7 de janeiro de 2020

Netflix | Spin Out


Título original: Spinning Out

Lançamento: 1º de janeiro de 2020

Episódios: 10

Duração média: 45 min

Criadora: Samantha Stratton

Gênero: Drama, Esporte

Elenco: Kaya Scodelario, Evan Roderick, January Jones, Willow Shields, Sarah Wright, Amanda Zhou, Will Kemp, Mitchell Edwards, entre outros.

Saiba mais: IMDb - Filmow
Sinopse: A esperançosa luta de uma patinadora artística para equilibrar amor, família e uma saúde mental frágil enquanto seu sonho de vencer toma um rumo vertiginoso.



Spin Out estreou na Netflix no início de janeiro. A série chegou de mansinho e quase não tem chamado a atenção, mas a produção original da Netflix possui uma história que merecia muito estar na boca do povo.

Aqui vamos acompanhar o drama de Kat Baker (Kaya Scodelario), uma patinadora artística que tinha um futuro promissor pela frente, mas que se vê presa em um transtorno de estresse pós-traumático que lhe persegue desde um grave acidente em uma de suas apresentações. Kat passa por um longo período de recuperação e precisa enfrentar a dura realidade de não conseguir mais executar elementos importantes do esporte. Uma opção viável seria se tornar uma treinadora, mas as coisas não saem exatamente como ela planejava.

Quando está prestes a desistir de tudo, Kat é convidada para fazer dupla com Justin Davis (Evan Roderick), um patinador talentoso e conquistador. Dasha Fedorova (Svetlana Efremova), treinadora de Justin, vê em Kat um incrível potencial apesar de todas as limitações atuais da patinadora e por isso resolve arriscar, pois sabe que, se conseguir derrubar as barreiras da atleta, Kat e Justin se tornariam uma dupla com chances reais de campeonatos.

No início, Kat recusa a oferta, pois, além de ter patinado sozinha durante toda a sua vida, ela sabe a fama que Justin carrega. Mas não demora muito até que seu amor pelo esporte fale mais alto, fazendo com que ela aceite a proposta de Dasha. O caminho de Kat rumo ao lugar mais alto dos pódios, entretanto, será longo e tortuoso.


Spin Out contém gatilhos relacionados a saúde mental e automutilação!

Confesso que comecei a assistir Spin Out somente pela patinação no gelo, esporte que eu acho lindíssimo, mas fui fisgada pela interpretação impecável de Kaya Scodelario e pela variedade de abordagens narrativas que a produção apresenta. Kat, personagem de Kaya, é bipolar assim como Carol (January Jones), sua mãe. Kat sempre tratou seu transtorno com muita responsabilidade, já que cresceu testemunhando a mãe enfrentar os altos e baixos da doença, assim como seu tratamento, de uma maneira muito relapsa. Isso, inclusive, é o principal motivo dos desentendimentos entre mãe e filha, cuja relação é extremamente delicada.

Inicialmente, Kat seria interpretada por Emma Roberts, que pulou fora do projeto um pouco antes do início das filmagens alegando conflitos de agenda. Eu gosto da Emma, mas Kat não foi feita para ela. Kat foi feita para Kaya Scodelario. Que entrega, senhoras e senhores! A atriz se jogou de corpo e alma neste papel e consegue mostrar toda a vulnerabilidade e instabilidade da personagem. Kaya já teve contato com temáticas parecidas em Skins, mas em desta vez sua atuação é mais visceral, real e dolorosa.

Esse foi meu primeiro contato com o trabalho de Evan Roderick, mas dei uma pesquisada e vi que ele já fez alguns trabalhos, como, por exemplo, alguns episódios de Arrow. E mesmo sem ser uma crítica especializada, arrisco dizer que o ator tem um grande futuro pela frente. Justin tem nuances muito delicadas e poderia facilmente cair na armadilha do "Antes eu sofria. Agora, sou fria."; mas felizmente o ator consegue se esquivar deste pobre artifício.

E o que falar sobre a química entre os personagens? 🔥 Kat e Justin funcionam muito bem juntos! Desde o início há uma tensão meio mal explicada que vai sendo esclarecida ao longo dos episódios. Há uma história por trás de toda a animosidade que os envolve, e Kat faz de tudo para que a mesma não se repita.

© Netflix
Devo destacar também outras boas atuações como a de January Jones como a descompensada Carol, que contribui - e muito - para com a instabilidade de Kat. Amanda Zhou também faz um bom trabalho como Jenn, melhor amiga de Kat. Acredito que com Jenn ou é oito ou é oitenta; ou o espectador a adora ou a odeia. Sarah Wright rouba a cena sempre que Mandy, madrasta de Justin, aparece. A personagem é uma fofíssima e encara de cabeça erguida todo hate gratuito que recebe.

Entretanto, nem tudo são flores. Spin Out é sim muito boa, mas peca em alguns aspectos e por isso não recebeu minha nota máxima. Há alguns momentos muito "adolescentizados" que não combinam com o que a série se propõe. Em outros momentos, há um exagero de desencontros entre Kat e Marcus (Mitchell Edwards), o que força um antagonismo exagerado entre este e Justin. As séries de patinação são muito bem coreografadas e sincronizadas, mas faltou capricho na finalização, pois em vários momentos é possível ver nitidamente que não é a Kaya patinando.

