1 de outubro de 2019

Resenha | The Play - Elle Kennedy


ARC gentilmente cedida por Nina Bocci.

Autora: Elle Kennedy

Série: Briar U #3

Número de páginas: 422

Ano: 2019

Publicação independente

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: O que eu aprendi após as distrações do último ano custou ao meu time de hóquei nossa temporada inteira? Sem vadiagem. Sem vadiagem e ponto final.

Como novo capitão do time, eu preciso de uma nova filosofia: hóquei e faculdade agora, mulheres depois. O que significa permanecer no celibato... não importa quão difícil as coisas se tornem.

Mas não há nada no manual que diga que eu não posso ser amigo de uma mulher. E eu não vou mentir - minha nova colega de classe, Demi Davis, é uma garota muito legal. Sua esperteza é muito atraente, assim como todo o resto, mas o fato dela ter um namorado elimina a tentação de tocá-la.

Exceto que após três meses dessa amizade, Demi fica solteira e está à procura de diversão.

E ela está fazendo um jogo comigo.

Evitá-la é impossível. Nós somos colocados juntos em um longo projeto da faculdade, mas estou confiante de que posso resistir à ela. Nós nunca daríamos certo de qualquer maneira. Nossas origens são muito diferentes, nossos objetivos não se alinham e os pais dela me odeiam.

Esse envolvimento é uma ideia muito ruim. Agora eu só preciso convencer meu corpo - e meu coração.


Avoiding temptation is the only way to keep my head in the game...
Evitar a tentação é a única maneira de manter minha cabeça no jogo...

Hunter Davenport teve seu coração partido e não soube lidar muito bem com isso. Ele mergulhou em uma vida desregrada, repleta de festas, mulheres e sexo. É claro que em algum momento ele acabaria enfrentando as consequências de seus atos, ele só não esperava que a bomba fosse explodir durante um dos jogos mais importantes da liga universitária de hóquei. Seu time acaba perdendo a chance de ir para o Frozen Four e Hunter sente-se extremamente culpado. Como penitência, ele decide que vai se manter no celibato, nada de curtição até o final da temporada. Ele quer se redimir e ser um exemplo para seus companheiros de time, principalmente agora que foi escolhido como novo capitão.

I made a promise to myself, and to my team, although none of them asked me to do it and they all think I'm insane for even attempting abstinence. Matt flat-out stated he doesn't believe that me setting aside my sexual urges is going to impact our hockey games in the slightest. But I think it will, and for me it's a matter of principle.
Fiz uma promessa por mim e por meu time, embora nenhum deles tenha me pedido para fazê-la e que todos pensem que sou louco por tentar a abstinência. Matt afirmou claramente que não acredita que o fato de eu deixar de lado meus impulsos sexuais vai ter algum impacto em nossos jogos de hóquei. Mas eu acho que sim, e para mim é uma questão de princípio.

Demi Davis namora o mesmo cara, Nico, desde os treze anos. Disciplina para ela é algo fundamental, já que pretende entrar em uma das escolas de medicina mais concorridas dos Estados Unidos. Ela é fascinada pela mente humana e é viciada em programas sobre psicopatas, por isso uma das aulas mais esperadas por ela é a de Psicologia Anormal. Assim que coloca os olhos em Hunter ela logo se precipita em seu julgamento, até mesmo porque TJ, um de seus melhores amigos, afirma que o capitão do time de hóquei não passa de um pegador inveterado.

Por ironia do destino, Hunter e Demi acabam se tornando uma dupla em um projeto da aula de Psicologia Anormal onde um deles terá que ser o analista e o outro o paciente durante diversas sessões de análise, o que significa que eles terão que passar algum tempo juntos. Demi espera que ele colabore e que deixe a farra de lado, porém, qual não é a sua surpresa quando ele admite que está em abstinência. Já Hunter encara a tarefa numa boa, pois, apesar de ser muito bonita, Demi é comprometida.

A convivência faz com que eles se conheçam melhor e, com o passar das semanas, os dois tornam-se grandes amigos. Eles têm liberdade um com o outro, algo que surgiu naturalmente e que torna a amizade deles ainda mais bacana. Hunter está satisfeitíssimo com esse arranjo, pois pode manter Demi em sua vida sem se preocupar em estragar tudo.

Acontece que algum tempo depois, Nico pisa na bola e Demi acaba terminando o namoro. Depois de absorver o término, a jovem começa a olhar para Hunter com outros olhos. Hunter, por sua vez, precisa ser forte para resistir a tentação. Ele não quer perder a amizade de Demi e tem certeza que isso vai acontecer caso eles se envolvam. E ainda tem a questão do celibato, que ele quer manter a todo custo.

Demi está disposta a jogar. Hunter não está disposto a perder. Neste jogo de sedução, quem será o vencedor?

"Promise me this will never change."
"That what will never change?"
"That you'll never want to sleep with me," he says dramatically.
The sheer arrogance... I release a sigh of my own and reach over to pat his stupidly muscular arm. "I promise I will never want to sleep with you, Hunter."
"Me prometa que isso nunca vai mudar."
"O que nunca vai mudar?"
"Que você nunca vai querer dormir comigo", diz ele dramaticamente.
A pura arrogância... Solto um suspiro e estendo a mão para acariciar seu braço estupidamente musculoso. "Eu prometo que nunca vou querer dormir com você, Hunter."

••••••••••

É com o coração apertado que começo esta resenha, pois, neste primeiro momento, The Play encerra a história dos jovens alunos da Briar, uma fictícia universidade da Ivy League americana que aprendemos a amar. Mais uma vez tive a sorte de receber a ARC e devorei a história de Hunter e Demi com aquele sentimento agridoce da despedida.

Nesta altura do campeonato vocês já devem saber que tanto os livros desta série quanto os da série Amores Improváveis podem ser lidos isoladamente, porém, as histórias são sim interligadas e neste volume isto fica ainda mais pronunciado, visto que a história de Hunter começou a ser contada lá em The Chase. Em The Risk ele ficou sumidinho justamente por não ter lidado bem com os acontecimentos do primeiro livro, e agora em The Play nós acompanhamos a maneira que ele encontra para lidar com as consequências de seu comportamento.

O celibato de Hunter é muito engraçado e rende ótimos momentos. Vê-lo tentando driblar as tentações e as investidas femininas é hilário! E o engraçado é que o leitor fica dividido, pois se por um lado queremos que ele mude de ideia, por outro ficamos naquela torcida para que ele consiga chegar ao final da temporada imaculado. E não pensem que o comportamento de Hunter envolve somente um cunho sexual. Ele acredita não saber lidar com o ambiente que envolve o hóquei - dinheiro, fama, mulheres - e até mesmo por isso não quer se tornar um jogador profissional, apesar de ser um dos melhores jogadores da liga universitária. Há outras coisas envolvidas e gostei muito de como Elle trabalhou isso na história, através das "sessões de terapia" entre os dois personagens.

Demi é uma personagem nova, nunca apareceu nos volumes anteriores e fiquei com um pouco de receio de demorar a me conectar com ela. Porém, é de Elle Kennedy que estamos falando e essa mulher sabe o que faz, né? Demi é filha de uma cubana com um afro-americano e sempre deu valor ao trabalho duro. Seus pais nunca tiveram nada de mão beijada e tudo foi conquistado através de muito suor. Ela sente uma enorme pressão para ser a filha perfeita e quer corresponder todas as expectativas de sua família, por isso acaba tomando atitudes pensando muito mais no que seus pais - principalmente seu pai - vão achar, e no processo vai deixando os próprios anseios em segundo plano.

