misterioso e passou por vários perrengues na vida, mas não se faz de coitadinha em nenhum momento. São várias as vezes em que ela segura as rédeas da situação e toma a dianteira para enfrentar os perigos que ambos enfrentam na jornada rumo à Londres Preta. Um romance entre os dois não acontece. Ambos se respeitam e se admiram, rola até um climinha aqui e acolá, mas o foco da história não é esse.

Os personagens secundários são bem bacanas, destaque para o boêmio Rhy, que está muito mais interessado em se divertir do que em ser o próximo rei da Londres Vermelha. Os irmãos Athos e Astrid, rei e rainha da Londres Branca, também rendem bons momentos. Já Holland é aquele tipo de personagem agridoce, sabe? Ele não faz nada de bom, mas sabe quando a gente sente o sofrimento de alguém por mais que a pessoa não fale nada pra gente? Me senti assim! Quando vocês lerem vão compreender melhor! 😉 Vi algumas pessoas reclamando sobre o final, mas eu curti bastante. Esse primeiro livro é muito mais uma introdução e não necessariamente todos os problemas levantados aqui deveriam ter sido levados para os próximos volumes. Agora acredito que coisas muito mais importantes serão abordadas, como a origem de Kell e a facilidade de Lisa em lidar com a magia... será que temos uma ligação aqui?

A edição da Record está maravilhosa. Acho a capa nacional muito mais caprichada do que a capa gringa. A diagramação é simples e confortável, com folhas amareladas e de boa qualidade. Não encontrei erros de revisão. O livro é dividido em quatorze partes e cada parte é composta por uns quatro ou cinco capítulos curtos, tornando a leitura muito mais dinâmica.


Em suma, Um Tom Mais Escuro de Magia me surpreendeu. Normalmente eu lamentaria o fato de não ter lido essa história antes, mas dessa vez vou falar: ainda bem que eu fiz essa leitura agora! Já que o segundo volume, Um Encontro de Sombras, acabou de sair do forno e eu não precisarei esperar tanto para obter mais respostas. 😂

35 comentários

  1. Bom, começando a falar desta capa que é realmente linda. A Recorde sempre arrasa nas edições.
    Adorei saber que você também não curte tanto este gênero, mas gosta de sair da sua zona de conforto. Eu também sou assim e como você falou, ás vezes nos surpreendemos muito.
    É a primeira vez que ouço falar do livro, mas achei a divisão das Londres super interessante e gostei de saber que temos tantos personagens, acho que isso acrescenta muito para a história. Aposto que eu irei adorar a Girl Power.
    Bom, mais uma resenha maravilhosa que realmente deu uma dica maravilhosa e eu espero poder conferir o livro logo, logo.
    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tami!
    Mulher, você não sabe a felicidade que estou bem aqui de ver que você gostou da história (principalmente por causa do seu histórico com fantasias hahahaha)
    Rhy realmente rouba a cena, mas meu mozão mesmo é o Kell. Lila, em certos momentos, me deu uma estressada, mas nada que o tempo não mudasse hahhahahhaha
    Será que essa é a fantasia que você vai chamar de sua? hahahhahahah
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado
    Participe do sorteio de aniversário do Balaio de Babados e O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. OOi, ainda não conhecia o livro, mas adorei a resenha e seu blog.
    O enredo do livro me despertou um pouco a curiosidade, já vou adicionar a lista.
    bellapagina.blogspot.com.br
    Sorteio no instagram: https://www.instagram.com/p/BXxpLeJDTI0/?taken-by=bellapagina

    ResponderExcluir
  4. Recebi esse livro em parceria com a editora e ele segue aqui esquecido(seguia, não mais!). Esse gênero também não é o meu preferido e o medo de se decepcionar quase sempre me vence, mas essa capa é tão maravilhosa, tão linda e a história parece ser tão fascinante! Sua resenha foi esclarecedora e sanou alguns dos meus medos que impossibilitavam de iniciar a leitura, acho que não sobraram mais desculpas! Espero gostar da história tanto quanto você gostou.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Eu também não curto muito livros de fantasia (sobre vampiros, duendes, fadas, essas coisas), o que não parece ser muito o caso desse livro. Eu já li outra resenha e fiquei super interessada, quero ler quando tiver oportunidade!
    Beijos,
    Meise Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Tami.
    Acho que sua resenha foi a mais explicativa que li até agora, pude entender direitinho o que a história quer mostrar e já fiquei animada em ler. Sabe que eu não sou muito fã de fantasia, mas acho que essa história irá me encantar.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Tamires! Eu tb não sou a maior fã de fantasia e adorei o livro. Achei que a autora criou um universo incrível! Além de ter amado o Kell e torcido por ele e a Lila o tempo todo hehehehehe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Olá, Tamires.
    Estou lendo só resenhas positivas desse livro. E até a sua que nem gosta muito do gênero hehe. Vou querer ler é claro, mas vou aguardar lançar todos porque pelo jeito demorou bem para siar esse segundo então vai saber quando vem os próximos. Vou ler Melodia Feroz antes porque acabou de chegar aqui em casa e aproveito para conhecer a autora, mesmo você falando que as duas histórias nem parecem ser da mesma pessoa hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Hey, Tami!
    Gente, é a segunda resenha que leio desse livro hoje! O mais engraçado, é que depois de ver um monte de gente concordando que o livro não era bom, eu vejo você, que não curte tanto assim fantasia falar tão bem da história! Eu sou apaixonada pela capa e sinopse do livro. Mas vi tantos comentários negativos, principalmente sobre a Lila, que desanimei. Mas não é que hoje a vontade de ler voltou com força total? haha. Adorei sua resenha! Vou seguir seu conselho e parar de julgar livros por resenhas haha. Vou ler e tirar minhas próprias conclusões. Mas pelo menos, agora vou bem animada, de novo! haha.
    Mil beijokas - Entre um Livro e Outro

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom?
    Eu não conhecia esse livro. Eu não sou tão chegada a fantasia, mas esse parece interessante.
    5 O'clock Tea

    ResponderExcluir
  11. Oi tudo bem?
    Venho ouvido falar muito bem desse livro, mas assim como você não sou muito fã de fantasia mas ao saber que esse livro te foi uma ótima surpresa me deixou ainda mais curiosa quanto a leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oiee Tamires ^^
    Estou doida para ler os livros da Victoria! Estou com "A melodia feroz" aqui, mas enrolando muito porque sei que é uma série, e sei que vou ficar doida pela continuação...hehe'
    Você não é a primeira pessoa que eu vejo que gostou tanto deste livro, mas como eu também não sou 100% fã de fantasia, me identifiquei...haha' saber que gostou mesmo que fantasia não seja seu gênero favorito me deixou ainda mais animada. Ver que os personagens daqui são mais interessantes que os de "A melodia feroz" então...
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi
    eu estou lendo esse livro, como ando desanimada acabei enrolando na leitura, não só dele, mas de qualquer livro, mas agora engatei e estou gostando muito, adoro o Kell e apesar de saber que o Holland é mal em das cenas, antes de tudo acontecer com o Kell fiquei com dó do Holland, mas passou depois que cheguei em uma parte.
    Que bom que foi uma boa surpresa e gostou da leitura.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi, Tami! Tudo bem? Eu curto uma boa história de magia e essa me pareceu ser ótima. Pena que não é um livro único! Não tenho mais tanta paciência para acompanhar trilogias/séries. Mas enfim, fico feliz que você tenha curtido a obra! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Eu gostei bastante do livro também. A história é bem diferente e envolvente. Teve algumas partes que foram meio cansativas para mim, mas acho que porque o livro é grande, e eu não sou muito acostumada em ler tantos assim :P

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi, Tamires!
    Eu também li algumas resenhas desse livro e já tem um tempo que quero ler, ainda mais porque o segundo volume está sendo lançada agora. Gostei da sua resenha e de colocar abaixo o mito de que a trama tinha semelhança com outra. Isso já aconteceu em outras séries também, acho bem chato quando fica essa impressão.
    Bjos!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  17. Não conheço, mas parece-me uma leitura interessante. =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  18. Oi Tami,
    Essa capa é muito bonita mesmo.
    Eu também não sou muito apegada a fantasias, raramente leio, mas é bom arriscar, acaba surpreendendo mais que s leituras habituais, as vezes.
    Gostei da premissa, essa divisão de Londres, também me deixaria confusa, então nada demais vc ter voltado haha
    Lendo a resenha já simpatizei com Rhys e a Lila. Amei a dica.

    tenha um ótimo sábado.
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  19. Oi
    agora já passei um pouco mais da metade e to adorando, mega curiosa para saber como aquele artefato foi parar com o Kell.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Essa capa é extraordinária! Babo sempre nela hahaha. A premissa também sempre me interessou, mas assim como você, não sou chegada em fantasia, então tinha um pouco de receio em me aventurar e acabar não curtindo a leitura, que aliás é bem extensa. Fico feliz em saber que é uma história envolvente, já tô me sentindo tentada a procurar pelos preços do livro hahaha parece ser bom demais!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oi Tami,

    quando vi a capa do livro, confesso que não parei para ver do que se tratava a história, mas uau gostei e vou por na lista de leitura com certeza.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  22. Oi tami,
    Estou muuuito curiosa por este livro, desde que li uma resenha sobre ele.
    A premissa me atraiu bastante, apesar que no começo da leitura imagino que a historia demore um pouco e eu ainda ficar meia perdida entre as londres mas tenho certeza que irei me apaixonar pela história!
    Adorei a resenha.
    A capa é realmente muito linda!

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  23. Oi Tami,
    Eu vi esse livro no instagram da editora e fiquei mega interessada.
    Adorei a capa e premissa.
    E lendo seus elogios, me animo mais a conhecer a obra. Já subiu algumas posições na lista de desejados, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Oi Tami! Eu sou fã da autora e sempre fico fascinada com sua criatividade, nenhum dos livros delas que li trouxeram algo batido e clichê. Estou lendo esse agora, mas ainda não o achei melhor que A Melodia. Quem sabe até o final eu mude de ideia. Mas é muito bom, empolgante.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  25. Oie
    Tenho visto muitos comentários sobre esta série e estou bem curiosa, mesmo não sendo meu gênero favorito, quem sabe eu leia.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi Tami, tudo bem?
    Adorei o livro!
    Sou super fã de fantasias e achei a ambientação desse livro incrível. =)
    Já adicionei no Skoob pra não esquecer HAHA!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  27. Tami me arrependendo profundamente de não ter comprado esse libro na promoção que encontrei semanas atrás. Eu estava com medo dele ser alguma continuação e só depois me dei conta que não. Ao contrário de vc eu AMO fantasia e fiquei com muita vontade de me jogar nessa história e entender melhor essa divisão toda <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  28. Olá!!
    Nossa, quantas resenhas tenho lido desse livro! Todas positivas até agora!
    Diferente de você, fantasia está entre meus gêneros favoritos, e desde que li a primeira resenha sobre esse livro já fiquei com vontade de ler.
    Nunca li nada da autora, mas a premissa me agradou bastante, com certeza uma trilogia que ainda vai aparecer na minha estante.
    Um beijo!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  29. Oi. :)
    se o livro tem magia no meio, com toda certeza vou querer ler.
    É um dos meus gêneros preferidos, já havia lido algumas resenhas e a sua só me deixou mais curiosa.
    Parabéns pela resenha, ficou ótima.
    Blog As Meninas Que Leem Livros - Lauri Brandão

    ResponderExcluir
  30. Oii Tamires

    Vejo essa série por todos os lados, e todas as resenhas coincidem em que está genial, muito curiosa pra conhecer essas Londres alternativas que a autora criou. Vai pra lista de leituras com certeza

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Oi Tamires,
    Os livros da autora são sempre bem comentados e esse parece não ser diferente. Gostei da proposta, dessa mistura de magia e viagem entre universos paralelos e quero conferi-la no futuro.

    *bye*
    Marla Almeida
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/




    ResponderExcluir
  32. Oi Tami,
    Sou a louca dos livros de fantasia. Eu amo esse gênero de todo meu coração e estou louca para ler esse livro.
    Fiquei muito feliz por saber que esse livro te surpreendeu - tenho visto muitas pessoas falarem isso. Também gostei muito de saber que os personagens são mais maduros, estou um pouco cansada daqueles personagens jovenzinhos e chatos :(
    Sua resenha e as fotos estão incríveis e espero ler esse livro para ontem.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  33. Oi! Menina, eu amo fantasia de um jeito, mas de um jeito... Com certeza amei a premissa. Essa ideia de universos paralelos, magia, me deixa muito empolgada e não vejo a hora de conhecer a obra. Está todo mundo falando bem, então irei ler o mais breve possível. A ÚNICA coisa que me deixa triste é saber que é uma série, mas vou tentar encaixar nas minhas leituras rsrs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  34. hi baby, tudo bem? muitos blogs estão fazendo resenha desse livro e ele parece ser muito interessante, fora que gosto bastante da capa, da diagramação e da sinopse, essas histórias londrinas me encantam! adorei sua resenha, muito bem escrita, vou ler enquanto essa saga está no começo

    Lilian Valentim
    https://speakcinema.blogspot.com.br/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  35. Olá...
    Eu já li esse livro e simplesmente AMEEEI!
    Confesso que quase nunca leio fantasias, mas, quando esse livro chegou em minhas mãos o devorei de uma vez só! O que mais me chamou a atenção nessa leitura foi a criação dos cenários, achei genial o fato da autora ter criado uma lingua diferente para cada Londres! Os personagens são maravilhosos também!
    Bjo

    ResponderExcluir