13 de agosto de 2018

Resenha | Girls' Night Out - Liz Fenton e Lisa Steinke


ARC gentilmente cedida pela NetGalley.

Autoras: Liz Fenton e Lisa Steinke

Número de páginas: 336

Ano: 2018

Editora: Lake Union Publishing

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Para as amigas distantes Ashley, Natalie e Lauren, é hora de curar as velhas feridas. Que lugar melhor para consertar os laços cortados do que uma fuga para o belo paraíso de Tulum, no México? Mas mesmo depois de reunidas, nenhuma está sendo completamente honesta sobre o passado ou sobre os segredos que estão escondendo. Quando Ashley desaparece na noite das garotas, Natalie e Lauren têm que tentar juntar suas lembranças nebulosas para descobrir o que poderia ter acontecido com ela, enquanto também reconciliam seus sentimentos de culpa por seus últimos momentos juntos.

Ashley estava com o homem que ela conhecera apenas alguns dias antes? Ela fez as malas e foi embora? Ela foi sequestrada? Ou pior - Natalie ou Lauren poderiam ter quebrado sob o peso de suas próprias mentiras?

À medida que o relógio avança, hora a hora, a busca de Natalie e Lauren se transforma em uma crescente suspeita e pavor. Talvez seus segredos sejam mais profundos e mais perigosos do que uma delas esteja disposta - ou com muito medo - de admitir.


What part of girl's night out does he not understand?
Qual parte de noite das meninas que ele não entende?

Ashley, Natalie e Lauren são amigas há muito tempo, entretanto, as coisas entre as três não andam nada bem. Primeiro houve a briga entre Ahsley e Lauren, que culminou em uma perda irreparável para esta última, e depois houve o desgaste causado por uma incompatibilidade de ideais entre Ashley e Lauren, que também são sócias. Juntas elas criaram uma escova secadora de cabelo e o negócio se tornou um sucesso rapidamente. Acontece que agora Lauren quer vender a empresa, que vale milhões, por conta de problemas familiares, mas Ashley não dá o braço a torcer.

Para tentar apaziguar os ânimos, Ashley tem a brilhante ideia de reunir as três em uma viagem para Tulum, uma antiga cidade Maia com paisagens paradisíacas situada no México. A interação entre elas, que costumava fluir facilmente, mostra-se complicada. Parece que elas não se conhecem mais...

Quando Marco, um morador das redondezas, entra na equação, a viagem, que já não estava indo como o planejado, começa a ficar insuportável, já que Ashley começa a flertar com ele e passa a não dar a devida atenção para as amigas.

"... Friendship shouldn't be this hard." She was right. Friendship with Ashley was often difficult. But did that mean it wasn't worth it?
"... Amizade não deveria ser tão difícil." Ela estava certa. A amizade com Ashley era muitas vezes difícil. Mas isso significa que ela não valeu a pena?

Após uma noite de muitos drinques e algumas discussões, Natalie acorda na praia sem nenhuma lembrança da noite anterior, e, para sua surpresa, ela descobre que Ashley simplesmente desapareceu. Inicialmente ela pensa que a amiga deve ter passado a noite com Marco, mas a medida que as horas passam ela começa a ficar realmente preocupada. Com a ajuda de Lauren, Ashley tenta lembrar o que ocorreu no meio-tempo em que Ashley, Marco e ela saíram do bar e deixaram Lauren para trás, mas elas não fazem muito progresso a não ser o de descobrir que Marco não é bem quem ele diz ser.

A teoria de que ele possa ter feito alguma coisa com Ashley ganha ainda mais força. Porém, quando a polícia entra no caso, Natalie começa a ter flashes do que ocorrera naquela noite e suas teorias começam a mudar. Lauren, por sua vez, começa a demonstrar cada vez mais ressentimento pela amiga desaparecida...

Teriam elas algo a ver com o sumiço de Ashley?

Her memories were gone, but her instincts were still there - it was a strange sensation. And something deep inside her was telling her that remembering might not mean good things. That remembering might be very bad.
Suas memórias se foram, mas seus instintos ainda estavam lá - era uma sensação estranha. E algo profundo dentro dela estava dizendo a ela que lembrar poderia não significar coisas boas. Que lembrar poderia ser muito ruim.

••••••••••

Girls' Night Out é um livro interessante. O ponto de partida é promissor e toda a história da perda de memória de Natalie e da flutuação da culpa entre os personagens é intrigante. Entretanto, algo fez com que eu não me conectasse apropriadamente com a história. A leitura não foi difícil, o texto é bem escrito, o problema realmente foi a falta de empatia: eu simplesmente não me importei com o desaparecimento de Ashley. Eu quis, eu juro que tentei, mas não consegui. No fim das contas eu continuei lendo para saber o que de fato tinha acontecido sem me importar se a personagem estava viva ou morta. Dentre todas as três personagens principais, Ashley é a menos carismática. É a que mais comete erros e a mais volúvel. Calhou de a desaparecida ser logo ela... se esse papel tivesse ficado com Lauren ou Natalie minha experiência poderia ter sido outra.

A dinâmica entre as três amigas é um pouco cansativa. Ashley planeja toda a viagem para se conectar novamente, mas arruma subterfúgios a todo momento. Se a intenção era fazê-la se passar por coitadinha, o tiro saiu pela culatra. Ela tem sim alguns problemas que DEVERIAM, assim, em maiúsculas, me fazer sentir empatia por ela, mas ela é tão egocêntrica que a vontade que eu tive foi a de falar para Lauren e Natalie: ei, ela finalmente sumiu, vocês estão livres! Ashley é uma pessoa tóxica, e nenhum problema pessoal justificava tais atitudes.

Falar mais sobre o que me levou a não me conectar com a história de uma maneira mais direta não é possível, pois este é aquele tipo de história onde tudo é relevante para o desenvolvimento da narrativa. Desde a animosidade entre as amigas até as interações entre elas na viagem... então é meio difícil me fazer entender e eu não gosto disso, entretanto, não tenho pra onde correr.

Porém, obviamente, houve aspectos que me agradaram. A inserção de Marco foi muito bem-vinda. Após sua aparição as coisas começaram a ficar mais frenéticas. Sua personalidade foi muito bem montada e por causa dela mais dúvidas foram levantadas. A ambientação também é muito boa, me senti como se estivesse em Tulum com as personagens e de repente me peguei pesquisando mais sobre o local no Google.

Apesar de ser apenas a ARC, o eBook está bem caprichado. Não encontrei erros substanciais e a diagramação no Kindle está muito boa. O livro é narrado em terceira pessoa e cada um dos capítulos é concentrado em uma das três mulheres. A capa é linda e tem tudo a ver com a história, o livro físico deve ter ficado lindo com ela!

Girls' Night Out não foi uma leitura desperdiçada ou sofrível, mas ficou aquém das minhas expectativas. Porém, como sempre, não deixo de recomendar a leitura. Agora vamos ver se alguma editora traz o livro pra cá!




34 comentários

  1. Oi Tami,
    Eu achei o enredo meio batido. Premissa da galera que vai para o México ou outro país latino, e dá merda haha...tem uns filmes por aí.
    Enfim, por que toda personagem chamada Ashley nasce pra criar ranço?
    Eu fiquei curiosa sobre o Marco e o que realmente aconteceu, claro.

    Eu acabei rindo com o título aqui, porque lembrei do Stephen King no Twitter outro dia, zombando que ninguém aguenta mais os thrillers que sempre usam GIRL no título.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tami! Tudo bom?
    Vish, não se importar com a personagem que desapareceu é dose pra incentivar a ler. Se o mistério não me prende ou gera empatia eu meio que desisto de entender o que aconteceu - foi o caso de Garotas Desaparecidas, tava lá a personagem sumida e eu 'ata' UHASUHASUHASUHASUHASUH
    Não conhecia esse livro, mas aaaaacho que vou deixar passar a dica. Acredito que não seria o tipo de leitura pra mim.
    Ótima resenha!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tami
    Odeio quando o autor resolve focar e colocar toda suas expectativas no personagem que a gente não gosta, fica difícil mesmo torcer a favor. Eu já não curto muito suspense, então não leria, mas adoraria saber o que aconteceu KKK
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Tami! Ihh, não se conectar com os personagens ou ter empatia por eles já faz o livro perder muitos pontos e, normalmente, não consigo gostar tanto da história. Acho que depende do autor conseguir captar a afeição do leitor pelos personagens criados. Pena que a história não conseguiu atender as expectativas, pelo menos não foi tempo desperdiçado e agradou um pouquinho para ganhar 3 estrelas.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi, Tami!
    Gente do céu... eu tenho até medo de viajar entre amigas pro México de tanto que acontece esse plot em livros haahahha
    Teve um livro também que recebi a eARC que achei bem mediano. Tão mediano que nem fiz resenha propriamente dita e nem lembro o nome...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que é sempre num país latino... nunca na europa! Hahahahah

      Excluir
  6. Oi Tami, apesar de vc dizer que não foi sofrível, acho que pelo o que vc descreve, eu tb teria dificuldade em me conectar com os personagens. Acho que vou deixar passar, isso é, se for publicado por aqui rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe, Mi? Tudo pode acontecer... hahaha

      Excluir
  7. Oi Tami!
    Pena que foi aquém das suas expectativas! Não é uma premissa que me interessa de primeira, e já peguei ranço da Ashley só de ler a resenha HAHAHAH É chato qnd a gnt n consegue empatia com os personagens, prejudica muito a leitura!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Olaa Tami! Tudo bem?
    Essa é uma trama já bastante explorada né, mas que me chama atenção mesmo assim! Agora esse negócio de não criar empatia pelos personagens e não se importar com a menina desaparecida fica realmente complicada a leitura.. acho que eu ia criar ranço mesmo!!
    Beeijo

    Lecaferouge.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes o ranço é involuntário! Ahhahahaha

      Excluir
  9. Ruim quando o livro fica aquém das nossas expectativas.
    Até fiquei com vontade de ler, espero tentar, ainda que a leitura não tenha sido excelente.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  10. É tão ruim quando tem alguma coisa na história que não nos convence.. Que pena você ter sentido isso nesse livro..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tamizinha.
    Fiquei curiosa, mesmo com as ressalvas.
    Adoro livros thrillers e eu fiquei realmente curiosa para saber o que aconteceu com a Ashley e porque ela é tão insuportável.
    Adorei que não rolou spoiler nenhum, porque direto vejo resenhas de thrillers lotados de informações importantes.
    :P

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né? O povo não sabe quando parar de falar!

      Excluir
  12. Oi, Tami!

    Que capa linda, gente do céu! A mesclagem de cores e tonalidade ficou demais. Também achei bem interessante a história e fiquei mais curiosa ainda com a possibilidade de as próprias amigas terem envolvimento no desaparecimento dela. Uma pena a personagem ser assim tão egocêntrica e pouco carismática. A construção e personalidade do personagem é essencial pro leitor se envolver e até mesmo se importar com o desenrolar da história. Ainda assim, quero saber o que que aconteceu de verdade nessa viagem com essas amigas estranhas! Hahahaha.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Tami! Tudo bem?

    É a primeira vez que ouço falar deste livro e realmente me interessei, mas achei um pouco confuso. Talvez lendo seja mais simples.
    Tipo, lendo a sua resenha, já comecei a me irritar com a Ashley porque parece ser bem egocêntrica mesmo, então acho que assim como você, eu não iria me importar tanto com ela.
    Mas me interessei mesmo, não sei porquê... talvez eu leia.

    Beijos,
    Magia é Sonhar
    Conheça o nosso Canal

    ResponderExcluir
  14. Oiii Tami

    O grande problema é essa falta de empatia né? A personagem que desapareceu deveria ter sido aquela que o leitor mais se apega ou no minimo alguém que se importe pra que a trama flua melhor. Ainda assim, a premissa é bem legal , eu curto esse tipo de suspense, então talvez arriscasse já que ando numa fase em que livros que nem esperava terminam me surpreendendo. A capa ficou linda também.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosto assim, quando o povo se interessa mesmo com as ressalvas!!!

      Excluir
  15. Oi Tami!Nossa, em alguns livros se não rola a conexão com o personagem a história afunda totalmente. Mas, apesar de clichê, eu gosto deste tipo de premissa e leria. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  16. Oi, Tami!
    Eu fiquei na dúvida se lia esse livro ou não e acabei deixando de lado. Acho que alguma coisa na capa dele não me fez tentar e peguei outro para ler haha Vendo a sua resenha, acho que fiz uma boa troca, porque não se importar com o sequestro é um ponto muito negativo, né? haha Não se envolver a esse ponto ou não ligar muito para a personagem mostra que falta algo na narrativa. Talvez eu tente ler, mas não agora!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, acabou que me senti até mal por não ter me importado com o sumiço da mulher... mas foi mais forte do que eu! Hahahaha

      Excluir
  17. Olá, Tamires.
    Eu achei o enredo bem parecido com muitos que vejo por ai. Mas leria ele só pela curiosidade de saber o que aconteceu com a garota. Mas acho que teria a mesma opinião que você porque só de ler a resenha já não gostei dela hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir