20 de janeiro de 2019

Cinema | Minha Vida em Marte


Lançamento: 25 de dezembro de 2018

Duração: 1h 50min

Direção: Susana Garcia

Gênero: Comédia

Elenco: Mônica Martelli, Paulo Gustavo, Marcos Palmeira, Lucas Capri, Ricardo Pereira, Fiorella Mattheis, Heitor Martinez, entre outros.

Saiba mais: IMDb - Filmow
Sinopse: Fernanda está casada com Tom, com quem tem uma filha de cinco anos. O casal está em meio ao desgaste causado pelo convívio por muitos anos, o que gera atritos constantes. Quem a ajuda a superar a crise é seu sócio Aníbal, parceiro inseparável durante a árdua jornada entre salvar o casamento ou pôr fim a ele.

   

Eu não sou fã de comédia. Poucos são os filmes que me fazem rir, deste modo, quando quero me divertir e dar boas risadas, acabo assistindo algo que já assisti inúmeras vezes, como é o caso do filme As Branquelas, por exemplo. Não costumo rir com comediantes, geralmente acho uma forçação de barra embaraçosa, porém, como há exceção para tudo, Paulo Gustavo é a minha. Se ele está no elenco de algum filme, eu com certeza vou assisti-lo.

Minha Vida em Marte é continuação de Os Homens São de Marte... e é pra lá que eu vou!, filme de 2014. Mas calma, se você não assistiu ao primeiro filme não se preocupe, Minha Vida Em Marte pode ser assistido tranquilamente como um filme isolado. Ainda mais divertido e irreverente que o primeiro, o filme dirigido por Susana Garcia passa uma mensagem muito importante para nós mulheres: nós nos bastamos!

Aqui nós vamos reencontrar Fernanda (Mônica Martelli), uma cerimonialista que vê seu casamento com Tom (Marcos Palmeira) entrar em uma grave crise conjugal. Com a ajuda de Aníbal (Paulo Gustavo), seu melhor amigo, sócio e fiel escudeiro, Fernanda tenta reacender a chama da sua relação, mas o que fazer quando essa chama tão necessária já se extinguiu de vez?


Este é o pontapé inicial desta comédia que se tornou um dos meus filmes favoritos, tanto que já assisti duas vezes, uma com meu Aníbal particular - beijo, amigo - e outra com a minha mãe - beijo, mãe. A produção, que já foi assistida por mais de 3 milhões de espectadores, provoca risadas do início ao fim sem forçar a barra.

É muito fácil sentir empatia por Fernanda, interpretada pela maravilhosa Mônica Martelli. O filme é uma comédia, mas no fundo há uma certa melancolia, um sentimento natural que surge na iminência do fim de algo que deveria ser eterno. Mas é aí que está, o amor é eterno... enquanto dura! E aqui nós acompanhamos uma mulher descobrindo que o fim da sua relação não significava o seu fim. Vale a pena nos esforçarmos tanto para salvar um relacionamento só por termos medo da solidão? E digo mais, por que recai sobre as costas da mulher a responsabilidade da manutenção da felicidade conjugal? Fernanda cresce enormemente! Não digo que ela atinge o ápice do autoconhecimento, mas descobre muito mais sobre si na dor do que já havia descoberto na felicidade. Como é importante vermos uma mulher se descobrindo autossuficiente. Amar e ser amada é muito bom, mas antes de almejarmos isso precisamos entender de uma vez por todas que nossa felicidade não depende de homem nenhum, nunca!

E Fernanda não seria ninguém sem Aníbal, personagem de Paulo Gustavo que me fazia rir só com um olhar. Agora mesmo, ao escrever este parágrafo, eu estou sorrindo porque é impossível não lembrar de seu humor ácido e suas tiradas ferinas. Por conta do carisma do personagem, o espectador fica querendo ver mais; fica querendo ver sua trama pessoal ser desenvolvida, mas aqui é o momento de Fernanda brilhar. Porém, acho que o personagem tem um enorme potencial e merecia um filme só dele! Ouviu, Paulo Gustavo?


A produção está muito bem feita, só achei que há cortes de cena muito abruptos. O figurino de Fernanda é um show à parte, dependendo do estado de espírito da personagem ele pode ser sóbrio, sexy ou elegante, tudo na medida certa. Há tomadas lindas do Rio de Janeiro, onde os personagens moram, e de Nova Iorque.

