8 de junho de 2019

Resenha | Já Disse Que Te Amo? - Estelle Maskame


eBook cedido em parceria com a editora.

Autora: Estelle Maskame

Tradutor: Alves Calado

Série: Já Disse Que Te Amo #1

Número de páginas: 357

Ano: 2019

Editora: Arqueiro

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Eden Munro foi para a Califórnia aproveitar o sol, as praias e celebridades. Seria um verão maravilhoso se ela não tivesse que conhecer sua nova família, repleta de estranhos: um pai que não vê há três anos, uma madrasta simpática até demais e três irmãos postiços.

Na casa chique, ela vai ter que ficar bem ao lado do quarto de Tyler Bruce, o mais velho dos irmãos. Ele tem olhos verdes que transbordam raiva e sarcasmo, um ego maior que uma mansão de Beverly Hills e cara de poucos amigos. Eden nunca tinha conhecido alguém tão desagradável e tão... intrigante.

Aos poucos, Eden tenta entender o que faz de Tyler uma pessoa tão envolvente quanto o clima da Califórnia. Em meio às festas e às novas amizades, ela percebe que está se apaixonando pela única pessoa que não deveria.


Você tem razão. Eu estou perdido. Estou completamente perdido nesse mundo de merda.

Eden Munro se surpreendeu quando David, seu pai, a convidou para passar as férias de verão em Santa Mônica, Califórnia, depois de passar três anos sem dar notícias. David agora está casado com Ella, que tem três filhos de um outro relacionamento: Tyler, Jamie e Chase. Eden não está disposta a facilitar as coisas, pois não aceita o fato de ter sido abandonada. Assim que vê o tipo de vida que o pai está levando, muito mais abastada do que quando ainda estava casado com sua mãe, ela fica ainda mais magoada.

Muita coisa pode mudar em três anos. Há três anos eu era oito centímetros mais baixa. Há três anos meu pai não tinha fios grisalhos perceptíveis no cabelo. Há três anos este não seria um momento esquisito.
Tento dar meu sorriso mais fofo, para não ter que explicar por que há um desgosto permanente desenhado nos meus lábios. É sempre muito mais fácil sorrir.

Para surpresa de Eden, Ella a recepciona muito bem, assim como Jamie e Chase. Porém, o mesmo não pode ser dito sobre Tyler. O filho mais velho de Ella tem uma personalidade muito difícil e parece estar sempre com raiva. Ele não faz a mínima questão de ser simpático com Eden, deixando sempre claro seu descontentamento com a presença da jovem.

Eden acaba fazendo amizade com o mesmo grupo de amigos de Tyler, o que faz com que eles passem a conviver mais do que ela gostaria. Ela fica muito próxima de Rachael, Meghan e Tiffani, esta última namorada de Tyler e abelha rainha do grupo.

Em meio a festas e passeios cinematográficos, Eden vai ficando intrigada com seu novo irmão postiço. A relação não melhora, a implicância mútua continua, e quando um beijo repentino acontece, as coisas ficam ainda mais complicadas. Quando Tyler confessa que tem sentimentos por ela, Eden fica super confusa, ainda mais quando ele diz que não pode terminar o namoro com Tiffani para ficar com ela.


Eden sabe que ninguém aceitaria um relacionamento entre eles. Por mais que não fossem parentes de verdade e que não se conhecessem até pouco tempo atrás, não era o tipo de relação que seria vista com bons olhos. Porém, são sentimentos fortes demais para serem ignorados.

— Você não entende? Você não é minha distração. Este sou eu, Eden. Este aqui. Agora. Você está me deixando louco, mas não me importo, porque sou eu. E o que amo em você é que posso ser louco à vontade do seu lado, porque confio em você. Você foi a única pessoa que se importou em me decifrar.

Eles precisam encontrar uma maneira de fazer as coisas darem certo, mas primeiro Tyler precisa enfrentar os próprios problemas. Porém, o segredo deles acaba sendo descoberto, e o desfecho das férias de verão pode ser pior do que Eden inicialmente imaginava.

••••••••••

Já Disse Que Te Amo? é o primeiro livro da trilogia homônima escrita pela autora Estelle Maskame. A história de Eden e Tyler foi escrita originalmente no Wattpad e conquistou milhares de leitores, ganhando mais tarde as prateleiras das livrarias e chegando agora no Brasil através da Editora Arqueiro. Compreendo o porquê da história ter se tornado tão popular, pois aqui temos uma fórmula que quase nunca falha. Juntando o clichê do enredo ao fato da escrita da autora ser incrivelmente fluida, temos a combinação perfeita: um livro que agrada e entretém... até certo ponto.

