11 de dezembro de 2018

Resenha | Pecados no Inverno - Lisa Kleypas


Autora: Lisa Kleypas

Tradutora: Maria Clara de Biase

Série: As Quatro Estações do Amor #3

Número de páginas: 256

Ano: 2016

Editora: Arqueiro

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Do quarteto de amigas, Evangeline Jenner é certamente a mais tímida. E se tornará a mais rica quando receber a herança de seu pai, acamado com tuberculose. Mas Evie não se importa com o dinheiro. Tudo o que deseja é estar ao lado do pai em seus últimos dias.

Porém isso só será possível se ela puder escapar da casa dos tios que a criaram. E, para isso, sua única alternativa é casar-se – e rápido. Assim, ela foge no meio da noite para a casa do devasso lorde St. Vincent e lhe propõe casamento em troca de poder cuidar do pai.

Para um aristocrata que precisa de dinheiro, essa é uma excelente proposta. Afinal, é difícil conquistar uma moça rica e solteira quando se tem a reputação de Sebastian – trinta segundos a sós com ele arruinariam o bom nome de qualquer donzela.

Mas há uma condição na proposta de Evie: uma vez consumado o casamento, eles nunca mais dormirão juntos. Ela não será mais uma mulher descartada por ele com o coração partido. Se Sebastian realmente a deseja em sua cama, terá que se esforçar mais em sua sedução... ou entregar seu coração pela primeira vez na vida.

Neste terceiro livro da série As Quatro Estações do Amor, Lisa Kleypas nos apresenta o relacionamento de duas pessoas muito diferentes, mas igualmente obstinadas. E dessa relação tão peculiar pode nascer um desejo impossível de conter e um sentimento forte demais para esconder. Quem disse que os cafajestes não podem amar?


A situação era extraordinária. Era difícil entender como alguém como Evangeline Jenner podia ter produzido tamanha mudança em St. Vincent, o mais mundano dos homens. Contudo, Westcliff aprendera que os mistérios da atração nem sempre podiam ser explicados pela lógica. Às vezes, a distância entre duas almas acabava por uni-las.

Sebastian, lorde St. Vincente, futuro duque de Kingston, está desesperado. Tendo seu pai dizimado quase toda a fortuna da família, ele se vê herdeiro de um ducado falido e sem nenhuma perspectiva de melhora. Sua única saída é casar-se com uma herdeira, de preferência uma com um dote bem generoso, e qual não é a sua surpresa quando Evangeline Jenner bate à sua porta com uma proposta irrecusável.

Evie, como Evangeline é mais comumente chamada, vive sob a tutela de seus tios maternos, os Maybricks, que tratam a sobrinha com desprezo e violência. Eles querem que ela se case com Eustace, seu primo, para que assim eles possam colocar a mão na fortuna que ela herdará quando seu pai, Ivo, dono de uma outrora prospera, mas ainda rentável casa de jogos, morrer. Ivo já encontra-se no último estágio da tuberculose, sendo assim, se quiser se ver livre de seus parentes mesquinhos, Evie precisa se casar o quanto antes.


Evie sabe que os Maybricks não seriam páreo para o herdeiro de um ducado e sabe que Sebastian está à procura de uma noiva. Deste modo, ela lhe propõe um casamento de conveniência, onde, em troca de sua liberdade, ela lhe daria uma boa soma de sua herança. Tudo o que eles teriam que fazer era viajar para a Escócia para casar às escondidas e, logo em seguida, consumar o casamento para que o mesmo se tornasse válido. Quando voltassem para Londres, cada um seguiria seu caminho; ela iria morar no Jenner's, o clube de jogos de seu pai, para cuidar dele durante seus últimos dias, e Sebastian estaria livre para fazer o que quiser.

— Eu po-poderia gostar de ir pa-para a cama com o senhor — disse Evie olhando-o fixamente e se recusando a desviar os olhos mesmo quando o olhar prolongado de St. Vincent a fez corar de desconforto. — Es-espero gostar. Mas isso não mudará mi-minha decisão. Porque sei como o se-senhor é e sei do que é ca-capaz.
— Doçura... - disse ele quase ternamente. — Ainda nem mesmo começou a descobrir o pior de mim. 

