27 de maio de 2018

Resenha | Lady Whistledown Contra-Ataca - Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan


Livro cedido em parceria com a editora.

Autoras: Julia Quinn, Suzanne Enoch, Karen Hawkins e Mia Ryan

Série: Lady Whistledown #1

Número de páginas: 352

Ano: 2017

Editora: Arqueiro

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Com a participação especial da famosa cronista da sociedade criada por Julia Quinn, Lady Whistledown Contra-Ataca é formado pelas narrativas curtas de quatro escritoras consagradas, tendo como fio condutor o roubo de uma pulseira milionária. Seus contos são como pérolas que se unem e formam uma peça de valor inestimável.

Julia Quinn encanta...

Um belo caçador de fortunas foi enfeitiçado pela debutante mais desejada da temporada. Agora ele precisa provar que o que deseja é o coração da jovem, não o dote dela.

Mia Ryan delicia...

Uma criada adorável e espirituosa está deslumbrada com as atenções românticas que tem recebido de um charmoso conde. Mas um relacionamento entre eles seria escandaloso e poderia arruinar a reputação dos dois.

Suzanne Enoch fascina...

Uma jovem inocente que passou a vida evitando escândalos de repente se vê secretamente cortejada pelo maior libertino de Londres.

Karen Hawkins seduz...

Um visconde que vaga sem destino volta para casa para reacender o fogo da paixão de seu casamento, mas descobre que sua linda e decidida esposa não será conquistada tão facilmente.


Quem roubou o bracelete de lady Neeley?

Terá sido o caça-dotes? O apostador? A criada? Ou o libertino? Londres está fervendo com as especulações, mas, se ainda restam muitas dúvidas, pelo menos uma coisa é certa: um desses quatro está envolvido no crime.

Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1816

A estrutura desta resenha vai ser um pouquinho diferente. Não vou fazer o resuminho de sempre pois trata-se de uma antologia, esmiuçar a história de cada um dos quatro contos seria contraproducente e até mesmo prejudicial para vocês. Vou fazer apenas um apanhado bem breve sobre cada um deles, e se você, assim como eu, ficou órfão de Lady Whistledown após o descobrimento de sua identidade na série Os Bridgertons, esta duologia - que também conta com Nada Escapa a Lady Whistledown - vai te deixar bastante satisfeito. E acho necessário falar que, pelo menos neste primeiro livro, o papel da fofoqueira mais famosa de Londres limita-se àquele que ela tinha nos primeiros livros da série Os Bridgertons, ou seja, ela só conta os babados.

Todos os quatro contos acontecem simultaneamente e se cruzam em momentos cruciais: no baile de lady Neeley, onde o bracelete desta é roubado e personagens dos quatro contos tornam-se suspeitos, e na encenação da batalha de Waterloo, que é quando os contos têm seus clímaces.


O Primeiro Beijo, escrito por Julia Quinn, é o conto que abre a antologia. Nele conhecemos lady Mathilda Howard, uma linda jovem que pertence a uma das famílias mais importantes da aristocracia inglesa. Seu irmão, Harry, faleceu na Batalha de Waterloo e ela ainda não superou muito bem a perda. Quando Peter Thompson, também soldado e melhor amigo de Harry, retorna à Londres, os dois se aproximam. Tillie, como Mathilda gosta de ser chamada, aprecia as conversas que tem com Peter, pois ele sempre enaltece a hombridade de seu querido irmão. Peter, por sua vez, sente-se de certa forma responsável por Tillie, pois estava acostumado a ouvir Harry falando sobre ela com muito carinho e ternura.

Com o passar do tempo as coisas vão começando a mudar entre eles, mas Peter é apontado por Lady Whistledown como um caça-dotes, pois, sendo o segundo filho de um barão, não lhe resta muitas alternativas após deixar o exército. Ele não se considera digno de Tillie, mas seus sentimentos por ela - e os dela por ele - são fortes demais para serem ignorados.