O desenvolvimento da relação de Demi e Hunter é ótimo. A protagonista começa a história namorando e Elle faz questão de ressaltar a lealdade dela para com Nico. Demi acha Hunter bonito e vice-versa, mas a amizade deles inicialmente é totalmente platônica. Eles se adoram, se dão super bem e adoram estar na companhia um do outro. É somente quando as circunstâncias mudam que eles começam a olhar um pro outro de uma maneira mais carnal. A partir deste momento, começa um show de provocações e provações, pois Demi quer ficar com ele e sabe que ele quer ficar com ela. O querer não é um problema para Hunter, o problema é o celibato que ele insiste em manter.

Se formos comparar este livro com os demais volumes da série, há menos cenas hot, mas as mesmas são muito envolventes e dá aquele calor que só Elle sabe nos proporcionar. 🔥🔥🔥

Para a felicidade dos leitores, há participações de quase todos os personagens dos livros anteriores. E lembram que no início da resenha eu mencionei que a princípio este seria o último volume do universo Briar? Eu disse isso porque houve a introdução de outros personagens super promissores! Conor, um deles, teve bastante destaque e acredito que isto não aconteceu aleatoriamente. Outro personagem que rouba a cena é Bucky, um novo jogador do time de hóquei da Briar que possui a mesma inocência e falta de noção de Hollis, um dos meus personagens favoritos que infelizmente não vai ganhar um livro para chamar de seu. Pax e TJ, amigos de Demi, também são interessantes e gostaria de ter visto uma maior participação do primeiro. O segundo tem uma trama mais sombria e eu sabia que tinha algo errado com ele desde o começo, mas confesso que fui surpreendida com o rumo de sua história. Mas agora sendo bem sincera, o personagem secundário que rouba mesmo a cena é Pablo Eggscobar, um ovo de estimação que me fez chorar de rir!!! 😂

O livro será oficialmente lançado no dia 7 de outubro e acredito que a Paralela irá publicá-lo ainda no primeiro semestre de 2020. Como já é de praxe, os capítulos são narrados em primeira pessoa e os pontos de vista se alternam entre os dois protagonistas. A escrita de Elle segue evoluindo! Eu puxo mesmo sardinha pro lado dela porque essa mulher tem o dom de conquistar até quem não gosta do gênero que ela escreve. Seu tempo de comédia neste livro está ótimo e largar o livro torna-se uma tarefa praticamente impossível.

The Play fecha a trilogia Briar U com chave de ouro. Espero que a Paralela agora comece a publicar as séries antigas da autora. Não deixem essa mulher escapar, senhores!


Leia também:

O Acordo
The Risk

36 comentários

  1. Oi Tami,
    Que saudade de um bom livro escrito pela Elle Kennedy!
    Há algum tempo venho lendo resenhas negativas sobre as obras dela, mas eu gosto tanto da escrita dela... Tomara que a Paralela lance logo por aqui!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só se for da duologia dela com a Sarina, porque até agora só vi resenha positiva de todos os livros solo dela. Rs

      Excluir
  2. Oi, Tami! Desde janeiro esperando ansiosamente por esse lançamento. Vou até me arriscar a tentar ler em inglês porque a Paralela vai demorar horrores para lançar e não sei se dá pra esperar mais. Eu adorei o Hunter, nem lembrava o que tinha acontecido com ele kkkk mas não vejo a hora de ver sua história ser contada. Triste saber que o TJ não vai ter sua história (é o namorado da Rupi né? Acho que tô me esquecendo os nomes), mas vida que segue.
    Odeio terminar séries porque fica aquele sentimento de que algo está acabando, dá até vontade de chorar e implorar para a autora fazer mais. Tomara que tenha outras para gente acompanhar.
    Beijo!
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tami!
    Pablo Eggscobar melhor personagem e somente minha opinião que importa haahhahha
    Acho que tudo que eu teria para falar já discutimos no whatsapp, mas que ainda torço por uma história da Hazel com Brooks, eu torço kkkkk
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Oi Tami! Este mês vou ler The Risk e estou com as expectativas lá no alto, mas este aqui também me deixou empolgada. Que chegue logo aqui.Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  5. Oi Tami!
    Logo logo ce a Luiza tao fundando um fandom BR dessa mulher. Eu pisco e ela escreve um livro novo pra vcs favoritarem e tietarem KKKK. Eu nao li nada dela mas de tanto q a Lu fala tenho vontade. A serie dos Amores Improvaveis ta na roda. Um dia ela sai.

    Abraços
    Emerson
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oii
    Ainda não conhecia, adoro livros assim porque sempre flui muito bem para mim. Voce Foi bem adiantada e já leu, entendo bem como é kkk, amei a resenha e espero que lace logo, gosto quando todos os volumes estão lançados antes de começar a ler.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda estou atrasada com The Risk, mas acho que vou curtir esse, Hunter é um bom personagem e eu gosto muito dos romances da Elle!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Oi, Tami!
    Cada vez mais curiosa com essa série. A escrita da autora parece ser bem desenvolvida e os personagens bem amorzinho.
    Vou esperar até que todos sejam lançados aqui para conferir.

    Beijos
    Construindo Estante || Promoção no Instagram

    ResponderExcluir
  9. Oi Tami,
    Eu queria que a Paralela publicasse aquela série da policial (??) que sempre vejo pela Amazon, tenho curiosidade pra conhecer.
    Ah, eu não gostei do Hunter em The Chase, mesmo nível de implicância com o Michael da série lá da Lauren Layne. Agora os dois livros de ambos parecem surpreender e sempre ótimos.
    Espero conhecer. The Risk tá aqui pra ler, pego já já.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Quero muito ler os livros da autora, pois vejo falarem super bem das estórias que ela escreve. Adorei tua resenha e fiquei doida para ler essa triologia!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  11. Bom saber que esse finaliza a história com chave de ouro. Adorei a indicação!

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  12. Fiquei bem curiosa para ler e saber que fim deu. É bom saber que quem está jogando é a Demi e não o boy e também que o livro te prende, sabendo desenvolver o relacionamento de amizade e interesse dos dois. Não li nenhum livro da série mas gostei muito da premissa desse.

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  13. Oi, Tami!
    Eu estou morrendo lendo as resenhas de vocês sobre esse livro! Acho que nunca esperei tanto uma segunda-feira só para poder comprar o e-book hahahaha Estou triste que pode ser o último livro, mas esperançosa que ainda tenha mais um spin-off. Não estou pronta pra abandonar meus bebês hahahaah
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  14. Olá!

    Me agrada bastante a autora ter decidido ser apenas uma trilogia, não me dou muito bem com séries longas.
    O primeiro livro dessa série super me agrada, mas pretendo ler a série que antecede essa, sou a louca que gosta de ler tudo na ordem, hahaha.
    Fiquei com dó do personagem por ele estar se culpando pela perda de seu time, também adorei o nome da personagem principal e o fato dela ser estudante de medicina chama a atenção.
    Adorei a sua resenha!

    www.pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Legal saber que é possível ler os livros separadamente, gosto de séries assim, que os livros funcionam bem juntos ou separados.
    Fiquei curiosa com o Pablo Eggscobar, hahahaha. Tomara que a autora libere pelo menos uns contos ou spin-offs da série né?! Pois essa é a segunda resenha positiva que leio sobre esse livro, então merecia uma continuação.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  16. Olá...
    Acredita que até hoje não li nada dessa autora? Pois é, mas, pelo que li em sua resenha vi que estou marcando bobeira, pois, ela escreve exatamente o tipo de leitura que curto... Vou anotar essa série na lista de desejados <3
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. Olá, Tamires.
    Sabe que não sou fã desse gênero, mas essa mulher me pegou de jeito e agora quero ler tudo dela hehe. Ainda não li nenhum dessa nova trilogia, assim que der vou comprar. Fiquei aqui imaginando as cenas dele tentando fugir da tentação hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  18. Oi Tami, tudo bem?
    Achei muito legal a ascendência da Demi. Normalmente vemos garotas bem padrão nas capas e histórias desse tipo de romance. E eu só imagino quão engraçado deve ser acompanhar um cara que era mulherengo tentando manter o foco no celibato hahaha! Parece bem bacana o livro.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  19. Gente, porque eu estava esperando 4 livros nesta série também??? Juro que ainda estava longe de me despedir deste universo. Eu estou bem curiosa com este livro e apostando muito nele porque os dois primeiros foram bem mais ou menos pra mim. Adorei saber que os personagens dos livros anteriores fazem sua aparição aqui e estou empolgada pra ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem?