Eu sou uma leitora assídua de New Adults e já conheci uma penca de boys lixo da literatura, porém, aqui o problema é ainda mais grave. Já Disse Que Te Amo? é um Young Adult. Eden tem apenas dezesseis anos e Tyler dezessete. Um relacionamento abusivo será sempre abusivo, não importa a idade das partes envolvidas; porém, quando o público-alvo são adolescentes/jovens adultos, o cuidado deve ser redobrado. Estelle Maskame erra ao criar um protagonista violento, volúvel e extremamente manipulador. Erra ao fazer a sua protagonista perdoar toda e qualquer estupidez dele para com ela. Erra ao justificar o injustificável com algo mais injustificável ainda. A autora é muito nova e imagino que ela tenha colocado nas páginas de seu livro algo que estava acostumada a ler, e aí está o perigo da reação em cadeia. Esse tipo de relacionamento não é normal. Não é bonitinho. Não é aceitável. Não é saudável. E me assusta ver que pessoas estão achando tudo lindo e maravilhoso. Não. Não é!

Há outras coisas preocupantes como o abuso de álcool e drogas. Rachael é praticamente uma alcoólatra e não vi isso sendo discutido. Seria tão mais interessante mostrar o que o abuso dessas substâncias pode causar, mas não. É a bebida pela diversão, como se somente bêbados eles pudessem aproveitar a vida. Cada um dos novos amigos de Eden tem um problema que me incomodou, é um grupo extremamente problemático, com desvios de caráter e um potencial autodestrutivo.

Eden é uma boa menina. Ela está magoada com o abandono afetivo do pai e está meio ressabiada com a nova configuração familiar. Ela bate muito na tecla do divórcio, do fato do pai não tê-la procurado por três anos, mas não há um embate entre eles e isso faz falta. Senti que havia a necessidade de uma conversa franca, dela expor o quanto estava magoada, dele pedir perdão e explicar os motivos que fizeram com que ele não a procurasse mais. A relação deles deveria ter recebido uma maior atenção, pois teria deixado a história mais rica e construtiva.


Tyler e Eden têm química juntos e funcionariam muito bem como casal se a relação não fosse tão tóxica e preocupante. Não torço para que eles fiquem juntos, de verdade. Eden tem uma opção muito melhor! Mas lerei a continuação apenas para ver onde a autora quer chegar e como vai ser a virada do personagem.

Eu li o eBook e a formatação está ótima como sempre. Encontrei alguns errinhos de revisão, mas não é nada que atrapalhe a fluidez da narrativa. Inicialmente eu não tinha curtido a capa, mas depois vi que ela transmite bem a atmosfera da história. O livro é narrado por Eden e acho que a trama se beneficiaria do POV de Tyler. Há um livro onde ele conta sua própria história, mas achei a ideia da divisão equivocada. Saber o que ele sente nesta história poderia humanizar o personagem.

Nada justifica um comportamento violento - gritos, grosserias, socos em paredes e arremessos de objetos -, mas alguns demônios são superáveis. Se você quer me vender uma história de amor entre um personagem assim e uma menina, me mostre o que há além! Não jogue um trauma no meu colo e espere que eu sinta pena. Pois eu acho sim que em certos casos há salvação, mas para isso precisamos saber com o que estamos lidando e é preciso mostrar que o amor, sozinho, não cura nada. Isso é uma utopia perigosíssima.

No mais, Já Disse Que Te Amo? foi uma leitura bem problemática, mas admito que a autora tem talento. Ela se equivocou, mas é jovem e com a maturidade vem o discernimento. Espero que em Did I Mention I Need You?, segundo volume da trilogia ainda sem previsão de lançamento por aqui, ela tenha acertado mais do que errado.


28 comentários

  1. CARAMBA, que PROBLEMÁTICO! Uma grande perda na possibilidade de discutir temas tão importantes e que não devem ser banalizados assim. Espero demais que a autora chegue nessa evolução que pontuou e que mostre isso nas próximas obras. Suas ponderações foram incríveis, como sempre!

    semquases.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tami!
    A capa já me desestimulou nessa história. Agora que não leio mesmo porque achava que era um casal cada livro. Não tenho mais paciência para arrastar a história de um casal por três livros...
    Beijos
    https://balaiodebabados.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até tô curtindo a capa agora, mas realmente uma trilogia de um mesmo casal já não me agrada tanto também.

      Excluir
  3. Olá, Tamires.
    Eu estou em um grupo no facebook onde sempre se debate relacionamento abusivo nos livros e uma das garotas comentou que sobre um livro de parceria de uma editora que quando ela falou sobre isso com eles, eles simplesmente disseram que publicam o que o povo gosta de ler. Essa é nossa realidade infelizmente, o povo gosta de ler sobre caras que maltratam as mulheres e depois "mudam" por amor. Eu não leio livros com histórias do tipo. O problema já começa em a garota se apaixonar por alguém que só trata ela mal. Como pode isso? E dai em diante só vai ladeira a baixo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Tami! Eu não estava muito animada para ler por ser série, este tipo de história eu acho que se conclui bem em um volume e depois vira enrolação. Salvo uma obra ou outra, eu não tive boas experiências. Sobre a exaltação do relacionamento abusivo, foi o que me fez de fato optar por não conferir. Boa semana! Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos ver o que a autora vai aprontar nos próximos volumes...