A viagem é longa, cansativa e fria, porém, Sebastian faz de tudo para deixar Evie confortável, desde permitir que ela se apoie em seu peito para dormir de uma maneira mais confortável, até esquentar tijolos para ela aquecer os pés congelantes por conta do frio e da umidade. Essas atitudes, claro, tocam o coração de Evie, que começa a perceber que há alguém diferente por trás da fachada do libertino. Sebastian, por sua vez, começa a enxergar Evie de fato, pois antes ele nunca havia prestado atenção nela. Para ele, Evie não passava de uma gaga sem graça que ficava sempre tomando chá de cadeira em todos os bailes para os quais era convidada.

Após dias de uma viagem exaustiva, o casamento finalmente acontece e a consumação também... e nenhum dos dois estava preparado para o misto de sentimentos que viriam à tona durante aquele ato. Quando eles voltam para Londres, Sebastian deixa Evie no Jenner's como tinha sido combinado, porém, ele não vai embora. Evie não gosta nada disso, mas Sebastian está irredutível. Ele quer mais, ele a quer, mas ela não está disposta a sofrer por ele.

— Eu a quero mais do que já quis qualquer coisa neste mundo — disse Sebastian tremulamente. Diga-me o que posso fazer para tê-la. ...
Evie o empurrou, sem conseguir desalojar o peso excitante do corpo dele.
— Nã-não há nada que você possa fazer. Porque o que eu ia que-querer é a única coisa que você não poderia me dar. Eu ia querer que fosse fi-fiel a mim, e você nunca poderia ser.
— Eu poderia.
— Mas a resposta veio rápido demais. Cheirava a falsidade.
— Eu acho que não — sussurrou ela.

Enquanto tenta conquistar Evie provando que pode ser o que ela deseja, Sebastian envolve-se no dia a dia do Jenner's disposto a torná-lo a melhor casa de jogos da Inglaterra. Evie vê um novo homem desabrochar, mas será que vale a pena se arriscar por alguém como ele?

••••••••••

Pecados no Inverno foi lançado em 2016, mas com o iminente lançamento de Um Acordo Pecaminoso eu quis conhecer o famoso Sebastian, pai do protagonista do terceiro livro da série Os Ravenels. Eu já tinha lido Segredos de Uma Noite de Verão, o primeiro livro da série As Quatro Estações do Amor, porém, por não ter simpatizado nem um pouco com Annabelle. a protagonista, abandonei a série, pois o ranço foi tão grande que eu não quis me deparar com ela nos volumes seguintes. Quem nunca?


Quando Um Acordo Pecaminoso foi anunciado, muito se falou sobre Gabriel; sobre ele ser filho de Sebastian, como se isso fosse um pré-requisito e tanto. Sendo assim, mesmo correndo o risco de encontrar Annabelle novamente - o que de fato aconteceu -, pulei o segundo livro e parti direto para este. Sebastian é, de fato, muito sedutor, mas não o achei essa Coca-Cola toda. Posso citar vários protagonistas muito melhores que ele, inclusive seu próprio filho. Não me levem a mal, mas pelo jeito que ele é endeusado eu pensei que ele tinha um super diferencial, mas esse não é o caso.

Sebastian é um libertino, então não preciso discorrer sobre sua boa lábia e sua performance sexual acima da média, né? É sempre tudo igual. 😂 Como pulei o segundo livro, perdi um acontecimento que é gancho para este terceiro. Isso não atrapalhou minha leitura, mas perdi a introdução do personagem, cujo desespero para se casar com uma herdeira faz com que ele cometa um ato detestável. Este terceiro livro começa um pouco depois do término do segundo, com Evie já lhe propondo casamento. Fiquei um pouco surpresa, pois pensei que a interação entre os dois fosse demorar mais um pouco, porém, gostei do fato de não haver enrolação. E Sebastian pode até não ter me conquistado, mas justiça seja feita, assim que aceita a proposta de Evie, ele passa a tratá-la de uma maneira super cortês. Ele está casando por dinheiro? Sim, mas isso não faz com que ele seja o cafajeste que todos esperavam que ele fosse.

Evie cresce enormemente! Lembro que no primeiro livro eu tinha ficado meio irritada com a gagueira dela. Nada contra gagos, ok? Mas ler as repetições das sílabas era algo bem chato. Aqui, no entanto, Evie quase não gagueja, pois a personagem não costuma fazer isso quando se sente confortável, e ela se sente confortável com Sebastian bem rápido. 😅 Foi uma personagem que ganhou minha admiração, por tudo que passou e pela pessoa que se tornou. Mesmo após ter sido agredida e humilhada, Evie não perde a doçura. Ela usa tudo o que lhe aconteceu para ficar mais forte, não o contrário.

Sebastian e Evie têm uma química instantânea e o acordo entre eles deixa a tensão sexual ainda mais palpável. Depois de uma noite de núpcias daquelas, a gente fica duvidando da força de vontade da personagem, mas a determinação dela é invejável! Cabe a Sebastian a tarefa de correr atrás do prejuízo para mostrar que pode mudar. E ele muda, mas não deixa de ser quem é. Não faz muito sentido, mas leiam que vocês vão entender.

Neste volume temos breves aparições dos personagens dos dois livros anteriores, todavia, quem rouba mesmo a cena é Cam Rohan. Cam é protagonista de Desejo à Meia-Noite, primeiro volume da série Os Hathaways. Meio cigano e meio irlandês, Cam é crupiê do Jenner's e tem algumas particularidades que fazem dele um personagem muito interessante. Agora estou curiosa para ler sua história!

Já cheguei a mencionar a ordem correta de leitura das séries da Lisa Kleypas, mas não custa nada repetir: primeiro é preferível que se leia As Quatro Estações do Amor. Logo em seguida vem Os Hathaways e por último Os Ravenels. Claro que nada impede a leitura fora de ordem, eu mesma já estou lendo Os Ravenels antes de Os Hathaways, mas é sempre bacana ver os personagens sendo introduzidos na ordem correta.


A edição está linda e a modelo da capa é a cara da Evie, gosto assim. A diagramação segue o padrão da editora, com fonte e espaçamento confortáveis e não encontrei erros de revisão. As folhas, como de costume, são amareladas e de boa qualidade.

Pecados no Inverno foi uma boa leitura. Não morri de amores por Sebastian como 99% das leitoras, mas acontece. O bom é que meu reencontro com a Annabelle não foi tão ruim, por isso lerei os outros dois - tudo fora de ordem, mas lerei. 😅


Leia mais:

Segredos de Uma Noite de Verão

21 comentários

  1. Olá Tamires!!!
    Adorei o blog, e o post também! Não li muitos livros da autora, mas gosto bem da sua escrita mais fluida. Deu vontade de ler ;)
    Te convido a visitar meu cantinho
    Grande abraço
    EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

    ResponderExcluir
  2. Oi Tami, tudo bem? Da Lisa Kleypas eu só li "Os Hathaways" até hoje e adorei, elevei a autora ao posto de uma das minhas favoritas depois de concluir a série. Menina, eu jamais imaginava que um dos protagonista dessa série é o pai de um protagonista da última lançada pela autora... wow! Então, preciso ler na ordem, porque sou mega chata com essas coisas (hahahaha) e já sai do prumo quando li "Os Hatahaways" antes. Eu adoro protagonistas que deixam as leitoras suspirando (sou dessas, fazer o que, né.. hahaha) e meio que quero ler esse livro antes de todos. Que bom que a leitura foi boa por aí e até te motivou a ler outros livros que não leria antes.
    Beijos, Adri
    Espiral de Livros

    ResponderExcluir
  3. Oi Tami, tudo bem?
    Estou querendo ler esse livro, adorei sua resenha
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  4. Oi Tami,

    Quero muito ler essa série dessa Lisa Kleypas, mas tenho tantas na frente que nem sei quando eu vou ler rsrs.
    Bom saber mais da história.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  5. Legal você explicar a ordem, pois tem várias coleções que as editoras lançam os livros sem estar na ordem e quando lemos ficamos meio perdidas..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  6. Tami, é triste quando a gente espera encontrar o melhor crush literário e é apenas ok, né?
    Quero muito ler essa série desde que lançaram, mas acabei nem comprando ainda. E já comecei Os Hathaways com o primeiro livro, mas não continuei ainda. Sou enrolada e tem tanta coisa para ler!
    Hahahaha.
    Acontece, né?