    Acredita que sempre escuto falar dessa autora, porém ainda não li nada dela? Apesar de ter a primeira série, to enrolando para ler. Mesmo com tantos comentários a favor, to com aquele medinho de não curtir. Pelo que li da sua resenha, essa nova série é do tipo que adoro. Essa Série Briar U, pode ser lida antes de amores improváveis?
    Essa história despertou meu interesse, então acho que vou deixar meu medo de lado e me jogar nessas histórias!

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Oi Tami.
    Confesso que não ando numa vibe de ler new adults, mas a sinopse do livro me chamou atenção, e o seu resumo da história mais ainda. Lendo sua resenha fiquei com a sensação do livro ser mais do que a mera superficialidade dos NA de hoje em dia. Talvez eu dê uma chance ao livro, e também aos outros dois, porque eu adoro livros onde as histórias são independentes mas tem participações de personagens de outras histórias.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  22. Oie, tudo bem? É tão bom quando nos deparamos com uma história assim em que os personagens nos conquistam, ao mesmo tempo que prende nossa atenção e nos faz desejar que o livro continue por mais 100 páginas. Tenho lido muitos elogios sobre a autora, inclusive li opiniões sobre os livros anteriores e grande parte acha o trabalho da Elle incrível. É visível lendo sua resenha. Uma pena a história ter chegado ao último livro. Agora é aguardar outros lançamentos. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  23. Olá Tamires!!!
    Eu tenho que ler os livros da autora que estão na minha lista, mas ainda não fiz isso.
    Eu adorei seriamente esse livro e imagino que deve ser mesmo engraçado ver um cara mulherengo em pleno celibato rsrsrs
    Será mesmo que a autora vai parar com esse mundo mesmo dando possibilidades pra personagens secundários?? U.u
    Eu adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. Ainda não conhecia a escrita da autora, pela sua resenha parece ser uma leitura divertida pela situação em que a dupla é colocada, ainda mais com o Hunter, famoso mulherengo, tendo que evitar todo tipo de investida!!

    ResponderExcluir
  25. Oi, Tamires!
    Dessa série eu li o primeiro livro, e foi uma decepção para mim. Não sei, a história não me pegou, mesmo ele sendo do gênero que costumo ler. Não sei se eu não estava em um bom momento ou se era o livro mesmo. Só sei que terminei de ler pq não sou de abandonar livro, mas não tive nenhuma vontade de continuar a série.
    Fico feliz em saber que para você a série funcionou, é muito bom quando isso acontece.

    Beijos.

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Olá Tami, tudo bom?
    Acredita que nunca li nenhum dos livros da autora? Pois é! Mas pretendo mudar isto, visto que o carinho que você tem com a série me deixa curiosa! Esse livro em especial chamou muito minha atenção! Já quero ver esse mocinho mulherengo resistindo a tentação - ou se esforçando para. Saber que o livro é tão envolvente que é quase impossível de largar só fez me deixar mais curiosa! Adorei a resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  27. Oie Tami,

    Eu amei amores improváveis, mas não me conectei com o primeiro dessa serie ai desanimei um pouco, porem estou vendo que esse é uma personagem nova e isso chamou minha atenção, principalmente pelo fato da autora ter colocado a parte de psicologia no meio.

    www.coisasdemineira.com

    ResponderExcluir