      Excluir
  5. Oi Tami
    Falou tudo! Já li muitos new adults e esse negócio de sempre ter bebida pra divertir os jovens, casal com relacionamento abusivo por parte do mocinho... isso tudo sempre me irrita mas somente por agora comecei a abrir mais os olhos pra esse tipo de situação. Acho que quando o personagem é bem desenvolvido e tem essas falhas, conseguimos vermos sua construção e mudança, mas pelo visto essa não cola. Tô fugindo de trilogias e do tipo de livros então fui KKK
    Beijo!

    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conforme vamos ganhando maturidade vamos abrindo os olhos para muitas coisas. É super normal!

      Excluir
  6. Oi Tami, que pena, mais um livro da Arqueiro não tão bom, eu acho que até leria pela sinopse, mas eu acho que passaria um pouco de raiva no desenvolvimento. Mas vou ficar de olho na autora, quem sabe outros dela sejam interessantes.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi Tami, tudo bem?
    Que pena que a experiência te decepcionou. :(
    Eu não consigo me empolgar com NAs, infelizmente. Leio resenhas, de vez em quando até dá uma curiosidade (pela empolgação da resenha), mas nunca a ponto de me fazer ir atrás da obra.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  8. Essa é aquele tipo de história que tinha tudo para dar certo, mas não dá. Os assuntos são bem interessantes, uma pena a autora não ter os desenvolvido melhor!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  9. Oi Tami!
    Sinceramente, não é nenhuma surpresa a nota desse livro KKKKKKKKKKKKK. Eu li a sinopse e já achei ruim, o livro então KKKKKK. Sem paciência pra esse romance clichezão sem pé nem cabeça. Uma amiga minha pegou de parceria. Solamentos por ela KKKKKKKK.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Meu deus, quanto erro e desserviço para jovens leitores! É realmente uma pena que editoras aceitem publicar livros sem filtrar e pensando apenas em vender... resenha excelente nos argumentos, adorei!

    Beijo
    http://www.leiapop.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tami!

    Iih.. quando cheguei na parte que você conta de Tyler ter uma namorada e "não poder" terminar com ela para ficar com Eden, eu já risquei o livro até mesmo da possibilidade de lê-lo um dia. Triângulo amoroso pra mim não rola, e quando envolve um relacionamento abusivo e tóxico, pior ainda. Absolutamente nada justifica mesmo um relacionamento onde a pessoa grita, xinga, bate, ou diminui a outra pessoa. Somos melhores do que isso, e merecemos alguém que nos trate bem e nos faça de fato felizes. É como você falou, como a autora que escreveu é nova, podemos relevar, porque o que eu lia antigamente e considerava normal, hoje já tenho uma outra visão, e provavelmente acontecerá o mesmo com ela, mas isso é realmente muito ruim para as pessoas que leem e não encontram o que há de errado nesse tipo de "amor". Adorei a resenha, uma pena a personalidade do protagonista ser assim, porque a premissa tinha muito potencial.

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não chega a ser um triângulo amoroso, mas a Eden não tinha nem que cogitar continuar com ele. Primeiro porque ele é descontrolado e segundo porque como assim ele não pode terminar? Pra cima de mim não! Hahahah

      Excluir
  12. Oi Tami!
    Eu já não tinha me interessado por esse livro pela capa e sinopse, é um enredo que já não me chama a atenção mais.
    E ainda tem relacionamento abusivo? Agora eu passo msm!
    Tinha pensado que era um NA, o fato de ser YA de fato torna mais grave ainda a situação...
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Quando um autor aborda alguma coisa prejudicial como o abuso de drogas ou álcool, o que esperamos é que seja mostrado o lado ruim para que os leitores não achem que tudo isso é legal. Seria negativo essa leitura por mim também por causa deste ponto.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, e ainda deixaria a história muito mais rica!

      Excluir
  14. Ola
    Esse e um assunto que deveria ser tratado com muita seriedade pela autora
    Ainda mais que os personagens centrais são ainda adolescentes
    Não se deve romantizar esse tipo de relacionamento Todo relacionamento tem que ter por base o respeito amor e dignidade
    Ok e só um livro mas não podemos negar que podemos ser influenciados por aquilo que lemos ainda mais se formos jovens demais
    Tomara que nos livros futuros a autora trate esse tema. Com a responsabilidade que e necessário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelentes colocações, Eliane! Espero realmente que a autora reveja seus conceitos em seu próximo trabalho.

      Excluir