15 de julho de 2020

Netflix | The Old Guard


Título original: The Old Guard

Lançamento: 10 de julho de 2020

Duração: 2h 05min

Direção: Gina Prince-Bythewood

Gênero: Ação, Fantasia

Elenco: Charlize Theron, KiKi Layne, Matthias Schoenaerts, Marwan Kenzari, Luca Marinelli, Chiwetel Ejiofor, Van Veronica Ngo, Harry Melling, entre outros.

Saiba mais: IMDb - Filmow
Sinopse: Uma equipe secreta de mercenários imortais é subitamente exposta e agora deve lutar para manter sua identidade em segredo, assim como um novo membro inesperado é descoberto. 


The Old Guard é um filme baseado na HQ homônima de Greg Rucka, ilustrada por Leandro Fernandez. Aqui vamos acompanhar um grupo de mercenários do bem que, por algum motivo misterioso, são imortais. Na trama, Charlize Theron é Andrômaca, a Cita, ou melhor, Andy, líder de Booker (Matthias Schoenaerts), Joe (Marwan Kenzari), Nicky (Luca Marinelli) e da novata Nile (KiKi Layne).


Os quatro primeiros são pessoas que ao longo dos séculos sempre se envolveram em causas que consideravam importantes. Por diversos motivos, durante os milhares de anos de suas existências, eles tiveram que se manter à margem da sociedade, mas quando resolvem se envolver em um caso recente de sequestro, acabam caindo em uma emboscada. Merrick (Harry Melling), CEO de uma indústria farmacêutica, quer estudá-los como cobaias a fim de descobrir a cura para diversas doenças e assim conferir à humanidade uma maior longevidade. Enquanto tentam lidar com o fato de terem sido descobertos, os quatro mercenários ainda terão de lidar com o surgimento de uma nova imortal, algo que não acontecia há trezentos anos.

Photo by Aimee Spinks - © 2020 Netflix, Inc.
The Old Guard estreou na última sexta-feira e logo de cara ocupou o primeiro lugar entre o top 10 da Netflix. Protagonizada pela maravilhosa Charlize Theron, a produção é excelente, mas não deixa de pecar em aspectos que podem decepcionar os espectadores ávidos por ação. O trailer promete tiro, porrada e bomba, mas a produção não é tão frenética assim. Arrisco dizer que há muito mais momentos contemplativos na história do que ação propriamente dita.

Por estarem vivos há muito, muito tempo, os personagens estão desmotivados e tendem a questionar sua existência, Andy principalmente. Ela acha que não vale mais a pena lutar pela humanidade, já que o mundo está ficando cada vez pior e não dá indícios de evolução. Andy é a mais velha de todos, tão velha que nem se lembra quando nasceu. Pelo que pude entender e consegui pesquisar, ela é esposa de Heitor, aquele da Guerra de Troia, ou seja, a personagem nasceu em um tempo antes de Cristo. Andy e melancólica e sente muita culpa pelas perdas que teve ao longo do caminho, algo que a impede de enxergar todo o bem que já conseguiu fazer.

Charlize está ótima no papel e cada vez mais se consolida como uma grande atriz de filmes de ação. A atuação dela é de uma frieza sepulcral super necessária! Com um timbre de voz monocórdio e um olhar sem viço, a atriz encontrou o tom certo da personagem, já que Andrômaca perdeu o tesão de viver.


Ao contrário de Andy, Joe, Nicky e Booker não são tão aprofundados. Os dois primeiros se conheceram nas Cruzadas e são apaixonados desde então, algo que rende cenas muito fofas ao longo do filme, mas é só isso. Booker, por sua vez, é o que mais parece entender Andy, mas o roteiro não lhe deu importância e prejudicou seu desenvolvimento e sua função dentro da história. Por fim temos Nile, uma fuzileira que tem a garganta cortada e se recupera milagrosamente, despertando a desconfiança das forças armadas americanas.

As atuações no geral são muito boas e a ideia da produção é promissora, mas 125 minutos de filme não foram suficientes para o desenvolvimento de todo o potencial da história. The Old Guard entregaria bem mais no formato de uma série! A história tem uma complexidade que foi prejudicada pelo ritmo da produção, que se utiliza de alguns flashbacks para tentar explicar determinadas passagens, mas é um artifício que só levanta mais dúvidas. Em determinado momento, descobrimos que os mercenários criaram um tipo de reação em cadeia, mas o assunto some da mesma maneira que surge: em um piscar de olhos.

O vilão do filme também deixa muito a desejar. Entendo que a maior questão em The Old Guard nem é a captura deles, e sim o entendimento de seu real propósito, mas Merrick é tão banal que chega a dar sono! O filme termina com um cliffhanger e podemos dizer que há uma sequencia engatilhada. Com o sucesso deste primeiro, são grandes as chances do segundo sair do papel, só espero que ele consiga responder o que ficou em aberto e que consiga desenvolver o que virá pela frente da melhor maneira possível.


As cenas de ação de The Old Guard são muito bem coreografadas. Charlize executa a grande maioria, o que ajuda bastante no trabalho de corte e deixa as tomadas muito mais fluidas. Há sequências bem bacanas onde os personagens colaboram entre si quase como uma dança, é bem legal.


A fotografia e os figurinos de The Old Guard são bem sóbrios, combinando com a atmosfera do filme. A maquiagem e os efeitos especiais que entram em ação quando os personagens estão se curando são bem satisfatórios, só o sangue fica um pouco perdido no processo: eles tomam um tiro e surge apenas um bolinha de nada. Ok que eles se curam, mas o sangue escorre, né? 😂😂😂

Apesar das ressalvas, super recomendo The Old Guard. Alinhem as expectativas e tenham em mente que é um filme bem introdutório. Vale a pena!


20 comentários

  1. Oi Tami. Eu achei que tem mais drama que ação rsrsrs Mas eu curti a proposta, espero uma segundo filme!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é exatamente isso que tá escrito ali mesmo. Rs A ação fica em segundo plano.

      Excluir
  2. Oi, Tamires tudo bem? O filme me parece bom, apesar de suas ressalvas! Pena o longa metragem ser introdutório, pois tira do espectador aquela sensação gostosa de completude e satisfação plena quando assistimos um filme que vale a pena. De todo modo eu veria este filme, pois gosto de filmes com esta pegada. Ótima resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Tami, tudo bem?
    Gostei da resenha, mas acho que do título em si não tanto.
    Não costumo ser fã de filmes de ação e a trama desse, que parece ser focada nisso, acabou não chamando minha atenção. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é, expliquei na postagem que a ação fica em segundo plano.

      Excluir
  4. Gente, que triste ser esposa do Heitor :/ o cara morreu de uma forma horrível e por um motivo banal. Mas enfim, vi o trailer e o filme estava na minha lista para conferir, pretendia ver com meu marido, mas acho que vou assistir sozinha, já que meu marido não tem paciência se o entretenimento não tem ação e não é frenético. E engraçado você dizer que a história tinha mais potencial para ser uma série, por que quando li a sinopse do filme, achei mesmo que fosse uma série, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De vez em quando acontece isso comigo, eu acho que é filme, mas é série, ou eu acho que é série, mas é filme. Hahahhaha

      Excluir
  5. Olá, Tamires.
    Acabei de ler uma resenha do filme no blog da Michele hehe. Eu fiquei interessada mas já vou preparada e na torcida de ter um segundo filme. Porque por tudo o que li aqui e no blog da Michele é uma história que vale a pena.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Se tem Charlize Theron no meio, pode contar que vou assistir sim
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Oi Tami! Acabei de ler uma resenha do filme e agora vejo a sua que também aponta aspectos bem positivos da história. Quero muito ver. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi, Tami!

    Tentei assistir esse filme, mas é muito tiroteio pra minha pessoa hahaha :(

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Oii, como vai?
    Eu me interessei pelo filme por causa da atriz principal que é meu crush mas achei o trailer meio demais pra mim, porém tá na minha listinha para assistir.

    Abraço! ♥

    Larissa - Blog: Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
  10. Oi Tamires, tudo bem?
    Eu vi o trailer e fiquei curiosa, já que a trama parece ser bem interessante. Vou assistir, levando em consideração suas ressalvas.

    *bye*
    Marla
    http://loucaporromances.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. O filme parece bom mas estou meio sem tempo de assistir, mas já coloquei em minha lista vou assistir assim que possível Original

    ResponderExcluir