Este é um conto com o selo Julia Quinn de qualidade, repleto de romance, diálogos fofos e aquela pitada de humor. Destaco também a participação do conde e da condessa de Canby, pais de Tillie. Ambos são muito compreensivos e livres de preconceitos. Eles querem que a filha seja feliz e que se case por amor, e não por conveniência. Muito fofos esses dois!

Se ele fosse Harry, teria jogado uma almofada nele. Se ele fosse Harry,  teria gargalhado. Mas, se ele fosse Harry, os olhos dela não teriam se fixado em sua boca quando ele sorriu e Tillie não teria sentido aquele calor estranho no sangue, ou aquele arrepio na pele.
Mas, acima de tudo, se ele fosse Harry, não sentiria aquela terrível decepção, pois Peter Thompson não era seu irmão mais velho, e a última coisa que queria era que ele a visse como se fosse.

Mia Ryan assina o segundo conto da antologia, A Última Tentação. Nesta história vamos conhecer Isabella Martin, a dama de companhia de lady Neeley. É ela quem organiza todos os suntuosos bailes da patroa. Com a proximidade de seu aniversário de trinta anos, Isabella sente a vida estagnada. Ela também se dá conta de algo que a deixa incomodada: ela nunca foi beijada.

Anthony Doring, lorde Roxbury e futuro conde de Waverly, é visto como um cafajeste por todas as moças casadoiras da sociedade londrina. Influenciado por lady Neeley, Robert, pai de Anthony, diz que o filho terá que oferecer uma festa para que assim melhore sua imagem. Lady Neeley pede ajuda a Isabella para que esta organize o evento de Anthony, e é aí que a vida da jovem moça muda para sempre.

Este conto é o mais curtinho, mas foi o que eu mais curti! Isabella é uma jovem encantadora e sonhadora que demorou a encontrar seu caminho, porém, quando o encontra, não hesita em segui-lo. Já Anthony tinha tudo para ser um mané, mas bastou a mulher certa cruzar seu caminho para ele tomar conhecimento de tudo aquilo que lhe faltava. A escrita de Mia é deliciosa e bem divertida, o que fez com que eu ficasse com vontade de ler um livro inteiro escrito por ela, porém, pesquisei no Gooodreads e parece que ela não escreve mais. Tirando os dois livros desta duologia, só há mais um livro dela cadastrado, uma pena.

Ela o adorava. Ela o amava.
Isabella Martin amava lorde Roxbury.
Teve um momento de pura felicidade seguido de completa dor.
E, é claro, assim era o amor: dor e felicidade em pé de igualdade.

O Melhor dos Dois Mundos, escrito por Suzanne Enoch, vem em seguida. Aqui conhecemos Charlotte Birling, uma jovem que sofre as consequências de atitudes de terceiros. Ela sempre acatou tudo que seus pais lhe diziam, já que estes morriam de medo de que um novo escândalo maculasse ainda mais o nome da família. Agora ela se vê obrigada a aceitar a corte de lorde Herbert Beety, um honroso, porém sem graça, cavalheiro. Porém, o que o barão e a baronesa mais temiam acontece: Charlotte se encanta por um homem totalmente inadequado.

Xavier, lorde Matson, deixou o exército ao herdar um condado após a morte do irmão. Ele mal chegou em Londres, mas já estampou as manchetes de Lady Whistledown com sua libertinagem. Ele está totalmente satisfeito com a maneira como vem levando a vida, mas a opinião forte de Charlotte logo lhe chama a atenção. Xavier agora precisa se casar para assim poder gerar herdeiros para o condado, mas nenhuma dama parece ser tão interessante quanto Charlotte. Porém, a resistência dos pais da moça torna o cortejo uma tarefa praticamente impossível.


A escrita de Suzanne Enoch é bem atrevida e ousada. São dela muitos dos romances de banca mais famosos, entretanto, eu nunca cheguei a ler nenhum deles. Gostei muito da construção dos personagens e gostei principalmente da evolução de Charlotte ao longo da história. Não é fácil fazer um personagem crescer de maneira natural em tão poucas páginas, mas Suzanne conseguiu essa proeza. Xavier também é um ótimo personagem. O que eu achei muito bacana aqui foi que ele se interessou pela personalidade de Charlotte, por seu pulso firme, antes mesmo de ver sua fisionomia. Ele também me conquistou por sua força de vontade, já que não desistiu da corte mesmo com toda a conspiração dos pais de Charlotte. Estes sim são os verdadeiros embustes da história, fazendo com que a filha se sentisse diminuída e sem importância.