Em compensação, a ambientação é a coisa mais linda! Os personagens moram em uma cidade chamada Hawkley, em Idaho, mas as filmagens foram realizadas em Ontário, no Canadá. A maior parte das cenas se passam em um complexo que possui estações de esqui, o ringue de patinação, lagos, hotéis e restaurantes, e apesar do rigoroso inverno, onde os personagens estão sempre encapuzados, Spin Out é uma série aconchegante.

Gostei da representatividade e da diversidade étnica que temos em tela, algo muito importante que nem deveria mais ser uma exceção, e sim a regra. Além da bipolaridade, Spin Out aborda assuntos como abuso sexual de menores e racismo. Eu defino a série como uma mistura de Um Casal Quase Perfeito com Cisne Negro e gostaria muito que ela fosse renovada, pois há mais história para contar, mas para isso ela precisa de mais streamings. Então vamos ajudar? Vale a pena sentar e maratonar, eu garanto!


24 comentários

  1. Oi Tamires
    Gostei da indicaçao vou assistir sim bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tami
    Vi o trailr e você falando sobre a série, então já marquei de ver com a família. Só que eu não gosto da Kaya como atriz, os filmes que já vi dela são muto bleh, mas talvez eu mude minha opinião. Eu já assistira pelo tema, eu amo demais patinação no gelo, certeza que vou gostar!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tami!
    Não sei se vou conferir a série pois tenho um enorme ranço da Kaya, coitada ahahahhahaha
    E quanto à adaptação de Evelyn Hugo, se a Freeform bagunçar o negócio aí mesmo que eles vão falir de vez.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Essa história deve ser surpreendente e um drama e tanto! Ainda não conhecia.

    Beijos

    Imersão Literária

    ResponderExcluir
  5. Oi Tami, eu gosto da atriz e amo patinação no gelo, só que li críticas tão negativas que eu já tinha desistido rsrsrsrs agora vou dar uma olhadinha, vai que eu gosto rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É? Onde? Pois eu só li críticas positivas, salvo algumas ressalvas...

      Excluir
  6. Oi Tami, tudo bem?
    Pensei em Cisne Negro na hora em que vi o trailer!
    A série parece bem intensa e acho que a Kaya tem mesmo um potencial enorme pra esse tipo de papel (apesar de ser mega apagada em Maze Runner, última obra que assisti com ela).
    Assim que tiver um tempinho na agenda, pretendo espiar!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não assistir Maze Runner, então não sou capaz de opinar. hahaha

      Excluir
  7. Oi, Tami!
    Vi quando a série chegou, mas confesso que não me chamou atenção logo de cara. Suas considerações me fizeram ter vontade de conferir.

    Beijos
    Construindo Estante || Instagram

    ResponderExcluir
  8. Olá, Tamires.
    Como voltei a assinar a Netflix no começo do ano já vou colocar na lista aqui hehe. Eu vi tanto você como a Ale falando da série e já fiquei interessada. E também sou fã de patinação no gelo, por isso acho que vou gostar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Ei Tamires.
    Já quero muito assistir a série por motivos de Kaya, que atriz sensacional e carismática!!! Confesso que estava pensando que se tratava de uma série mais despretensiosa, porém vejo agora que aborda assuntos importantíssimos que devem ser discutidos na sociedade. Me conquistou!

    www.estupefaca.com.br

    ResponderExcluir
  10. Uau, não tinha visto nada sobre essa série, mas agora já quero muito assistir. A Kaya faz esses papéis de forma fenomenal. Tenho certeza que a personagem dela será minha favorita! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    Não ia assistir a série, até ler sua resenha. Depois dela fiquei muito interessada.
    Beeijoo!!!

    Grazy Carneiro
    Meus Antídotos

    ResponderExcluir
  12. Tantas pessoas falando dessa série que é claro que estou curiosa para ver. Já está na minha lista da Netflix. Adoro patinação no gelo.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Tamires, tudo bem?
    A trama parece ser interessante e seus comentários positivos, me deixaram curiosa. Dica anotada!! Feliz 2020!!!

    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oi Thami,
    Primeiramente, obrigada por me explicar o que é cliffhanger, haha. Agora sobre a série...
    Assim como você, eu também amo patinação no gelo, acho mega classudo, haha. Eu mesma tive problemas com automutilação, pois tenho depressão e TAG (transtorno de ansiedade generalizada), porém, hoje em dia séries, filmes e livros que abordam esse assunto já não são um gatilho pra mim, mas eu sempre me identifico com os personagens que sofrem com isso, e quando o assunto é bem abordado, acho válido mostrar ao público que saúde mental não é frescura.
    Eu gostei muito de conhecer essa série e da sua resenha, sem dúvida darei uma chance.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  15. Oi Tamires,
    Também maratonei essa série. Eu amo patinação e quando vi quer iria sair essa série fiquei contando os dias. Ela me pegou desprevenida com tanto assunto pesado, mas gostei mesmo assim. Também quero uma segunda temporada.
    Bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir