4 de maio de 2020

Resumindo e Quoteando - Abril

Oi, gente. Como vão as coisas? Eu estou sumida porque minha cabeça está com outras preocupações. Espero que todos estejam bem e estejam passando por este período turbulento com serenidade e boas vibrações.

Hoje é dia do vergonhoso resumo de abril, mas vim aqui na cara e na coragem mostrar meu flop. Vamos lá!


Leituras & Quotes

Como eu disse, estou com outras coisas na cabeça. Infelizmente esta quarentena está me afetando bastante. Meus pais são idosos, ambos tem comorbidades e tudo que tem que ser feito fora de casa depende de mim. Tudo isso tem afetado minha vontade de ler, por isso abril teve um péssimo saldo de apenas duas leituras, não consegui nem ler o livro sorteado da TBR, que tinha sido Razão e Sensibilidade, e também nem cheguei a escolher o livro pro projeto do Clube de leitura da Reese. Vou tentar compensar este mês, não prometo nada. E estou tão distraída neste aspecto que nem lembrava que tinha lido dois livros, na minha cabeça eu tinha lido apenas um. Mas vamos com fé que agora em maio as coisas vão melhorar e espero trazer um resumo bem recheado para vocês no próximo mês. 😉

Classificação: 

* Esse livro faz parte do meu projeto Reese's Book Club

A primeira leitura do mês foi The Proposal, que foi o escolhido para ser o representante do Clube de Leitura da Reese no mês de março. Como me atrasei, acabei finalizando o livro em abril e adorei. Uma história com diversidade e representatividade onde não temos nenhum personagem branco, aleluia arrepiei!!! É o segundo volume de uma série de - até o momento - cinco livros que podem ser lidos fora de ordem. O primeiro, Aliança de Casamento, foi publicado no Brasil pela Essência. Fiquei com um ótima impressão de Jasmine Guillory e com certeza lerei os demais. Resenha em breve!

"Eu passei tanto tempo com medo do amor, porque da última vez que eu me apaixonei, o homem que eu amava apenas amava uma parte de mim, não tudo de mim, e eu pensava que o amor significava ter que sacrificar uma parte de nós mesmos. Mas então eu estava com você, e você amou todas as partes de mim, até aquelas que eu não gosto. E isso me assustou mais ainda, porque eu pensei que deveria haver alguma armadilha e eu não poderia me permitir acreditar nela ou mergulhar nela. Então eu compreendi que não se tratava de uma armadilha.

Página 321

Classificação:

E a segunda e última leitura de abril foi Esperança, um livro que tinha chamado muito minha atenção no lançamento, mas cuja leitura não fluía de jeito nenhum. Foram necessárias três tentativas, e somente na terceira a leitura finalmente aconteceu. Foi uma leitura lenta, não nego, e meu estado atual contribuiu diretamente para torná-la mais lenta ainda. No geral eu gostei, apenas achei que em dado momento a história se perde um pouco... entrarei em detalhes na resenha.

— Não faça essa cara — repreendeu Gussie. — Eles têm dezenas lá, duas não vão fazer falta. Além do mais, a igreja é rica, eles tiram dinheiro dos pobres para vestir aqueles bispos todos com roupas chiques, a morarem em palácios e ficarem o dia inteiro sem fazer coisa alguma.

Página 167

Book Haul

A única aquisição do mês foi Bem-Vindos ao Paraíso, que comprei após ler resenhas bem promissoras no Goodreads. O livro é ambientado na Jamaica e conta a história de uma mulher negra que vende seu corpo para sobreviver e poder cuidar da irmã mais nova, tudo isso enquanto tem de lidar com o amor proibido que sente por uma outra mulher. Nem li ainda, mas já considero pacas.


Filmes & Séries

Se por um lado minhas leituras foram quase inexistentes, o mesmo não pode se dizer dos assistidos. Foram quatro séries maratonadas e três filmes!

Os destaques são, sem sombra de dúvidas, as primeiras temporadas de Breaking Bad e Eu Nunca.... Eu relutei muito para assistir a história de Walter White, mas que série boa da desgrama! Já estou na metade da segunda temporada e tenho certeza que a série vai se tornar uma favorita da vida. Já as peripécias de Devi Vishwakumar são uma delícia; ora a gente quer dar um puxão de orelha nela e ora a gente quer sentar e dar um conselho. É uma série muito divertida, com um elenco super diversificado e cheia de representatividade.

Outer Banks e Toy Boy não são séries ruins, mas também não são boas. A ideia é interessante, mas a execução nem tanto. O saldo, entretanto, foi positivo com ambas e espero que sejam renovadas.

Agora vamos às bombas. Sam Claflin, meu filho, o que você estava pensando quando assinou o contrato dessa desgraça chamada Um Amor, Mil Casamentos? Gente, o filme não é ruim, É MUITO RUIM! Me senti constrangida o assistindo, de verdade. Morte às Seis da Tarde até tem um bom enredo, mas a execução é pífia e as atuações são robóticas. Nas mãos de um bom diretor e de bons atores seria outra coisa. Por sua vez, 365 Dias só foi assistido para matar minha curiosidade, já que o livro que o originou faz um grande sucesso em alguns países. O filme é péssimo, só presta o sexo mesmo e olhe lá.


Postagens

        TBR 2020

        Como já adiantei, não li o livro de abril. O sorteado foi Razão e Sensibilidade e farei esta leitura este mês. Se der tempo, vou sortear mais um para tudo ficar certinho novamente.😉

        Janeiro - A Revolução dos Bichos
        Fevereiro - O Diário de Anne Frank
        Março - O Segredo do Meu Marido


        ••••••

        E vocês, o que leram em abril? 😘

        23 comentários

        1. Oi, Tami
          Tá super normal você tá de ressaca, até porque neste momentos temos prioridades né? Eu já quis ler Esperança mas essa capa é péssima e a história não me parece nada interessante. Eu tô assistindo bastante é Naruto, que eu resolvi rever com minhas irmãs.
          Espero que esse mês seja mais animador para todos nós. Beijo!
          https://www.capitulotreze.com.br/

          ResponderExcluir
          Respostas
          1. A história é interessante sim, mas tem momentos bons e ruins.

            Excluir
        2. Olá!
          Eu te achei bem produtiva nas leituras e séries, é bom desacelerar em alguns momentos da vida e amei o que você leu.
          Beijocas.


          https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

          ResponderExcluir
          Respostas
          1. Também acho que é bom desacelerar, mas é prefiro quando é uma escolha não algo involuntário assim. rs

            Excluir
        3. Oi, Tamires! Torcemos para este mês de maio a situação melhore para todos, pois a quarentena está causando muito desconforto à todos nós. Não se cobre tanto por você ter lido menos do que o habitual, afinal a situação é temerosa, e além do mais você tem de zelar pela seguranca de seus pais neste momento tão difícil. Força as coisas irão melhorar. Abraço!

          https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

          ResponderExcluir
        4. Oi Tami, eu ando tão devagar em tudo rsrsrsrs eu preciso reler A revolução dos bichos e 1984. Um maor e mil casamentos é péssimo mesmo, o pior do ano sem dúvida rs

          Bjs, Mi

          O que tem na nossa estante

          ResponderExcluir
          Respostas
          1. Nossa, demais. O Sam não estava bem na assinatura daquele contrato não...

            Excluir
        5. Olá,
          Minha tia tá dividindo a Netflix comigo, peguei ela esses dias assistindo essa Toy Boy só vi que tem um stripper e fiquei rindo.

          Eu Nunca eu já imagino que seja maravilhosa mesmo porque a Mindy é uma roteirista incrível, principalmente quando o tópico é ela mesma.

          até mais,
          Canto Cultzíneo

          ResponderExcluir
          Respostas
          1. Toy Boy tem história por trás dos strippers, só podiam melhorar a execução.

            Excluir
        6. Oi, Tami!

          Tempos terríveis esse que nos encontramos. Entendo as suas preocupações, ainda mais tendo na família pessoas que fazem parte do grupo de risco, mas vamos continuar orando para que eventualmente as coisas melhorem!
          Não conhecia ainda nenhum dos livros que você leu esse mês, mas fiquei interessada em ambos! Pensei em assistir "Eu nunca" também, mas não sei não se ia curtir :( tentar ver um episódio, porque pela sua nota, vale a pena haha

          xx Carol
          https://caverna-literaria.blogspot.com/

          ResponderExcluir
          Respostas
          1. Carol, eu acho praticamente impossível você não gostar de Eu Nunca. Não se engane pelo trailer.

            Excluir
        7. Olá, Tamires.
          Eu te entendo porque também moro com minha mãe idosa e com cormobidades. Fico morrendo de medo de ser a responsável por trazer a doença para dentro de casa, mesmo que só saio para ir até o mercado. Tem dias que até estou melhor, mas tem dias que bate uma angustia, um medo de morrer. E ainda tenho que lidar com grande parte da família que continua negando a doença dizendo que é invenção da globo para derrubar o bozo. Mas fazer o que né. No dia que estou bem leio até 2 por dia e depois fico quatro dias sem ler hehe.
          Ah estou gostando já de O Ceifador. Li 50 páginas em uma sentada.

          Prefácio

          ResponderExcluir
          Respostas
          1. Nem me fale, Sil. Ver as pessoas banalizando a doença às vezes me faz mais mal do que pensar na própria doença. É muita falta de amor ao próximo!

            Excluir
          2. AAAAAAAAA VOCÊ ESTÁ GOSTANDO DE O CEIFADOR!!!!!

            Excluir
        8. Oi
          bonito a capa de Bem-Vindos ao Paraíso, não conhecia, das séries eu assisti Eu nunca... e Outer Banks e curti eles.
          Esperança está na minha lista de desejado e chama a minha atenção.

          http://momentocrivelli.blogspot.com/

          ResponderExcluir
        9. Eu acho super linda essa capa de Bem-vindos ao Paraíso.
          No 365 Dias realmente só presta o sexo e o cara no sexo, porque a outra parece que tá tendo um derrame
          Beijos
          Balaio de Babados

          ResponderExcluir
          Respostas
          1. Mas foi só nele mesmo que eu prestei atenção! hahahaha

            Excluir
        10. Eu também não estou lendo tanto quanto gostaria, mas o bom é ler pelo menos um pouquinho. Adorei sua aquisição também :)

          www.vivendosentimentos.com.br

          ResponderExcluir
        11. Adorei o termo "quotiando".
          Estou lendo bastante, porém, às vezes me sinto um pouco desanimado por estar distante de outros leitores, adoro discutir literatura e em tempos de pandemia a discussão/ troca de experiências literárias presencial não se faz viável.
          Abraços.


          Wall's Books
          https://wallsbooks.blogspot.com/

          ResponderExcluir
        12. Olá Tamires,


          Todos esses acontecimentos acaba com o psicológico de todos, no seu caso com os pais de mais idade pior ainda, mas se Deus quiser vamos sair dessa.

          Eu quero muito ler Bem-vindos ao paraíso, parece interessante e a capa é bem legal.

          Beijos.


          http://devoradordeletras.blogspot.com/

          ResponderExcluir