A situação toda não deveria nem ter sido uma questão... e então subitamente percebeu por que se recusava a perder as esperanças. Ela o amava. Amava Xavier Matson. Assim que colocou os olhos nele, ficou encantada, mas, assim que falou com ele, o encantamento se transformou em admiração. E depois, ao conhecê-lo melhor, passou a amá-lo.

E para finalizar temos o conto de Karen Hawkins, O Único Para Mim. Nesta história vamos conhecer Sophia Throckmorton Hampton, a viscondessa de Easterly. Foi ela a responsável pelo escândalo que amedrontava os pais de Charlotte. Na verdade ela foi muito mais uma vítima, já que, há doze anos, viu seu recente e feliz casamento se desfazer após a fuga do marido.

Maxwell Hampton, visconde de Easterly, se envolveu em um escandaloso jogo de cartas e foi acusado de trapaça. Quem acompanha os romances de época sabe que essa acusação é quase tão grave quanto uma acusação de assassinato, o trapaceiro certamente é banido da sociedade e isso era um fardo que Max não queria impor à Karen.

Agora Sophia quer a anulação do casamento e está disposta até a apelar para a chantagem para fazer com que Max assine o termo. Porém, Max não tem mais nada a perder...

Esse é o maior conto e, na minha opinião, o mais emocionante. Karen Hawkins criou personagens muito maduros e com uma bagagem interessante. É nítido que eles ainda se amam, mas há muita mágoa envolvida. É muito bacana poder acompanhar os esforços de Max para reconquistar a confiança de Sophia. Eu fiquei bem dividida, pois se por um lado eu queria que ela o perdoasse, por outro eu queria que ela fizesse ele sofrer mais um pouquinho. Ele pode ter feito o que fez com a melhor das intenções, mas ele só resolveu retornar quando estava na iminência de perdê-la. É aquela velha história de que as pessoas só dão valor quando perdem, sabe?


Neste conto também temos a participação de John, irmão de Sophia, que só sabia comer a todo momento! Ele é muito engraçado e até me peguei querendo ler uma história protagonizada por ele!

... Subitamente triste, Sophia assentiu e entrou no vestiário. detendo-se apenas quando viu o próprio reflexo no espelho. Os lábios estavam inchados, o cabelo, desarrumado e o vestido, todo amarrotado. Mas, por alguma razão, essa visão a reconfortava. Parecia uma mulher que tinha sido amada. E, de fato, quase tinha sido.

Apesar de terem sido escritos por quatro pessoas diferentes, os quatro contos são muito coesos. Vemos as diferenças de estilo, mas também vemos que houve toda uma preocupação em fazer com que as histórias se complementassem. O grade mistério que permeia a trama, o roubo do bracelete de lady Neeley, não é muito importante e sua resolução é até meio banal, mas como as histórias não dependem desse mistério isso não foi um grande problema.

A edição está linda e a capa é muito elegante. As histórias são narradas em terceira pessoa, as folhas são amareladas e a fonte possui um tamanho confortável. Encontrei alguns errinhos, mas nada muito grave. As partes sensuais de todos os contos foram escritas com muito bom gosto e são super breves, até mesmo por conta do tamanho das histórias.

Para aqueles que gostam de participações especiais, em Lady Whistledown Contra-Ataca temos a presença sutil de Benedict e Colin Bridgerton, Portia e Penelope Featherington e também a de Nigel Berbrooke.

É uma leitura que vale super a pena e que está mais do que recomendada!

 

63 comentários

  1. Oi Tami,

    Ahhh os Bridgertons ♥
    Ainda não terminei a série, mas já bate uma tristeza em pensar em finalizar, pois adorei aquela família.
    Esse é um livro que estou de olho, mas só quero ler quando terminar os outros livros rsrs;
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Tami,
    Ainda não sai da fase 'evitando romances de época', rs.
    Estou caminhando para isso, mas está complicado... Ainda mais com a Julia... Adoro a Lady Whistledown, porém ainda não estou pronta para voltar para ela, rs.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena, eu nunca abandono a Julia! hahahha

      Excluir
  3. Interessante, eu nem imaginava que esse livro era de contos, e muito menos que tinham sido escritos por pessoas diferentes. Muito interessante para quem adora a diva Julia Quinn..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Tami
    Eu ainda não li o livro, mesmo tendo ele aqui, por causa dos contos, que não sou muito de ler, sinto a maior preguiça quando vejo que o livro tem antologias, mas quero dar uma chance. Li o livro do Colin e da Lady Whistledown há muitos anos e não lembro de quase nada que ela escrevia, sabe? Meio que preciso relembrar essas clunas que ela resolvia fazer. Espero poder ler logo e gostar que nem você.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era basicamente só fofoca, assim que você ler a primeira vai lembrar! hahahah

      Excluir
  5. Olá, Tamires.
    Eu tenho esse livro aqui, mas ainda não consegui ler. Sabia que eram contos, mas não sabia que eram simultâneos. Achei isso muito bacana. E quero muito essa participação do Colin hehe. Só conheço duas das autoras que gosto muito, mas as outras também parecem ser muito boas. Assim que der vou ler ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito sutil, Sil. Não espere muito dessa aparição! hahaha

      Excluir
  6. Oi, Tami!
    Colin muito meu marido injustiçado no livro dele.
    Esse Nigel, passei uma vida pra me lembrar quenhera ele no jogo do bicho hahahahah
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Oie Tami =)

    Adoro os livros da série os Bridgertons e na época que li os livros, lembro que fiquei um pouquinho decepcionada pois achei que identidade da Lady Whistledown foi revelada muito cedo rs...

    Amo o Colin e ele é sem dúvida o meu Bridgerton, favorito, mas infelizmente achei que a Julia não desenvolveu ele tão bem assim, quando chegou a hora de contar a história dele.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, Ane! O Colin foi coadjuvante no livro dele, e a identidade da Lady Whistledown deveria ter sido mantida em sigilo até o último livro!

      Excluir
  8. Oi, Tami!
    Eu li apenas O Duque e Eu e não gostei muito. Acho que foi o momento em que li, mas não deu certo para mim, infelizmente.
    Eu quero tentar continuar com a série, pois vejo tantos comentários positivos que tenho certeza que eu que li errado hahahaha
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai amiga, também tenho certeza disso! hahahahah

      Excluir
  9. Oi Tami,
    Que legal a ideia desse duologia. Nem faço ideia quando lerei, mas fiquei curiosa com o mistério, apesar de ter sido banal neste volume. Mas, preciso tomar vergonha na cara e fazer uma boa maratona da Julia haha.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  10. Oi Tami.
    Eu adorei poder rever lady Whistledown, mas te confesso que achei ela muito afiada nesse livro, em algumas vezes quase maldosa, algo que não tinha notado quando li Os Bridgertons. Mesmo assim amei o livro e o meu preferido entre os contos foi o terceiro. Gostei das suas considerações.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jura, Lia? Eu não senti essa mudança no tom dela não. Rss

      Excluir
  11. Oi Tami! Gosto muito de romances de época, e embora não curta muito ler contos, adoraria ler este livro. Ainda não li nada de nenhuma das autoras que estão presentes no livro, mas tenho muita curiosidade em ler algo delas, principalmente da Julia Quinn, pois só vejo comentários positivos sobre os livros dela. Gostei das premissas de cada um dos contos. Parece ser uma leitura leve e descontraída. É uma boa dica pra conhecer as autoras! Obrigada!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mulher, você tem que ler logo um livro da Julia!!!

      Excluir
  12. Oi Tamires, tudo bem?
    Gosto muito dos Bridgertons, mas ainda preciso terminar de ler a série. Estou muito curiosa por esse livro, não só pelas histórias, mas também para saber como houve a ligação entre as tramas.

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também preciso terminar a série, até hoje não dei continuidade...

      Excluir
  13. Sou louca para descobrir porque essa Julia encanta tanto, nunca li nada dela.
    Fiquei curiosa para acompanhar a encenação da batalha Waterioo. Saber o quanto os contos são coesos e mesmo a resolução do mistério seja meio banal eu quero ler, recomendação anotada.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Livrinho badalado esse.
    Estou curiosa de tantas resenhas e comentários positivos que tenho visto por aí.
    Não é um estilo literário que eu leia com muita frequência; mas aceitei um desafio de sair da minha zona de conforto, então em breve estarei lendo não apenas esse, mas alguns outros gêneros que não leio ..

    Adorei a sua resenha, está bem pontuada e mais uma vez fiquei bem curiosa.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Karini. Espero que aprecie as leituras, vou ficar aqui na torcida!

      Excluir
  15. Oi Tami! Eu acho que a Julia deveria ter mantido o segredo da identidade da Lady W. até o último livro, adorava suas colunas. Este livro serviu para matar saudades, mas o que mais curti foi conhecer novas autoras. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  16. Olá
    Eu fiquei conhecendo essa obra bem logo apos ser lançada e achei bem lindo essa capa e bem diferente por se tratar de contos, porem não li e também não tenho muita vontade de começar a leitura. fico feliz que tenha te agradado bastante
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Oi Tami, tudo bem? Eu gostei muito dos contos e ver cada capitulo começado com boa fofoca rsrsrs O da Suzane e o da Karen foram meus preferidos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foram muito bons mesmo, adorei conhecer a escrita delas.

      Excluir
  18. Oi, Tamires.
    Mesmo sem ter conseguido ler a série dos Bridgertons ainda, adorei poder curtir um pouquinho da Lady Whistedown e da sua coluna de fofocas! Adorei os quatro contos e fiquei muito impressionada com essa coesão entre as histórias que você comentou!! Mesmo sabendo que cada história foi escrita por uma autora diferente, é até difícil acreditar nisso depois de ver como tudo se encaixa perfeitamente!!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  19. Oi Tamires!
    Eu parei de acompanhar Os Bridgertons no 3º livro, mas adorava a Lady Whistledown. Esse livro parece ser muito divertido!

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que você pretenda continuar a série, Sora.

      Excluir
  20. Oi, Tami!

    Apesar de gostar de romances de época, e principalmente dos livros da Julia Quinn, não sou lá muito fã de antologias, e acho que a capa também não me atrai, por isso vivo enrolando pra ler a obra. Vamos ver se depois da sua resenha eu resolvo ler logo haha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oi, Tami! Tudo bem?

    Bom, faz um bom tempo que não leio romances de época, mas gosto muito do gênero. Estou com alguns livros da Julia aqui para ler, no entanto, ainda não tive tempo e acabei não lendo nada da autora.
    Confesso que fiquei bem curiosa no início por ser escrito por 4 autores, no entanto, achei um pouco injusto o nome da Julia estar com tanto destaque na capa e os outros tão pequenos logo abaixo (enfim, sei que ela é uma grande autora e tudo mais, mas... sei lá, melhor deixar isso para lá...)
    Os quatro contos parecem bem interessante, mas acho que eu iria gostar mais do segundo e do último, o quarto, pois me identifiquei neles mais o meu gosto literário. O segundo parece que vai ser mais engraçado e além disso, trata-se de uma romance entre classe sociais diferentes, enquanto o quarto, parece ser mais emocionante e gosto de histórias que conseguem já trazer um casal formado, mesmo que eles estejam se separando, pois assim sai daquilo de se conhecerem e tudo mais.

    Enfim, acho que escrevi demais neste comentário (me desculpe por isso), mas fiquei bem interessada na história e, de verdade, parabéns pela resenha porque ficou maravilhosa!

    Beijos,
    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um chamariz, né? Pq a Julia é a mais badalada...
      E menina, pode comentar textão em toda postagem, amo textão! Hahahahaha

      Excluir
  22. Oi, Tamires!
    Adoro quando os contos têm uma relação entre si no final! E gosto muito da escrita da Julia Quinn, achei bem bacana ela reunir demais autoras para vários contos relacionados à Lady Whistledown.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  23. Olá! Tudo bom?

    Eu amo a Julia Quinn e já tive a oportunidade de ler esse livro anteriormente. Apesar de ter achado alguns contos melhores que outros eu gostei demais da forma que eles se entrelaçam um com o outro. De fato deu pra ver que o esforço das autoras para tudo se complementar e de fato a resolução do mistério é banal, muitas vezes até esqueci sobre esse tal roubo. Adorei a resenha ♥

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Oiii tudo bem??

    Estou doida para ler esse livro, e fiquei bem animada com sua resenha, acredita que nunca li Julia Quinn, tenho que iniciar.
    Adorei conhecer um pouco mais dos contos, e o modelo do livro deu certo, pq tem mais de um ne?
    Adorei a resenha.
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  25. Eu acho muito inteligente a maneira como esse livro foi construido, como voce mencionou, apesar de serem autoras diferentes, tudo é tão bem conectado que parece uma pessoa só, e é sensacional quando essa sintonia acontece. Parabéns pela resenha, Tami!

    ResponderExcluir
  26. Oi.
    Eu tenho os primeiros livros da série os Bridgerton aqui em casa, mas ainda não li. Sei que vou amar, mas sempre aparece outra leitura na frente. Sem contar que peguei o costume de ler livros mais densos em formato físico durante o dia, quando tenho um tempo e livros mais leves em formato digital, antes de dormir. Gostei desse novo hábito, mas acabou que meus livros mais leves ficaram parados na estante, o que não é bom...
    Estou com muita vontade de ler os Bridgerton agora, o que pretendo fazer antes de ler esse livro.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Olá Tami!
    Achei que nesse livro Lady Whistledown está impagável. Amei os contos e rever personagens de outras séries da autora nesse livro.
    O conto da Suzanne Enoch me pegou e foi um prazer conhecer a escrita da Karen Hawkings.
    Mas meu queridinho é ainda o segundo livro que conseguiu ainda ser mais apaixonante.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  28. Olá, tudo bem?

    Cada resenha que leio desses livros, fico com mais vontade de ler. É só elogios. Por enquanto só li um livro da Julia Quinn, mas vejo que todas as histórias, por mais diferentes que sejam, sempre estão ligadas por algum personagem. Isso me deixa com mais curiosidade para ler os outros livros dela. Não vejo a hora de ler esses dois livros e me inteirar ainda mais no mundo Julia Quinn.

    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Oi, tudo bem?
    Muita coincidência ler sua resenha hoje, pois acabei de receber esse livro que ganhei em um sorteio hehe. Eu já estava ansiosa para ler, mas sua resenha me deixou ainda mais curiosa. Gostei a premissa de todos os contos, mas os seus elogios para o segundo fizeram com que ele se destacasse.
    Fiquei muito feliz por saber que, apesar de cada conto ser escrito por uma autora, eles foram interligados de uma maneira coesa. Além disso, como das quatro autoras eu só conheço a escrita da Julia Quinn, acho que será interessante conhecer as outras também.
    Adorei sua resenha e vou aproveitar que o livro chegou hoje para já começar a leitura.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Sua resenha ficou ótima. Eu sou apaixonada por romances de época e quando vi esse livro fui logo comprar, mas não li até hoje, rsrs, agora que conheci um pouquinho das histórias fiquei mais estimulada a ir ler ele logo.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Olá, tudo bem?

    Parabéns pela resenha, ficou muito boa, organizada e bem escrita. Eu tenho vontade de ler esse livro, parece ser bem legal e envolvente. As fotos ficaram bonitas, parabéns!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  32. Olá,

    Estou bastante curiosa sobre esse livro, porque Lady W é uma das minhas personagens favoritas do universo Julia Quinn, e não teria como ser diferente né, com seu jeito meio ácido e de falar tudo o que pensa, se tornar muito divertida. Antes de fazer essa leitura, quero terminar Os Bridgertons primeiro e assim seguir a ordem de lançamento.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Oi Tami,
    Eu ainda não li esse livro, mas tenho muita vontade de ler porque tem um conto da Julia. Gostei muito do que você falou sobre os contos e fiquei intrigada com o conto da Karen, pois é uma autora que, até então, eu não conhecia. Foi legal saber que ele foi o mais emocionante. Outro ponto muito interessante nesse livro são os contos serem coesos, apesar de escritos por autoras diferentes.
    Vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Oi, Tami!
    Acredita que esses dias que eu fui descobrir que esse livro era de contos? ( Kkk andava meio desatualizada).
    O que eu achei bacana é que mesmo sendo eaceiro por pessoas diferentes teve esse cuidado para o livro não perder o sentido e se interligarem. Ainda não tive contando com a escrita de nenhuma dessas autoras, mas fiquei curiosa. Uma outra curiosidade posso ler esse livro independente? Eu gostei muito da capa achei a coisa mais linda. Sua resenha está maravilhosa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Olá tami, tudo bom?
    Se você já gostou deste livro, leia o próximo! É ainda melhor é mais envolvente (ps: também gostei muito desse rs).
    Adorei demais sua resenha e concordo com tudo o que foi falado. De fato, apesar de terem sido escritos por quatro autoras diferentes, os contos são muito coesos entre si, deixando tudo muito harmônico e envolvente. Outro ponto que considero positivo é a questão do sumiço da joia ter sido apenas um elemento nas histórias. Enfim! Adorei demais essa antologia e já queria muito mais que dois volumes. rs
    Beijos!

    ResponderExcluir
  36. Oi, tudo bem?
    Recebi o segundo, mas não tenho esse ainda e quero ler apesar de não interferir na ordem. Estou ansiosa porque nunca li nada parecido, estou com medo de não gostar. Apesar de amar a Júlia e essa personagem. Adorei a resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  37. Olá Tamires, tudo bem?
    Sendo sempre fã da autora, já cuidei de ler este livro é assim como você fiquei encantado por todos os contos e a maneira como eles se ligam com o outro. Júlia sempre tem essa linha de conseguir unir personagens e fazê-los encantar o leitor com seus romances. Amei a resenha e espero ver ainda maisda Júlia por aqui.

    ResponderExcluir
  38. Oiee ^^
    Meu favorito foi "A última tentação" <3 ri e suspirei muito com esse conto! Julia Quinn não decepcionou, mas eu realmente não gostei do conto da Suzanne, e lendo o outro livro da Lady Whistledown - não faz muito tempo que foi lançado - percebi que as histórias dela realmente não me envolvem...hehe'
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  39. Oieeee!!!
    Eu tenho um serio problema com livros de contos, mas confesso que sou apaixonada pelos Bridgertons, especialmente pelo Colin haha
    Nao tive ainda a oportunidade de ler esse livro, mas está na lista e pretendo fazer isso em breve.
    Queria dizer que eu adorei a sua resenha e ela está muito, mas muito bem escrita mesmo, parabens!

    beijos

    ResponderExcluir
  40. Achei a trama super bem elaborada. Até porque são contos distintos que se cruzam, ou seja, deu trabalho pra elaborar. Gostei bastante do enredo e olha que não sou fã de romances de época. Mas já coloquei na lista.

    ResponderExcluir
  41. Oi, Tami
    não conheço a série Os Bridgertons mas essa Lady Whistledown me parece muito divertida! Li também a resenha sobre "Nada escapa a Lady Whistledown" e fiquei bastante curiosa para conhecê-la, fico com a dica anotada mesmo que seja um gênero que não tenho muito contato.

    http://anneandcia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  42. Oii.
    Estou finalizando um projeto de leitura sobre esse livro. Estou lendo o ultimo conto nessa semana, posso dizer que adorei todos os contos que li, um melhor que o outros. Foi muito bom conhecer as duas autoras que não conhecia, a Karen e a Mia.
    Já estou louca para embarcar no segundo volume.
    Bjs Mary

    ResponderExcluir