21 de agosto de 2020

Resenha | Daqui a Cinco Anos - Rebecca Serle


eBook cedido pela editora através da NetGalley.

Autora: Rebecca Serle

Tradutor: Alexandre Boide

Número de páginas: 264

Ano: 2020

Editora: Paralela

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Onde você se vê daqui a cinco anos?

Dannie Kohan sabe exatamente o futuro que deseja e o que deve fazer para conquistá-lo. Depois de arrasar na entrevista para seu emprego dos sonhos em um dos maiores escritórios de advocacia de Nova York e de ser pedida em casamento pelo namorado, ela vai dormir com a certeza de que está no caminho certo para realizar todos os seus planos. Quando acorda, entretanto, ela está em um apartamento diferente, com outro anel de noivado no dedo e um homem que nunca viu antes ao seu lado. A televisão mostra que é a mesma noite ― 15 de dezembro –, mas cinco anos no futuro.

Depois de uma hora intensa e chocante nesse cenário, Dannie acorda de novo, de volta ao presente, como se nada tivesse acontecido. Profundamente abalada e sem entender o que houve, ela decide acreditar que foi apenas um sonho, por mais realista que tenha sido. E parece funcionar. Isto é, até quatro anos e meio depois, quando Dannie encontra o homem que viu naquela noite inusitada.

Ao mesmo tempo divertida e emocionante, Daqui a Cinco Anos é uma história sobre lealdade, amor, amizade e a natureza imprevisível do futuro.


Acho que o sacrifício é o oposto de uma manifestação verdadeira. Isso se os seus sonhos envolverem abundância, e não escassez.

Dannie Kohan sempre soube muito bem o que queria da vida. Seu futuro sempre foi muito bem planejado e seu objetivo era conseguir uma posição em um dos mais prestigiados escritórios de advocacia de Nova York. Com seu currículo e competência, Dannie consegue se tornar uma das advogadas corporativas da empresa de seus sonhos, e agora, para tudo correr como o planejado, só falta o casamento com David, seu namorado de longa data.

Em um jantar comemorativo ao seu novo emprego, David faz a proposta. Dannie, claro, aceita. Tudo estava caminhando bem, acontecendo no tempo certo e da maneira que ela sempre quis. Porém, naquele que deveria ser o dia mais feliz da sua vida, Dannie tem um sonho que muda todas as suas perspectivas.

Nele, Dannie está em um apartamento diferente, na companhia de um homem que ela nunca viu na vida. O nome dele é Aaron, e o que ela sente em sua presença é muito forte e real para ser apenas uma alucinação. Porém, ela acorda e está novamente em seu apartamento ao lado de David. Dannie está decidida a deixar esta história para trás, todavia, mesmo quatro anos e meio depois, as lembranças dos poucos momentos ao lado de Aaron permanecem com ela.

Dannie tem uma melhor amiga a quem ama muito e por quem sente um grande instinto de proteção. Bella é um espírito livre e o total oposto de Dannie. Ela está sempre se apaixonando e sofrendo desilusões, mas agora parece que Bella encontrou em Greg um homem com quem pode realmente se estabelecer. No dia em que supostamente conheceria o amor da vida de sua melhor amiga, Dannie leva um choque: Greg é Aaron, o homem com quem sonhou há quatro anos e meio e cujas sensações que sentiu ao seu lado ela jamais esqueceu.

Daí em diante, Dannie fica perdida. Como lidar com esta situação? Ela está prestes a se casar com David e Bella está feliz ao lado de Greg, que também aparenta estar muito feliz. Porém, a cada dia que passa, a situação fica cada vez mais insustentável e Dannie começa a se questionar em vários aspectos, principalmente aqueles que envolvem David. O que ela deve fazer? Abrir o jogo com Bella? Falar com Greg? Contar o que aconteceu para David?

Quando Bella começa a passar por uma situação extremamente delicada, Dannie precisa deixar os próprios dramas de lado, mas a proximidade de Greg não deixa de afetá-la. Agora ela terá que ser forte, por sua amiga e por ela mesma.

Não sou influenciável, não sou idiota. O que aconteceu não foi um sonho; foi uma premonição — uma profecia de vida —, e agora preciso saber o motivo, para garantir que nunca vire realidade.

••••••••••

Daqui a Cinco Anos não é nada daquilo que aparenta ser. Isso, por um lado, é muito positivo, pois surpreende o leitor ao entregar uma história totalmente inesperada. Porém, o livro peca com a falta de profundidade e de naturalidade entre os diferentes temas que tentam coexistir. Em determinado momento, a autora perde o fio da meada e não o encontra mais. Daí em diante, ela tenta segurar o leitor com uma trama que sim, tem seu apelo, mas deixa a incômoda sensação de que caiu ali de paraquedas. Terminei o livro sem saber qual foi o propósito da história, e essa é umas das piores sensações que um leitor pode sentir ao término de uma leitura.

Outra coisa que me incomodou bastante durante a leitura de Daqui a Cinco Anos foi a tóxica relação entre Dannie e Bella que é vendida como um exemplo de lealdade. Desculpe, mas não é. Não questiono em nenhum momento o amor que uma sentia pela outra, mas a amizade das duas é super problemática e se apoia em uma relação de poder que me deixou muito desconfortável. Entendo que Dannie se sentia responsável por Bella e a autora até tenta, em determinado momento, fazer esta última se posicionar um pouco, mas para mim o estrago já estava feito. Não sei qual é a definição de amizade para vocês, mas para mim a do livro está longe de ser a ideal.

Entretanto, apesar dos pesares, tenho que reconhecer que Rebecca Serle possui uma boa escrita. Ela consegue manter o interesse do leitor criando bons ganchos a cada capítulo, o que faz com que a gente queira continuar lendo para saber quais rumos a história vai tomar. Por mais que eu não os tenha apreciado, é meu dever reconhecer que ela foi muito competente nesta questão específica, e por isso minha nota não poderia ser menor do que três estrelas.

Outro ponto positivo foram as nuances dos personagens de Daqui a Cinco Anos. Posso até não ter simpatizado com nenhum, mas admito que eles são sim bem construídos e interessantes. A autora acertou ao criar pessoas falhas e ao não enaltecer a perfeição.

Dannie é obcecada por seu futuro e uma workaholic assumida. Para a personagem, ter controle sobre tudo é fundamental, o que faz com que ela planeje sua vida nos mínimos detalhes. Ao se deparar com Greg, aquele que ela conheceu em seu sonho como Aaron, ela perde o controle da situação, algo totalmente novo para ela. Uma coisa que era apenas figurativa torna-se algo concreto, e pior, aquele homem é namorado de sua melhor amiga. A partir deste momento, a autora começa a trabalhar a abnegação da personagem e se utiliza de um grande drama para justificar um altruísmo que deveria haver sem nenhuma justificativa. Não senti empatia nenhuma por Dannie, uma pena.

Já Bella é uma personagem que tinha muito potencial, mas infelizmente foi pega para Cristo. Primeiro por ser apresentada como uma aventureira e nada mais. Depois, por sofrer com algo que foi proposto para destacar Dannie. A história é muito mais sobre a relação das duas, então a autora poderia ter trabalhado mais a personagem, como, por exemplo, sua parca relação com os pais.

David e Greg são bons personagens masculinos. Ambos são bons companheiros e procuram sempre apoiar suas respectivas parceiras. David é responsável e um grande entusiasta de Dannie. Os dois, juntos, trilharam um caminho planejado minuciosamente e chegaram onde sempre quiseram estar. Ao focarem tanto neste aspecto de suas vidas, acabaram deixando de lado a vida como casal. Era uma relação amigável, confortável e agradável, mas não julgo Dannie por querer mais, o que eu julgo foi a maneira como tudo foi conduzido. Dannie não foi somente desleal a Bella, foi desleal a David também.

Greg, por sua vez... bom, pra mim não fedeu e nem cheirou. Como eu disse, ele é um bom companheiro, mas pisa na bola junto com Dannie no momento mais inoportuno de todos. Para mim teria sido melhor se ele continuasse sendo somente objeto da imaginação da protagonista. 🙊

Eu li a edição não finalizada do eBook, mas já posso destacar a qualidade da tradução coesa de Alexandre Boide. O livro é narrado em primeira pessoa por Dannie e os capítulos são enormes, então estejam avisados.

No fim, os questionamentos que ficaram ao término da leitura foram: Por quê? Para quê? Daqui a Cinco Anos pode ser um livro sobre parcimônia, sobre culpa e até sobre abnegação, mas não sobre lealdade. Claro que sempre ressaltando que esta é minha opinião, não a verdade absoluta. Quer ler? Vá em frente! E torço para que a história funcione melhor com você! 😉


33 comentários

  1. Oi, Tamires como vai? Menina que espetáculo de resenha, parabéns! Eu não li este livro, embora eu tenha interesse por lê-lo, sua análise veio como um banho de água fria. Pois sei que os pontos que desagradaram você certamente me desagradará também. Contudo se tiver a chance eu lerei a obra. É uma pena esses pontos falhos do livro, pois a premissa é tão atrativa. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Tamires.
    Eu li um livro da autora da Novo Conceito e não gostei tanto assim da escrita dela. Mas estava interessada nesse porque o enredo lembra o livro Fuck Love que gostei bastante. Mas lendo as resenhas achei as opiniões bem divididas e a vontade de ler ele já está passando hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sabia que Fuck Love tinha um enredo parecido, devo ter lido algo sobre isso nas resenhas, mas esqueci.

      Excluir
  3. Oi, Tami!
    Vi esse livro em vários blogs e até então tinha achado interessante. Me identifiquei com a personalidade da protagonista e estava com vontade de ler. Mas fiquei com um pé atrás agora :/
    Essa questão da amizade das duas é bem complicada. Já tive muitas "amigas" assim na vida então acho que já sei o que esperar haha. Uma pena que a leitura não funcionou!

    Estante Bibliográfica


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também já tive muitas "amigas" assim, consigo sentir cheiro da toxicidade de longe! hahahaha

      Excluir
  4. Oi Tami,
    Para mim, esse livro também não funcionou totalmente. Não sei se foram as expectativas que criei ou apenas o momento no qual eu li, pois eu fiquei muito deprimida, só sei que poderia ser melhor. rs
    Mas gosto do final e da mensagem que tenta nos passar.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que também não funcionou completamente para você, Ale.

      Excluir
  5. Oi,Tami. Que saudades.
    O título até me chamou atenção, mas lendo suas considerações percebo que não é uma leitura que faria no momento.
    Beijo

    https://tecontopoesia.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cami, seu blog só está aberto para leitores convidados. Vou ficar aguardando sua permissão para eu poder te visitar! <3

      Excluir
  6. Oi Tami, tudo bem?
    Lembro quando a editora mandou e-mail falando sobre a leitura coletiva desse livro e quase me arrisquei (apesar de não curtir ler com prazo). Ainda bem que não o fiz, porque li uams resenhas no Goodreads que me alertaram pros mesmos pontos que você alertou. Prefiro deixar passar.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando finalizei a leitura eu fui lá dar uma olhada também para ver se eu era a única a achar o que achei. Rs

      Excluir
  7. Amei a resenha.
    Desde que vi que iria sair o livro, fiquei querendo ler, mesmo que por alto ele me lembrasse um pouco o livro 'fuck love', agora estou confusa por causa de alguns pontos, mas acho que ainda leria.
    Vou esperar esquecer o livro, para poder ler rs
    beijos
    http://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Tami. Eu fiquei bem surpresa com a obra porque eu esperava um romance e veio um drama. A escrita da autora é boa, curti o livro.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Parece interessante, mas confesso que quando fala em relacionamento tóxico, independente se for romance ou amizade, eu já fico cansada antes de ler.

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
  10. Eu até queria ler esse livro, mas quando eu achava que ele tinha uma pegada De Repente 30 kkkkk Pelo que andei lendo nas resenhas ele é mó dramalhão
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Oi
    a capa é bonita, uma pena que a história possui alguns problemas, que a amizade das personagens acabou não sendo algo saudável, a sinopse não chamou muito a minha atenção.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Gostei da capa e da abordagem, mas uma pena que a leitura não fluiu bem com você! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Não conhecia o livro, achei a capa linda e gostei da premissa da história. pena que o livro não foi como você esperava, eu não sei se lerei esse ainda, fiquei muito na dúvida rs
    A lista está enorme e lendo sua resenha me peguei pensando que tenho que rever a minha lista para riscar os que já li e ver os que ficaram, farei isso hoje.
    Beijocas.



    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh as listas sempre são enormes, não se preocupe. rs

      Excluir
  14. Oii Tami

    Eu achava que esse livor fosse diferente, sei lá, tivesse uma abordagem bem mais leve, não gosto muito de dramas, e pelo que vejo acho que não é pra mim.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você não gosta de drama realmente vai encontrar bastante nesse livro...

      Excluir
  15. É aquilo, será que o desenvolvimento da história é um entretenimento melhor do que o seu final? Pois, por mais que a autora mantenha o interesse do leitor, vale a pena terminar o livro sem saber seu real objetivo?
    Todas as resenhas que li sobre esse livro comenta sobre falta de intensidade, não parece ser uma história digna de esquecimento, por isso ainda não me senti interessada em lê-la.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu diria que às vezes até vale, mas nesse caso nem o que me agradou foi suficiente para fazer valer a pena

      Excluir
  16. Oi Tami, tudo bem?

    Vi que esse livro está sendo bem comentado nas redes sociais, mas a sua é a primeira resenha que leio dele. A premissa é interessante, mas essa falta de profundidade no desenvolvimento e o fato da autora se perder na própria história é um problema mesmo.

    Pretendo dar uma chance para a obra, mas vou esperar a fase de lançamento passar.

    Beijos;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico aqui na torcida para que a história funcione melhor com você, Ane!

      Excluir