14 de setembro de 2017

Resenha | A Prisão do Rei - Victoria Aveyard


Livro cedido em parceria com a editora.

Autor: Victoria Aveyard

Série: A Rainha Vermelha #3

Número de páginas: 552

Ano: 2017

Editora: Seguinte

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Numa guerra de sangue contra sangue e poder contra poder, tudo virá abaixo.

Mare Barrow foi capturada e passa os dias presa no palácio, impotente sem seu poder, atormentada por seus erros. Ela está à mercê do garoto por quem um dia se apaixonou, um jovem dissimulado que a enganou e traiu. Agora rei, Maven continua com os planos de sua mãe, fazendo de tudo para manter o controle de Norta — e de sua prisioneira.

Enquanto Mare tenta aguentar o peso sufocante das Pedras Silenciosas, o resto da Guarda Escarlate se organiza, treinando e se expandindo. Com a rebelião cada vez mais forte, eles param de agir sob as sombras e se preparam para a guerra. Entre eles está Cal, um prateado em meio aos vermelhos. Incapaz de decidir a que lado dedicar sua lealdade, o príncipe exilado só tem uma certeza: ele não vai descansar enquanto não trouxer Mare de volta.


Maven está aterrorizado.
Por um segundo, isso me deixa feliz. Então me lembro: os monstros são mais perigosos quando estão assustados.

Contém spoilers dos livros anteriores! 

Após ser capturada por Maven, Mare agora se vê prisioneira no castelo que antes fizera parte de sua vida quando era Mareena Titanos. Cercada por pedras silenciosas, algumas delas adornando seu corpo, a vermelha tem de lidar diariamente com o sadismo daquele que um dia mereceu sua confiança. Pensando estar com os dias contados, Mare se surpreende quando descobre que os planos de Maven vão muito além. O prateado planeja usá-la para conter uma iminente rebelião vermelha e a resistência de alguns prateados, que não querem apoiá-lo.

Uma mão branca cerca meu punho ferido, quase gentil. Involuntariamente, meus olhos se voltam para o rosto dele, sem conseguir desviar. O sorriso é tudo menos doce. Fino e afiado como uma navalha, me perfurando com cada um dos dentes. Os olhos são ainda piores. Os olhos dela, de Elara. Antes eu os achava frios, feitos de gelo vivo. Agora compreendi. As chamas mais quentes ardem azuis, e os olhos dele não são exceção.

Enquanto isso, a Guarda Escarlate muda de esconderijo com medo de que Mare pudesse soltar alguma informação sob tortura. Agora eles estão instalados nos gélidos túneis de Irabelle enquanto tentam armar algum plano para salvar sua aliada. Cameron, uma das sanguenovas recrutadas a força por Mare, ainda está tentando salvar seu irmão, Morrey, que está cada vez mais perto da frente de batalha no Gargalo. Por mais que não goste de Mare, Cameron admira sua coragem e é grata por ela ter salvado suas vidas.


Farley está cada vez mais à frente das operações da guarda e agora está organizando uma operação para atacar Corvium, uma importante cidade para o exército de Norta. Conquistar Corvium é um grande passo rumo à vitoria contra Maven. Cal, rei de Norta por direito, ainda tem dificuldades para escolher o lado pelo qual quer lutar. Enquanto seu sangue pulsa prateado, ele sabe que deve sua vida aos vermelhos com quem agora vive. Desde que Mare foi capturada, ele trama um jeito de resgatá-la, um deles, inclusive, acaba mal, culminando na morte de uma pessoa com talentos essenciais para a Guarda.

Em Archeon, Mare começa a ser vestida com roupas luxuosas e é obrigada é fazer um pronunciamento onde reconhece sua traição. Toda essa encenação não passa de um plano de Maven para atrair sanguenovos na tentativa de impedir que mais deles unam-se à Guarda Escarlate. Mare também é submetida a constante presença do prateado, agora noivo de Evangeline Samos, mas Maven não se preocupa em esconder que preferiria Mare em seu lugar se as circunstâncias fossem outras.

– Você me jogou na arena para morrer – digo devagar. Como se algum de nós pudesse esquecer. – Você me mantém acorrentada em seu palácio, vigiada noite e dia. Você me deixa definhar, adoecer...
– Acha que gosto de te ver assim? – ele resmunga. – Acha que quero mantê-la prisioneira? – Sua respiração de agita. – É o único jeito de te manter comigo.

Só que a união com a casa Samos não ajudará Maven a derrotar a Guarda Escarlate. Sendo assim, ele resolve unir-se à Lakeland, histórico inimigo de Norta, pois casando-se com Iris Cygnet, filha do rei Orrec, Maven acredita que terá mais chances, já que ambos têm um inimigo em comum. Preocupado com suas alianças políticas, Maven baixa a guarda. Era tudo o que os rebeldes vermelhos estavam esperando, já que assim o resgate de Mare seria mais favorável... e o momento finalmente chega. O resgate deixa um grande rastro de destruição e Mare chega a acreditar que não sairia viva dali, mas ela acaba recebendo ajuda de quem menos esperava...


Só que mesmo estando longe de Maven a vermelha com poderes prateados não terá sossego, pois essa guerra está apenas começando. A Guarda Escarlate precisa se preparar para tempos muito mais sombrios.

••••••••••

Quem acompanha o blog sabe que minha relação com os livros de Victoria Aveyard não é das melhores. Eu cheguei até este livro por pura teimosia, pois no fundo tinha esperança de que em algum momento a autora iria me agradar. Isso finalmente aconteceu em A Prisão do Rei! Em A Rainha Vermelha meu grande problema foi a falta de identidade da trama, já o que fez com que a história não fosse tão proveitosa em Espada de Vidro foi o fato da trama não chegar a lugar nenhum, focando apenas naquela busca repetitiva pelos sanguenovos. A Prisão do Rei, por sua vez, trouxe tudo aquilo que eu esperava desde o início. Até Mare, uma das personagens literárias menos carismáticas de todos os tempos, conseguiu a minha simpatia.

Victoria Aveyard é uma pessoa muito engajada politicamente, quem a acompanha no Twitter sabe disso, e nesse livro essa sua veia política salta aos olhos. Ela soube trabalhar muito bem todas as tramoias e sujeiras que vêm com o poder. Se em Espada de Vidro ela desconstruiu tudo aquilo que tinha nos apresentado em A Rainha Vermelha, neste terceiro volume ela monta um sistema social e político totalmente novo em Norta. Isso é feito de uma forma muito interessante e essa foi uma das coisas que mais chamaram minha atenção.

Os personagens, em sua maioria, amadureceram bastante. Mare, como já mencionei, deixou de ser uma pentelha e resolveu parar de bancar, com o perdão da palavra, a fodona. Cal ainda me irritou um pouco com sua personalidade ensaboada, mas em certo ponto ele começa a se decidir e por mais que ele me dê nos nervos eu consigo enxergar o lado dele. Cameron foi meio subaproveitada, o artifício de usá-la como um "espelho" de Mare não funcionou dessa vez, mas a personagem tem lá seus bons momentos. Só fiquei meio frustrada por conta de Jon, o sanguenovo capaz de ver o futuro. Ele foi o personagem mais misterioso do livro anterior e nessa história as coisas continuam do mesmo jeito. Achei que ele iria ter uma grande importância nesse terceiro livro, porém, mais uma vez, ele toma chá de sumiço. Creio que ele é a grande carta na manga da autora e que no próximo livro ele vai dar uma de Ludmilla:

Cheeeeeeguei, cheguei chegando bagunçando a zorra toda...

Maven, eu escolhi te amar! 💑 Não adianta, ele pode não valer o chão que pisa, mas quando o personagem vira crush não tem jeito. Maven conquista o leitor pelo fato de também ser uma vítima. Elara conseguiu destruir tudo o que o filho tinha de bom, transformando-o no que ele é agora. Em certos momentos podemos ver toda sua vulnerabilidade. Ele é apenas um menino com uma mente bagunçada por uma mãe psicótica e sedenta pelo poder.

Falar sobre todos os personagens não é viável, mas não poderia deixar de mencionar o destaque que Victoria deu para Evangeline. Não esperava gostar tanto daquela bandida! Curtir mais os vilões da história é preocupante? 😅 Eu fui pega totalmente de surpresa por um determinado fato envolvendo a personagem e achei excelente Victoria ter escolhido justamente Evangeline para tal.

Seguirei elogiando a qualidade das cenas de ação da autora. É impossível tirar os olhos do livro quando algum confronto está acontecendo! Como boa roteirista, Victoria sabe onde os clímaces da história devem estar. Só acho que o romance nessa história é totalmente dispensável, não acrescenta nada e ocupa um espaço precioso.

A edição da Seguinte segue o padrão dos livros anteriores, com folhas amareladas, diagramação confortável e orelhas enormes. Achei alguns errinhos de revisão, nada muito grave. A capa é um show à parte, só é difícil de fotografar. 😂 Este volume vem com um mapa e eu adorei, pois senti falta disso em Espada de Vidro, já que gosto de acompanhar a movimentação dos personagens. A série segue sendo narrada em primeira pessoa, a diferença é que neste volume temos outros pontos de vista, o que deixa tudo ainda mais interessante.


Lá no começo da série, mesmo quando achei a história uma enorme colcha de retalhos, enxerguei potencial e decidi seguir em frente. A Prisão do Rei fez valer o esforço de não ter desistido. Agora as expectativas para War Storm, quarto e derradeiro volume da série que será lançado em maio de 2018, são as melhores possíveis!

Leia mais: 
 
http://www.meuepilogo.com/2015/08/resenha-rainha-vermelha-victoria-aveyard.html
http://www.meuepilogo.com/2017/05/resenha-coroa-cruel-victoria-aveyard.html
http://www.meuepilogo.com/2017/05/resenha-espada-de-vidro-victoria-aveyard.html

35 comentários

  1. Acredita que só para o mês que vem é que vão lançar o segundo volume aqui em Portugal? Estou morrendo a querer ler o segundo! Nem sei quando será lançado o terceiro.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, estão bem atrasados, né? Mas pelos menos vão publicar!

      Excluir
  2. Oi Tami, tudo bom?
    Maven é meu bebê e nada me faltará. Ele é um pequeno criador de caos que quer ver o circo pegar fogo mas, sem or, a história dele! COMO EU CHOREI COM A HISTÓRIA DELE. Elana maldita do inferno!
    O Cal pode cair numa piscina de ácido que eu vou continuar dando zero fucks pra ele. Inclusive espero que isso aconteça no último volume.
    Esse livro foi o meu favorito da série também. As cenas de ação e as tramoias políticas me deixaram grudada no sofá, sem conseguir sequer respirar.
    E a Mare, ah como eu amo essa menina <3
    Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maven é amor! <3
      Acho que esse final pro Cal muito me agradaria também! hhahhahahah

      Excluir
  3. Oi, Tami!
    O único que gostei dessa farofada toda foi o Maven e tem vezes que penso em voltar só por causa dele. Mas aí lembro da Mare e desisto da ideia... Não tem quem me faça ver essa menina com outros olhos.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio de aniversário do Balaio de Babados e O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Tamires, tudo bem?
    Gostei da dica, parece ser bem interessante, já quero conferir!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Adorei a resenha, quero muito ler a série!

    Abraços...

    https://submundosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Tami,
    Vishe nem sei quando vou chegar nesse livro, pois nem comecei a série haha
    Acho interessante a abordagem e apesar de não seguir a autora, sempre vejo os RTs de outras autoras nela kkkk e gosto que ela traga esse lado pra suas histórias.

    tenha um ótimo final de semana.
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que 80% dos tweets dela são políticos! hahahaha

      Excluir
  7. Oi Tamires! Eu leio Prisão do Rei e lembro de prisão do ventre hahahahaa desculpa, eu precisava contar hehehehehe Eu não acompanho a série, mas sei da relação com ela e fico feliz que o terceiro livro seja bom. Ainda vou tentar ler e descobrir o que achar da autora rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MDS, mas não tem nada a ver prisão do rei com prisão de ventre, menina! ahhahahaah

      Excluir
  8. Oi, Tamires!

    Quero muito ler essa série, só me falam bem dela... Muito bom quando o autor realmente consegue nos prender na leitura, né? Só me deixou mais curiosa para ler!

    Beijos,
    Isa
    http://viciadas-em-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Tamires.
    Comigo aconteceu o contrário. Eu comecei amando e só decaiu. Esse terceiro achei o pior de todos. A Cameron ficou de figurante, a Mare achei muito instável mudando a capa capitulo. A única que salvou foi a Evangeline que deu um show.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu lembro da sua resenha, Sil. A gente espera coisas diferentes dela, eu acho! haahaha

      Excluir
  10. Oi Tami! Eu li apenas o primeiro e achei uma mistura de vários outros livros que havia lido e senti falta de algo original, fico feliz em saber dessa evolução na série e agora fiquei animada.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O primeiro é bem isso mesmo, Cida, mas a história se desenvolve e ganha um pouquinho mais de identidade. ;)

      Excluir
  11. Oi Tami,
    Esse livro não é para mim :(
    Ou melhor, essa série.
    Ela não me convence!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi
    que bom que esse te agradou, depois do primeiro livro as resenhas dos outros livros se tornaram positivas, ainda não li nenhum, mas depois da resenha eu fiquei interessada em ler o primeiro.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Tamires, parei esta série no primeiro livro porque enxerguei a colcha de retalhos que você enxergou, mas não vi potencial e ainda não me interesso. Que bom que pra você está funcionando bem.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que não enxergou potencial, Ivi. Quem sabe mais pra frente, né?

      Excluir
  14. Oi Tami, tudo bem?
    Acho que não teria tanto otimismo pra seguir uma série por 3 livros esperando melhorar hahaha! Que bom que sua paciência foi recompensada e o resultado desse terceiro volume foi bom!
    Eu já quis ler essa série, mas as resenhas negativas me fizeram desanimar. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenta ler pelo menos o primeiro, Priih... o que é ruim para os outros pode ser bom pra você! ;)

      Excluir
  15. Que coragem a tua, se eu ler o primeiro livro e não me identificar já largo mão da série toda. Mas que bom que no final te rendeu bons frutos. Os livros em si são lindos, quem sabe um dia tenho iguais na minha estante rsrs.

    Beijos Tamires.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oiee Tamires ^^
    Minha irmã comprou esse livro recentemente, toda feliz, achando que era o último e que finalmente ia saber o que aconteceu com a Mare...Tadinha haha' agora está triste porque o último livro só sai ano que vem.
    Eu só cheguei a ler o primeiro livro da série (amei), e estou doida para ler os próximos. Só que eu me esqueci o que houve no final de "A rainha vermelha", então vou ter que relê-lo e estou com preguiça *-*
    Não li sua resenha toda por causa dos spoilers *-* Eu ainda tenho uma queda pelo Maven ♥
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi tudo bem?
    Tive que pular algumas partes da sua resenha pois tenho o primeiro livro e ainda não li, até tentei mas não funcionou e eu quero dar uma nova chance.

    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Essa é uma das primeiras resenhas positivas que leio a respeito desse livro,tenho os outros da coleção, mas ainda não me senti atraída em ler,acho que comprei mais pelas capas mesmo,quem nunca?

    ResponderExcluir
  19. Olha só, que bom que a leitura desse volume compensou as leituras dos volumes anteriores. Confesso que eu teria desistido logo no primeiro! Pelo que li valeu a sua persistência, pois está ansiosa pelo próximo livro! Desta vez deixarei a dica passar, essa série não está entre meus gêneros preferidos.
    Bjs,

    http://contosdacabana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá! Me falam tanto para ler essa série dizendo que irei me apaixonar, mas eu estou esperando todos os livros lançarem ahha Não sirvo para ler livros que não foram publicados todos, eu meio que surto durante esse tempo de espera. Fico feliz de que com sua persistência você tenha chegado ao livro que enfim fez você gostar ahah não sei se leria se fosse o caso comigo, acho que se eu não tivesse mais nada para ler, quem sabe. Enfim, eu adorei a sua resenha, é bem carismática ❤️

    Um beijo

    ResponderExcluir
  21. Oi.
    Tenho o primeiro livro dessa série aqui em casa mas ainda não li, por isso tenho que admitir que só passei os olhos pela sua resenha. Gostei de saber que esse livro superou suas expectativas, é sempre ruim quando iniciamos uma série e acabamos decepcionadas com a continuação.
    Pretendo iniciar quando o último livro for lançado porque não tenho maturidade para ficar esperando para ler a continuação.
    Beijos

    ResponderExcluir