18 de fevereiro de 2018

Resenha | A Segunda Chance de Zoe - Layla Casanova


Autora: Layla Casanova

Série: Mercy Bay #1

Número de páginas: 171

Ano: 2017

Publicação independente

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Depois de um período fora do país, Zoe finalmente sabe que rumo dar a sua vida. Deixando para trás carreira, cidade e um antigo amor, Zoe muda-se para San Francisco e começa sua residência em medicina de emergência.

Recém-chegada ao Hospital Geral Mercy Bay, a ideia era focar na sua carreira, mas quando ela esbarra no bombeiro mais quente da cidade no
 Pronto Socorro, tudo muda. Adam é bonito, engraçado e empenhado em salvar as pessoas, e Zoe percebe que não vai conseguir ficar longe dele desde o seu primeiro encontro. O problema é que as complicações de um relacionamento não estavam nos seus planos.

Zoe acabou de descobrir o poder das segundas chances ao mudar de emprego, mas será que Adam conseguirá lhe mostrar o poder de uma segunda chance para o amor também? 

 

É uma surpresa perceber que, desde que passei a sair com Adam, eu não sinto mais a sensação de que estou esperando. Eu sinto como se eu tivesse chegado, encontrado o que procurava.

Zoe Hayes era uma residente cirúrgica no Hospital Clínico Mayo, um dos melhores do país. Ser uma cirurgiã sempre fora sua ambição, mas após um acontecimento traumático em Mali, Zoe decide trocar o Mayo pela emergência do Hospital Geral Mercy Bay, em São Francisco.

Quem não fica nada feliz com essa decisão é Robert Zigger, diretor do programa de residência do Mayo. Ele via o tamanho do potencial de Zoe, potencial este que ele acha que será desperdiçado na emergência de um hospital municipal. Porém, Zoe está irredutível em sua decisão e Zigger não pode fazer nada além de desejar-lhe boa sorte.

A mãe de Zoe também não entende muito a decisão da filha, mas decide apoiá-la falando que este novo recomeço pode ser uma artimanha do destino. Zoe não acredita nisso, ela sabe muito bem que sua decisão tem a ver com sua necessidade de se afastar das lembranças, nem que para isso ela precise deixar pessoas para trás.

— ... Minha mãe era uma grande fã do destino, já até perdi a conta de quantas vezes assistimos a Escrito nas Estrelas juntas desde o lançamento do filme. Ela dizia que tudo acontecia porque estava predestinado a acontecer. Eu, por outro lado, nem sempre acreditei nessa história. Se eu acreditasse, por exemplo, que uma pessoa estava destinada a morrer, não teria sentido nenhum em tentar salvá-la.

Em seu primeiro dia no Mercy Bay, Zoe tem um primeiro encontro tenso com Elizabeth Greene, médica chefe do departamento de pediatria. Mas após colocarem todos os pingos nos is, Zoe recebe seu pager e seu crachá e começa sua nova jornada.

Zoe se aproxima rapidamente de Ravi Patel, residente de Psiquiatria, e de Andy McAllister, uma das enfermeiras do hospital. Zoe rapidamente percebe que aqueles dois, que são colegas de quarto, são mestres no sarcasmo e na paquera. Isso fica ainda mais evidente na primeira vez que Zoe presencia a chegada do 25º Batalhão do Corpo de Bombeiros. Zoe e um dos bombeiros trocam algumas palavras desajeitadas, e qual não é sua surpresa ao encontrá-lo mais tarde naquele dia no Brick Wall, um bar frequentado pelos socorristas da cidade.


O bombeiro em questão é Adam Riccio, um cara super apaixonado pela profissão e que aparentemente está flertando com Zoe. Inicialmente ela fica na defensiva, mas como resistir a um cara simpático, bom de papo e, ainda por cima, super gato?

— ... Estou de folga agora, sou apenas uma garota no bar. — Levo a garrafa até os lábios e digo, antes de dar outro gole. — E não estou a procura de uma amizade duradoura ou longas caminhadas pela praia.
Primeiro acho que ele vai embora, pegar sua garrafa, colocar o rabo entre as pernas e sair falando como a novata do Mercy Bay é a garota mais impossível que ele conheceu. Mas então ele sorri, aquele sorriso sedutor e convencido que usou mais cedo.
— Eu também não, doc.

Zoa acaba não resistindo, mas o que era para ser uma coisa de apenas uma noite, o que era para ser apenas sexo casual, começa, com o passar das semanas, a enveredar por outros caminhos. Por mais que Zoe tente ficar longe, Adam sempre está por perto, seja levando pacientes para a emergência, se oferecendo para mostrar-lhe a cidade ou até mesmo para montar seus móveis. Os dois ficam cada vez mais próximos, mas Zoe sempre encara a situação com um pé atrás. Adam é super compreensivo, afinal, ele sabe o que aconteceu no passado de Zoe. Porém, com o tempo, a indecisão dela começa a magoá-lo.

No silêncio da noite e no breu do sono, consigo ouvir apenas o som dos carros, bem distantes na rua. E então, depois de um tempo, a voz de Adam, como se eu estivesse debaixo d'água.
— Eu te amo.

Só que o destino, destino no qual não acreditava, tem uma surpresa para Zoe. E será preciso uma nova tragédia para que ela finalmente tome uma decisão. Tudo o que lhe resta fazer é torcer para que não seja tarde demais...

••••••••••

A Segunda Chance de Zoe foi uma leitura super gostosa. Eu sou uma grande fã de seriados médicos e foi essa característica da história que mais me chamou a atenção inicialmente. Achei bacana o fato de ser nítido o trabalho de pesquisa da autora, que preocupou-se, inclusive, em colocar um pequeno glossário ao final do livro com alguns termos que podem ser desconhecidos da maioria das pessoas. Mas não se preocupem, os termos médicos não tornam a leitura difícil, a grande maioria é simples e qualquer pessoa que já frequentou um hospital ou viu um filme com uma cena em uma sala de emergência vai conhecer.

A ambientação no Mercy Bay foi muito bem trabalhada. Dava para sentir a tensão das emergências e a tristeza das perdas. Até a dificuldade de aceitar a perda de um paciente está presente, e é aí que vimos o quão humanas são as pessoas.

Os personagens são ótimos, é muito fácil sentir empatia por todos. Zoe pode parecer egoísta às vezes, mas ela é apenas uma jovem perdida que está tentando se reencontrar. Ela fica assustada quando as coisas com Adam começam a ficar mais sérias porque um namorado era a última coisa que esperava encontrar em São Francisco. Suas prioridades são outras, ela quer esquecer ou pelo menos amenizar seus traumas. Já Adam foi quem mais me surpreendeu! Não se enganem pensando que ele é apenas um cara gostoso e bom de cama, ele é muito mais que isso. Adam é amigo, é carinhoso, é compreensivo, é romântico... é um sonho!

Os coadjuvantes Andy e Ravi são divertidos e fica nas mãos deles os momentos mais leves da narrativa. Ambos são amigos leais e, apesar de conhecerem Zoe há pouco tempo, tratam-na como uma amiga de longa data. Mas ambos têm seus próprios dramas e o de Andy será abordado em seu respectivo livro, cuja resenha trarei em breve. Não tenho certeza se haverá um livro sobre Ravi, se houver vai rolar divulgação nas redes sociais do blog! 😉

A Segunda Chance de Zoe é um livro relativamente curto e em alguns momentos eu queria que algumas coisas tivessem um maior desenvolvimento, mas garanto que o número de páginas não deixa nada em aberto. É apenas aquela velha sensação que temos quando gostamos tanto da história que ficamos com aquele gostinho de quero mais, sabe?

Sim, o livro tem algumas cenas mais sensuais, mas não é um livro hot. Tudo é escrito com muito bom gosto, tornando a leitura ainda mais envolvente... dá até uns calores! 😂


Eu não acho a capa feia, mas não ligo os personagens do livro aos modelos. Tenho problemas com capas com modelos vocês sabem. A história é narrada em primeira pessoa por Zoe e o ebook está com uma organização bem satisfatória.

A Segunda Chance de Zoe foi uma grata surpresa. Recomendo o livro e espero de coração que vocês deem uma chance!


APOIE A LITERATURA NACIONAL  

62 comentários

  1. Oi Tami, eu adorei conhecer a Layla e tb gostei desse livro!! A ambientação médica super me agradou!! E achei o segundo melhor ainda <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Oi Tami, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse, valeu pela dica
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tami. Li o livro ano passado e gostei muito da história, ainda mais porque não sou muito ligadona nessas coisas de hospital, então foi bem legal conhecer. Achei a Zoe teimosa um pouco, ela me irritou no final por causa da tensão, mas nada que eu não tenha entendido. Além da história do Ravi quero a história do Jackson, gostei muito dele.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  4. Oie Tami =)

    Pela premissa a história me pareceu bem gostosinha de acompanhar. mas não sei por que me lembrou um pouco de Grey's Anatomys rs... acho que por que se passa em hospital e eu tenho um fraco por séries médicas.

    Beijos;**
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Tamires!
    Eu também não consigo ligar os modelos de capa com os personagens, sabia? Eu sempre imagino todo mundo diferente e nesse livro não foi diferente.
    Da mesma forma que você, adorei a trama! Se prepare para o segundo livro, é de sofrer junto!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  6. Oi. Não conhecia o livro e até que tem um enredo que me chamou atenção através da sua visão da leitura.
    Obrigada pela dica.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Tami!
    Também não gosto desse tipo de capa.. mas, por mim, ok. Se a história é envolvente, não me importo tanto com a capa. Esse pano de fundo de hospital também me atrai e gostei de saber que a leitura é boa. Dica anotada. :)
    Beijos

    Versos e Notas

    ResponderExcluir
  8. Olá Tami! Tudo bem?
    Esse definitivamente seria um livro que eu passaria direto na livraria por achar que era mais um romance hot. mas adorei a sua resenha! também adoro seriados médicos e fiquei curiosa por esse! ainda mais você dizendo que não é muito hot :)
    beeijo

    https://lecaferouge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Tami!
    Amei a sua resenha <3 Fico tão feliz que tenha gostado dela, especialmente dos personagens - são tão xodózinhos meu. HAHAHAHAH
    Muito obrigada por todo o apoio!

    ps: também nunca imagino os personagens como os modelos das capas porque assim que vejo o nome deles crio uma imagem mental. oaskoaksoaksaoksoaks

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi, Tami!
    Menina, eu devorei esse livro que quando acabou fiquei bem deprê hahahahahha O mesmo aconteceu com o livro da Andy.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  11. Eu adoro quando as histórias demontram em sua narrativa que são bem pesquisadas e embasadas pelo autor. Adorei a resenha :)

    http://www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oie,

    Amei a resenha, quero muito ler.

    Eu imagino os personagens como os da capa sim, não consigo separar hahahaha. Inclusive amo algumas capas de livro hot.

    Abraços...

    https://submundosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahha eu consigo, quando o autor começa a descrever ja vem uma imagem totalmente diferente na minha cabeça!

      Excluir
  13. Oi Tami,
    Também curti esse livro e fiquei encantada com Adam. Achei ele um sonho mesmo HAHA. Andy e Ravi são dois figuras, acho que seria legal um livro dele, imagina! E ninguém merece a cara de pau desse exEmbuste dela, fiquei p da vida. Tive mais ou menos a mesma opinião que você.

    P.S.: Se o George Clooney quiser, pode me doar os milhões tb nem ligo HAHAHA
    Ah, os figurinos de séries de época são lindos mesmo! Babava muito nos de Downton Abbey.
    Já torcendo pra eles te oferecerem o de Tearling!

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também nem ligo de receber uns milhões do tio George! Hahahaha

      Excluir
  14. Não curto seriados médicos, mas gosto de saber que a autora fez a lição de casa para trazer ao leitor algo mais real, sem contar que ambientação e construção de personagens contam muito. Levando em conta sua resenha é um livro que adoraria ler.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nossa que interessante esse livro. Me identifiquei bastante principalmente pela área que estudo, medicina. Acho que irei procurar mais sobre o livro para poder ler! Ótima dica :D

    www.estupefaca.com.br

    ResponderExcluir
  16. Concordo contigo na questão de não curtir modelos em capas porque parece que já temos a versão na nossa cabeça, né? Eu adoro esta coisa de seriados médicos também e nunca li nada em livros de romances com isto, parando para pensar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, eu crio uma fisionomia totalmente minha! Hahahaha

      Excluir
  17. Oi Tami,

    Bom saber que o livro não é tão hot assim, a trama parece ser bem interessante, ainda mais por a autora pesquisar sobre o assunto.
    Dica anotada.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi, Tami

    Também gostei da leitura, já andava curiosa com a obra por envolver hospitais e a inspiração da autora nos seriados médicos torna tudo mais legal. Sucesso pra autora!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Quando comecei a ler parecia o velho clichê de sempre, de protagonistas problemáticos, cara misterioso e blábláblá, mas parece ser um outro tipo de clichê, que já chamou minha atenção. Dá impressão de ter a leveza de um chick lit sabe? Mesmo que não seja comédia (pelo menos não pareceu rs).
    Achei super fofo já! (Eu particularmente me identifico com essas protagonistas "difíceis" hehe)
    Bjss

    http://www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  20. Oi Tami! Eu já tinha visto no blog da Lu e vocês duas me deixaram cheia de vontade de conferir a história. Gostei em especial do detalhe da ambientação. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bom?

    Ainda não conhecia esse livro, mas fiquei bem curiosa com esse enredo. Quero muito saber o que aconteceu com a Zoe para ela mudar a sua vida dessa maneira. Além disso, gostei de ver que a autora teve cuidado na pesquisa, conseguindo criar uma trama médica em que nos envolvêssemos na sua rotina diária sem ser chato. E, logicamente, quero muito conhecer o Adam, ele parece ser daqueles personagens que eu me apaixono, rs <3

    Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação :)
    Abraços.

    ResponderExcluir
  22. Oi, Tami! Antes de começar a ler a resenha, achava que seria bem outro estilo de livro! Hahaha Mas pelo que você falou, fiquei até que beeeem interessada, viu?

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
  23. Olá, Tamires.
    Eu gostei muito do livro e do segundo ainda mais. A Layla é incrível. Ela cria uma história curta e nos faz amar e desejar mais hehe. Estou lendo um dela no momento.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi que você está lendo Nos Bastidores da Fama! Quero ler logo sua resenha...

      Excluir
  24. Olá, ótima resenha, eu ainda não conhecia esse livro mas pelo seu post acho que é um romance do qual eu vou gostar. Legal ter ficado crível o trabalho da personagem.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Oi, Tamires!
    Gostei da história e do enredo, parece ser um romance bem envolvente e sensual. Que bom que não teve aquele exagero sensual/sexual, geralmente livros assim tem essa tendência.
    Também gosto de séries como House, embora acho que a inspiração aqui seria de Grey's Anatomy rs. Bom saber que a autora soube fazer a ambientação para a história. Me interessei pelo livro e vou colocar na minha lista de desejados!
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  26. Olá Tami!
    Essa leitura deve ser uma delícia de se fazer. Não conhecia a obra, mas adorei saber que relata sobre médicos, mas também tem conflitos e até uma pitada de romance.
    Vou anotar essa dica pra conhecer assim que puder.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  27. Eu achei que fosse hot!!!
    Não conhecia a obra, mas como disse que a leitura foi rápida e que é bem envolvente, vou anotar a dica!
    Adorei sua resenha. Conhecer um pouco mais do livro através de seu olhar foi bem legal!

    Beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  28. Oie, eu sempre vi esse ebook e ficava pensativa porque nunca tinha visto uma resenha sobre ele, então ficava na duvida, mas super confio na sua opinião então já vou comprá-lo. Achei bacana a inserção do glossário no final, porque acaba ambientando melhor os leitores.

    ResponderExcluir
  29. Olá,

    Essa indicação veio em excelente hora, pois esta essa semana mesmo procurando livros que se passem em hospitais, adoro seriados médicos e assisti vários, mas raramente leio ou conheço livros com essa premissa. Espero ler muito em breve, porque adorei essa premissa, acredito que irei gostar muito desse livro.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Oie!!
    Gente lendo a sua resenha eu só conseguia ligar a história a Grey's Anatomy haha um seriado que eu amo demais!
    Amei a sua resenha e fiquei imensamente curiosa para conferir esse livro!

    beijos
    http://www.livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  31. Histórias de recomeço geralmente são uma boa pedida. Fiquei muito curiosa sobre o motivo que fez Zoe mudar completamente o rumo de sua vida. Fico feliz que a autora tenha se preocupado e fazer uma boa pesquisa, e o glossário ao fim do livro deve ajudar bastante mesmo, pois eu não entendo nada de termos médicos, e acredito que aconteça o mesmo com a maioria das pessoas.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  32. Olá
    Que bacana o livro em, acho que eu gostaria de ler sim, amo romance e se tiver drama é comigo mesmo, tudo que eu curto ler está nessa obra. Um dia consigo ler ela também.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  33. Eu também amo seriados médicos e acho que isso me fará adorar o enredo, principalmente porque você pontuou bem na resenha que a autora pesquisou para desenvolver o enredo e acho que vai funcionar bem pra mim. Valeu pela dica.
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, mas se fosse julgar só pela capa eu não leria. Sendo sincera, acho capas assim meio bregas.
    Apesar de não curtir muito essa ambientação em hospitais (ao contrário de você, não gosto de séries médicas haha), fiquei curiosa para saber o que acontece com esses personagens. Mesmo sem ler, já tenho uma grande expectativa em relação ao Adam que parece ser mesmo um amor.
    Adorei a resenha e já anotei a dica.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  35. Olá Tami, tudo bom?
    Se eu visse esse livro e não conhecesse a sinopse, esse livro não me convenceria pela capa >< rs Entretanto, após ler sua resenha, fiquei super interessada em dar uma chance! Parece uma premissa bem clichê, mas quero acompanhar esse romance da zoe e ver como tudo vai se desenvolver... e claro, fiquei curiosa para saber qual tragédia é essa.
    Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  36. Oi Tami,
    Como sempre, mais uma resenha extraordinária. Se não me engano, eu tenho esse livro no meu Kindle de alguma compra que fiz gratuita. Gostei muito da sua resenha e fiquei muito contente por saber que os personagens são envolventes, sabe? Eu adoro quando isso acontece. Achei legal que a história não tem pontas soltas, mas fiquei um pouquinho decepcionada com essa questão de você sentir falta de alguns aprofundamentos, mas acho que esse livro é uma leitura delicinha e que vale a pena ser feita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  37. Oi.
    Eu também adoro seriados médicos e esse livro me lembrou um pouco Chicago fire e Chicago Med, meio que uma mistura dos dois na verdade. E fiquei com vontade de ler o livro por conta disso enquanto estava lendo seu resumo do enredo.
    Eu também não gosto muito quando as capas dos livros trazem modelos, e na verdade eu teria uma ideia totalmente errado do livro por conta disso se não fosse sua resenha.
    Adorei a resenha e acho que é um livro que eu gostaria de ler, o que pretendo fazer assim que puder.
    Beijos.

    ResponderExcluir