Minha Vida em Marte é repleto de momentos icônicos e hilários. Destaco a cena da Síndrome de Sjogren e a cena de Aníbal pedindo comida por telefone em Nova Iorque, eu chorei da lágrima escorrer em ambas e cá estou eu dando risada novamente só de lembrar. 😂 Não tenham receio de assistir apenas por se tratar de um filme nacional. Já está mais do que na hora desse preconceito acabar, não é mesmo? Vocês não vão se arrepender e ainda vão se divertir à beça, podem apostar. E ainda vão sair do cinema com aquele sentimento de orgulho alheio, aquela vontade de abraçar Fernanda e falar: "Arrasou, mana!"


20 comentários

  1. Adoro os atores e já até imagino o quão divertido deve ser esse filme. Quero assistir!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tamiiiiiii!
    Eu lembro que assisti ao primeiro no cinema e gostei muito. Quando vi o trailer do segundo eu achei engraçado, mas não a ponto de me levar ao cinema. Mas acho que depois de tantos elogios eu vou. Até porque eu confio no seu julgamento do que é bom e ruim.
    Paulo Gustavo é muito ótimooooooo e a Monica Martelli é engraçada sem forçar a barra.
    Achei legal essa mensagem de que você precisa se bastar e pronto.
    Vou ver se consigo assistir essa semana ainda.
    :D

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, Tamires.
    Eu sou dessas que dá risada sozinha, então nem precisa ser comédia que já estou rindo hehe. E o Paulo Gustavo me faz rir sem nem abrir a boca, por isso já sei que vou amar esse filme. A Olivia já assistiu e amou. Acho que ultimamente nosso cinema tem entregado muitas coisas boas por isso tem que parar esse preconceito mesmo de não assistir porque é nacional.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Tamires, eu confesso que inicialmente não estava tão interessada neste filme mas depois de ler tantos elogios agora tenho vontade de assistir. Gostei muito da resenha.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Eu amo demais o trabalho desses atores, imagina o quão divertido deve ser o filme.


    Folhas De Netuno

    ResponderExcluir
  6. Tô doida para assistir esse filme, sério. É maravilhoso!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Thami! Tem muita gente que não gosta do Paulo Gustavo, mas eu adoro. Ainda não consegui ver esse filme, mas com certeza quero ver, adoro uma boa comédia!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Oi Thami!
    HAHA, SE TEM PAULO GUSTAVO eu ja vou ve kkk. Eu vi o trailer com a minha mae e a gente se acabou de rir. So no trailer. Estou esperando sair dos cinemas para conferir, mas com certeza ta na listinha. Os filmes desse cara é comedia impagável.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Tami!
    Menina, eu to com muita vontade de assistir esse filme! Só o trailer já me deixou animada e parece ser bem engraçado. Gosto dos filmes da Mônica e espero gostar desse também!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  10. AMEEEEEEEEEEEEEI ESSE FILME!!! Eu assisti ele porque não consegui ver Bumblebee, mas eu não me arrependi porque esse filme é maravilhoso. Eu adorei ver a Mônica como uma protagonista que estava se descobrindo solteira aos 45 anos, sensualizando, curtindo novos amores e o Aníbal, sempre ao lado dela, a incentivando a tudo.

    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tami!
    Menina, nem sabia que era continuação.
    Eu não curto muito comédia nacional porque é muito apelativa. Mas vejo que esse filme passa muito longe isso.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  12. Olá Tamires,

    Eu tenho um pé atrás com as comédias nacionais e com esse não era diferente, mas depois da sua resenha já quero assistir....bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Oiee!

    Eu confesso que tenho um certo "preconceito" com filmes brasileiros, especialmente no caso de comédias que parecem só falar de sexo, e ser cheia de palavrões... mas eu assisti alguns filmes com o Paulo Gustavo, e diferente do que imaginava, achei bem engraçado.

    Bjão ♥
    Início de Conversa

    ResponderExcluir
  14. Oi
    que bom que gostou de assistir e divertiu, quero assistir ele, pois só de ver o trailer eu já dou risada com o Paulo Gustavo, mas para assistir vou ter que esperar, mas gostei de ver sua opinião.

    https://momentocrivelli.blogspot.com/2019/01/novo-layout.html

    ResponderExcluir