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. sempre tive mt curiosidade em ler as series historicas dessa autora, gostei mt de conhecer mais esse livro

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  8. Oi Tami! Meu preferido dessa serie continua sendo o segundo. Quando li este eu estava com muito receio da transformação do Sebastian, acabei me surpreendendo como a Lisa condução da história, no final, curti!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oi Tami, tudo bem?
    Apesar de não ser imprescindível, acho bem importante ler na ordem. O segundo livro é importante pra série no geral, porque o Westcliff acaba sendo um dos personagens mais presentes/recorrentes na série. O primeiro livro é o piorzinho mesmo hahaha! Também não curto a Annabelle.
    Esse volume é o meu segundo favorito, perdendo somente pro da Daisy. Gosto muito da relação da Evie e do Sebastian.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. Amei sua resenha sobre esse livro, a série da Lisa sempre atrai bons comentários. Ainda não li, mas quero!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, Tamires.
    Eu comecei a série por esse livro e gostei bastante dos protagonistas. Não sabia que o Sebastian era assim tão comentado hehe, eu mesmo só achei legal da autora colocar o filho como protagonista de outra série, nada mais que isso hehe. Dessa série meu favorito é o segundo livro.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  12. Amei a sua resenha, fiquei com muita vontade de lê *-*

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  13. Oie Tami =)

    Tenho um birra enorme com a Lisa Kleypas que sei que preciso perder rs...

    Essa série me parece ser daquelas que evoluiu a cada livro, mas confesso que por mais que tenha curiosidade e conhecer as história, morro de medo de odiar tudo como odiei anteriormente.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Tami!
    Cam <3 Eu amo demais Os Hathaways. Eles são tipo os Bridgertons, só que mais doidos. Já deu pra imaginar..
    De 2019 não passa eu ler essa série. Não é possível que eu não consiga? HAHAHAHA
    Beijos
    Balaio de Babados
    Natal Literário 2018: 5 kits, 10 ganhadores. Participe!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Tami!
    Menina, eu sou muito lerda com os livros da Lisa. Acho que li um só e não fiquei com muita vontade de ler outros. Ainda mais com romance de época que eu estou tendo muita dificuldade para pegar o ritmo da leitura.
    Mas eu vim aqui hoje pra te dizer duas coisas: OBRIGADA por ter comentado lá no blog pra eu voltar. Confesso que foi isso que me fez estar aqui hoje <3
    Agora menina, comece a ler ACOTAR logo pelo amor de deus! Você precisa sofrer junto comigo!!!!!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  16. Oi Tami nunca li nada da autora, acho todas as capas dos livros dela lindas, quem sabe um dia eu coloque os livros dela na minha estante e possa fazer essa leitura.
    Beijos

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
  17. Oi, Tami!

    Minhas expectativas com esse livro eram tão grandes que acho que por isso acabei gostando um pouco menos que o esperado da história, mas ainda assim ela é muito boa, principalmente pelo crescimento dos personagens e pelo amor deles

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Tami,
    Eu não sou a maior fã da Lisa Kleypas, sabe? Mas tenho essa coleção aqui em casa que é da minha mãe. E que por sinal, ela adora! HAHAHA
    Acho que os romances de época precisam voltar a minha vida logo para eu suspirar mais, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Oie!
    Ainda não li nada da autora, mas só ouço falarem bem. Fiquei feliz em saber do crescimento da Evie, é muito bom quando isso acontece nas histórias. Não costumo ler romances de época, mas quero começar a ter esse hábito. Quem sabe no ano que vem eu não começo?
    Adorei a resenha.
    Beijos!

    Our Constellations

    ResponderExcluir
  20. Oi Tami,
    HAHAHA morri aqui com 'é tudo igua'l, quando se trata de personagens libertinos sempre penso assim também. (?)
    E nossa esse seu ranço com a personagem, eu também sou assim... mas eu não largaria porque sou trouxa.
    Fiquei curiosa pra ler esse, já que o boy é super endeusado...
    Essa é uma das capas que eu acho mais bonitas dessas séries aí.

    até mais,
    Nana e Leticia - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  21. Oi
    ainda não li essa serie, tenho curiosidade com eles e com os romances de época da autora, por enquanto só li o contemporâneo, a protagonista parece ser legal e que bom que ela não gagueja muito nesse.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir