26 de março de 2018

Resenha | Como Se Casar Com Um Marquês - Julia Quinn


Livro cedido em parceria com a editora.

Autora: Julia Quinn

Série: Agentes da Coroa #2

Número de páginas: 320

Ano: 2017

Editora: Arqueiro

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.

Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquês na biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.

Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.

É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente... Elizabeth Hotchkiss.

Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.

Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.


Toda vez que estavam juntos no mesmo cômodo, seus olhos acabavam encontrando a boca de James e ela se lembrava da sensação de ter aqueles lábios sobre os dela. E que Deus a ajudasse, mas queria sentir aquilo de novo.

Elizabeth Hotchkiss é uma jovem de vinte e três anos que desde a morte dos pais, há cinco, tem a difícil tarefa de cuidar dos três irmãos mais novos, Susan, de catorze anos, Jane, de nove e Lucas, de oito. O pai, que morrera por último, não deixou-lhes nada além de uma modesta quantia no banco. Não havia nenhuma renda ou propriedade com a qual os Hotchkiss pudessem contar. Eles moravam em um pequeno chalé alugado e Elizabeth recebia um modesto, porém justo, salário de dama de companhia de lady Danbury. Fechar as contas no final do mês estava ficando cada vez mais difícil e, para complicar ainda mais a situação, Lucas precisaria ir para Eton em pouco tempo. Se ela mal tinha dinheiro para comprar o básico, como conseguiria enviar o pequeno baronete para a prestigiada escola?

A única saída que Elizabeth encontra é o casamento e o noivo precisa ter posses. Acontece que, sem um dote, o único pretendente que demonstra algum interesse é o rude e cruel Squire Nevins. Elizabeth estava desesperada, mas não a ponto de submeter as irmãs ao fardo de viver sob o mesmo teto que um homem tão asqueroso.

... Não havia dinheiro para aulas de música ou qualquer uma das coisas que Elizabeth contara como garantidas quando era pequena. Só Deus sabia como ela conseguiria mandar Lucas para Eton. E ele precisava estudar lá. Há quatrocentos anos, todos os homens da família Hotchkiss estudavam em Eton. Nem todos conseguiram se formar, mas todos foram para lá.
Ela teria que se casar. E o marido precisaria ter muito dinheiro. Era simples assim.


Seria um dia de trabalho comum na casa de lady Danbury, porém, enquanto estava procurando algo para ler para a velha dama, Elizabeth acaba encontrando a aparente solução para todos os seus problemas. O livrinho vermelho Como Se Casar Com Um Marquês havia sido escrito em 1792, ano do nascimento de Elizabeth, por uma tal Sra. Seeton. Nele havia diversas dicas de como uma senhorita deveria se comportar para fisgar um bom partido. Elizabeth acha tudo aquilo uma grande bobagem, mas Susan acaba convencendo-a a colocar em prática as dicas do misterioso manual. O plano inicial seria fazer Elizabeth treinar as dicas da Sra. Seeton com algum cavalheiro até o dia do grande baile de lady Danbury no fim do verão, onde com certeza haveria maridos em potencial. Mas o grande problema era: treinar com quem?

James Sidwell, marquês de Riverdale, trabalhou para o Departamento de Guerra da Inglaterra durante muitos anos, porém, teve sua identidade descoberta e por isso não é mais designado para missões perigosas. James estava conformado, afinal, já estava na hora de dar um pouco mais de atenção para seu título e suas propriedades, e em algum momento ele precisará se casar para gerar herdeiros para o marquesado. Mas antes de começar a se preocupar com isso ele recebe uma nova missão, só que não do Departamento de Guerra e sim de sua tia, lady Danbury.

Sob o disfarce de James Siddons, novo administrador da Casa Danbury, a nova missão de Riverdale é descobrir quem é o chantagista que está extorquindo sua tia. E, por conta da proximidade, a principal suspeita passa a ser justamente Elizabeth, com quem ele tem um primeiro encontro estabanado. Elizabeth, por sua vez, vê a oportunidade perfeita para colocar as dicas da Sra. Seeton em prática, afinal, James era um simples administrador por quem ela não poderia se interessar, certo?


É é assim, sob motivos escusos, que os dois se aproximam. Ele tentando descobrir se ela é realmente a chantagista e ela treinando para não fazer feio no baile que se aproximava. Até que chega o momento em que as coisas começam a fugir um pouco do controle de ambos...

Então o corpo de James se tornou estranho a ele e se moveu para a frente. Não estava controlando o próprio movimento, foi quase como se um poder maior o houvesse possuído, fazendo com a mão dele alcançasse e segurasse Elizabeth pela nuca, os dedos deslizando para dentro dos cabelos sedosos, enquanto a puxava para si, mais perto, mais perto, e então...

Elizabeth precisava se casar com um homem rico, como ela foi se apaixonar por um simples administrador? Ela gostaria muito de poder se casar por amor, mas Lucas precisa ir para Eton e suas irmãs precisam de um dote! E como James começou a se envolver com a principal suspeita de um crime? Seus superiores no Departamento de Guerra ficariam decepcionados!

Como Elizabeth lidará com o fato de que estava sendo investigada? Como ela vai reagir quando descobrir que estava sendo enganada e que James, na verdade, é um marquês e não um administrador? E como James vai encarar o fato de ter sido usado como o meio para um fim? Será que há algum futuro para esses dois?

••••••••••

Comecei a leitura de Como Se Casar Com Um Marquês com os dois pés atrás, pois me decepcionei com a leitura de Como Agarrar Uma Herdeira. Quem leu a resenha do primeiro livro da duologia Agentes da Coroa sabe que não curti os protagonistas, não vi nenhuma química entre Blake e Caroline, chegando ao ponto de torcer para o próprio James, que participa do primeiro livro, ficar com a protagonista em questão. Só que para o meu deleite as coisas nesse segundo livro funcionaram maravilhosamente bem! Tudo fluiu de uma maneira super gostosa e a falta de química que me incomodou no primeiro livro não deu as caras, muito pelo contrário, a química transbordou neste segundo!

Por mais que seja um dos primeiros livros da Julia posso afirmar que, dentre todos os personagens masculinos que a autora já criou e que eu conheço até o momento, James é um dos mais carismáticos. Ele consegue criar uma conexão com todos os personagens com quem interage, até com as crianças. E por mais que se diga avesso ao matrimônio, ele não é um libertino incorrigível, na verdade nem libertino ele é, é sim um homem muito honrado, justo, grato, amoroso e romântico!



Elizabeth pode parecer interesseira em um primeiro momento, mas não é o caso. Ela quer sim um marido rico, mas seus motivos são nobres. Seu irmão possui um título, mas do que adianta um título sem dignidade? E o que aconteceria com suas irmãs quando chegasse a hora do debute? Elizabeth é muito diferente, por exemplo, de Annabelle, protagonista de Segredos de Uma Noite de Verão, também escrito por Lisa. Aquela sim era uma interesseira!

O romance é super fofinho e a gente torce pelo casal desde o começo. É muito legal acompanhar a mudança da aproximação por conveniência em amor. Os dois combinam muito e têm uma boa interação, o que é essencial.

Os personagens secundários são ótimos e neste livro temos uma coisa que eu adoro nos romances de época: crianças fofas. Lucas e Jane são uns amores e Susan, por mais que não seja tão criança assim, encanta com sua doçura e vontade de ajudar a irmã. Lady Danbury, obviamente, rouba a cena com seu humor ácido e sua língua ferina, a risada é garantida em todas as suas aparições. E, claro, temos a participação especial de Blake e Caroline.

A edição da Arqueiro está linda e essa capa é maravilhosa. Aliás, falar sobre as capas dos romances de época da editora é quase como fazer chover no molhado, a cada lançamento Arqueiro se supera e nos presenteia com uma capa mais linda que a outra! 😍 As folhas são amareladas, a fonte segue o padrão confortável da editora e não encontrei nenhum erro de revisão.


Como Se Casar Com Um Marquês tirou aquela minha má impressão sobre a duologia. Ele me divertiu, me fez suspirar e fez com que eu me lembrasse que nem sempre um autor querido vai nos agradar... e que isso é super normal!

Leia mais:

 Como Agarrar Uma Herdeira


46 comentários

  1. As fotos ficaram tão bonitas, esses dois livros eu ainda não conhecia, de facto nunca li nada da autora, mas tenho alguns dos seus livros em ebook, na minha lista de espera. =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você tem livros dela... agora é só esperar a vontade de ler pintar! :D

      Excluir
  2. Oie! Eu ainda não conhecia mais detalhes sobre esse segundo livro (só tinha lido algumas resenhas a respeito do primeiro) e achei interessante o desenrolar da história. Quero saber como tudo irá se resolver (mesmo já suspeitando de como a história vai acabar, hahaha). E que bom que esse livro tirou a má impressão do primeiro.

    Beijão
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sei como todo RE vai acabar, mas leio e amo praticamente todos! Hahahaha

      Excluir
  3. Oi, Tami!

    Eu já gostei mais do primeiro volume hahahah mas ainda assim não cheguei a desgostar desse. Achei boa, mas a negação toda dela chegou uma parte que me irritou. Ótima resenha!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei toda a negação pertinente, mas entendo que você não tenha curtido! ;)

      Excluir
  4. Oi Tami, eu lembro que li esse livro quando foi publicado anos antes da Arqueiro, acho que a editora nem existe mais hehehehehe Não conhecia a lady D como conheço agora, mas já naquela época eu adorava ela e concordo que James é um dos melhores da autora! Mas sou suspeita pra falar pq eu adoro a Julia rsrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi, Tami!
    Eu gostei dessa série até.. mas meu favorito é esse segundo mesmo. James muito crush literário na minha vida!!! E amei ver a Lady Danbury porque né.. muito diva essa mulher.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da Julia pois não faz meu estilo, sou mais da fantasia e menos do romance kkkk.. mas fico muito feliz que você apreciou a leitura :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já eu sou mais do romance e menos da fantasia! hahahaha

      Excluir
  7. Olá, Tamires.
    Eu poderia ter escrito essa resenha porque nossas opiniões foram muito parecidas hehe. Eu também comecei a ler ele com um pé atras porque depois do primeiro livro com aquele casal mais irritante do planeta eu estava morrendo de medo de não gostar desse também. Mas amei. E a Lady D arrasa heh.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi Thami,
    Faz quase um ano que não leio Julia Quinn. Passei por uma fase meio 'anti romances de época', mas já estou com saudade <3
    Quero ler essa nova série!
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Tami, como vai?
    Eu só li o primeiro, preciso comprar esse. Eu gostei do primeiro, mas a sinopse aliada a sua resenha deste segundo, me diz que vou gostar muito dele. Ótima resenha como sempre.
    Bjus
    Doces Letras

    ResponderExcluir
  10. Oi, Tami!

    Até hoje não li nada dessa autora. E fico me sentindo uma estranha no ninho pq todo IG e/ou blog são só elogios a ela.

    E, mais: sempre que leio alguma coisa a respeito, tudo indica que eu vá gostar. kkk Só falta eu ter vergonha na cara e ler logo. kkkk

    Amei a resenha!

    Beijooos

    http://www.aquelaepifania.com.br/2018/03/resenha-extraordinarias-mulheres-que.html

    ResponderExcluir
  11. O que mais gosto nesses romances de época é que a dama nunca fará o que é esperado dela. Que bom que esse livro em questão te agradou bastante. Agora fiquei curiosa para conhecer esse James e essas crianças fofas. Recomendação.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Tamires! Nunca li nada da Julia, acredita? Adorei a trama que ela teceu colocando os protagonistas próximos, porém com interesses totalmente opostos, ela querendo treinar suas habilidades de conquistas, e ele investigando se ela era uma chantagista barata. E claro, tome paixão violenta! Adoro romance de época por isso, eles podem se apaixonar a vontade e no meio das histórias, temos pitadas de bom humor e risadas. Espero poder ler em breve!
    Bjoxx - http://www.stalker-literaria.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Tami
    Vi vários comentários a respeito do primeiro livro, que não era tão bom assim e por isso resolvi pular para o segundo. Eu adorei esse livro! Os personagens tem uma química perfeita, a trama é bem desenvolvida e é muito divertida. Eu não vi tanto romance assim mas eu ainda assim gostei muito da proximidade do casal.
    Beijos

    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura que não viu tanto romance? Eu vejo romance em quase tudo... falou "oi" e eu já estou suspirando! Hahahahahaha

      Excluir
  14. Hey,
    Mais uma série da Julia pra fila que não para de crescer.
    Eu ri aqui que dama de companhia tinha salário, WHAT?
    Mas, pelo fato dela ter encontrado o livro, eu meio que adivinhei - talvez - o draminha que teve ter no relacionamento deles haha. Que ótimo que o James é carismático. Espero curtir também, quando eu chegar nele. Só Deus sabe haha

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  15. Olá Tami!
    Eu adorei essa leitura, bem mais que o primeiro livro. Os personagens são mais divertidos e fora que lady Dunbury está impagável nessa trama, que danada. Dei boas risadas com suas armações.
    Julia Quinn se redimiu nessa trama e fez jus ao posto de diva dos romances de época.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  16. Verdade, Tamires! Nem sempre nossos autores preferidos nos agradam. Eu, por exemplo, sou fã incondicional da Florencia Bonelli (que será publicada pela primeira vez no Brasil em maio e já te recomendo MUITO), mas já odiei personagens e livros dela. É perfeitamente normal.

    Mas a Julia Quinn ainda não me decepcionou. Tudo bem que não gostei da Francesca de Conde Enfeitiçado, mas geralmente aprecio demais os personagens da autora, o enredo, as cenas divertidas... sempre é uma leitura prazerosa, leve, que me faz suspirar.

    Já tenho este livro! Amo quando uma resenha me faz ficar louca para ler um livro que eu já tenho!kkkkkkkk.... Horrível é quando não tenho o livro porque aí sofro como uma condenada.rsrs Sou muito apaixonada pela Julia Quinn, então, todo livro dela eu preciso ter. Não há outra alternativa. :D

    Lerei essa história em breve! Sua resenha só me instigou mais!

    ResponderExcluir
  17. Oiii!
    Sua resenha ficou maravilhosa. Eu ainda não li o primeiro livro dessa duologia, mas estou bastante interessada, que pena só saber que o primeiro livro não foi tão bom.
    Sabe que eu adoro também quando tem crianças fofas nas histórias? <3
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  18. Olá! Adorei a resenha, as fotos ficaram lindas! Realmente as capas dos romances de época da Editora Arqueira estão cada vez mais lindas e também amo a diagramação deles. Sobre a história, apesar de não ter o hábito de ler romance de época essa eu quero ler. Posso ler somente o segundo? Ou não entenderei se fizer isso? Enfim, parece muito envolvente e quando possível lerei com certeza!

    ResponderExcluir
  19. Oi!

    Sério que você não gostou tanto do Blake e da Caroline? Eu amei mais do que esse haha. Eu também achei os personagens mais carismáticos aqui, principalmente James, adorei a forma como tudo aconteceu nesse livro. Me deu até saudade de ler hehe. Enfim, mais um livro bom com selo Julia Quinn de qualidade em romances de época. Hehe.

    Parabéns pela resenha!

    beijos =)

    ResponderExcluir
  20. Oie!

    Ai menina eu quero muito ler esse livro e o primeiro também, na real quero ler todos os livros dessa autora, porque né amo demais as histórias dela e acredito que quando tiver a oportunidade de ler essa irei amar tanto quanto amo as outras!

    bJSS

    ResponderExcluir
  21. Eu amo essas mocinhas que não respeitam as expectativas... rs
    Gosto muito da Julia Quinn, mas ainda não em aventurei em nada fora do Universo dos Bridgertons e quero muito conhecer este mundo aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Amo Julia Quinn!
    Embora eu tenha acabado de ler Os bridgertons e achado meio receita de bolo, a mesma medida de ingredientes sempre, eu meio que me viciei nisso e depois que acabou, sinto falta!
    Acho que vou embarcar nessa história pra alimentar meu vicio! rs

    Beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  23. Olá Tami!!!
    Eu acho que sou uma das únicas pessoas neste mundo que ainda não leu nada da autora e está se controlando para não pegar nada dela e ler rsrsrs
    É porque tenho que focar primeiro numas leituras para depois me aventurar nos livros da Julia e me apaixonar como todas vocês pelos livros dela.
    Eu já li inúmeras resenhas sobre estes livros e as pessoas se apaixonam muito pelos personagens desse segundo u.U
    É interessante ver que o romance se construindo entre os personagens e acabando no que acaba.
    E sim as edições de época da Arqueiro estão maravilhosas *-*

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Olá! Tudo bom?

    Primeiramente eu adorei as suas fotos, estão lindas! Julia Quinn é a paixão da minha vida e já conheço essa duologia, comecei pelo segundo livro (no caso esse) e gostei, porém não fez com que eu me apaixonasse, tanto que nem pretendia ler o primeiro, mas eu fui e li e amei demais o casal, completamente diferente do que aconteceu quando li o segundo. Mas fico feliz que gostou dessa obra, gosto demais da história da mocinha e a tia do James é claramente a melhor pessoa haha ♥

    Um beijo

    ResponderExcluir
  25. Oiee ^^
    Preciso confessar que gostei beeem mais do primeiro livro que deste. Tinha me apaixonado pelo James em "Como agarrar uma herdeira", e me pareceu que ele era bem diferente aqui *-* enfim, a leitura até que me agradou, mas não tanto...hehe' Uma pena. Mas fico feliz que tenha gostado bastante :)
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Olá!
    Mais uma vez a rainha Júlia aparecendo por aqui! Como leitora apaixonada eu li essa duologia e amei as duas obras, não tiraria nenhum pingo de cada uma delas. Acho que a edição e a boa revisão ajuda muito a elevar o livro. Sem falar na destreza da autora em criar histórias incríveis sem se tornar repetitiva.
    Amei!
    Bjks

    ResponderExcluir
  27. Já vi algumas resenhas de livros dessa autora hoje, e fico cada vez mais encantada. Desde a primeira vez que vi um livro dela, ele já aguçou minha curiosidade, e por coincidência o primeiro que vi foi este.
    Infelizmente ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro dela, mas já estão no topo da minha lista.
    Beijos. Versos da Alma

    ResponderExcluir
  28. Oie, tammy. que bom que esse livro te animou. É tão bom quando a gente se surpreende e passa a ter uma impressão melhor, e aí a história acaba sendo melhor do que ousamos imaginar!

    ResponderExcluir
  29. Oi Tamires! Tudo bem?
    Adoro a proposta dessa Duologia dos Agentes da Coroa e esse segundo com certeza me chama atenção apesar de que eu confesso que a curiosidade maior é com o primeiro, por motivos óbvios, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.(Pra quem, como eu gosta de um filme de espionagem, é uma bênção.)
    Adorei a resenha e com certeza me convenceu mais um pouco a ler!
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Ainda não tive a oportunidade de ler esses livros e não é por falta de interesse. Hahaha
    Ainda bem que a sua experiência com o segundo conseguiu tirar a má impressão. Fiquei super curiosa para conhecer esse casal e ri um pouco com lady D.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

  32. Oi.

    Eu ja li os dois livros da duologia e amei. É bem difícil eu não gostar de nenhum livro da Julia. Eu simplesmente amo os livros dessa mulher. Eu fiquei sem saber direito se tinha gostado mais do primeiro ou desse. Os dois são muito bons e eu adorei cada um. É bem difícil ter que escolher.

    ResponderExcluir
  33. Oie! Tudo bom?
    Ai que medo. Eu estou justamente com o "Como agarrar uma herdeira" aqui em casa! Como faz? Hahahaha. Adorei o enredo desse livro, ja imaginei um filme na minha cabeça, de tanta reciravolta que pode acontecer. Amei o post!

    ResponderExcluir