1 de outubro de 2020

Netflix | Enola Holmes


Título original: Enola Holmes

Lançamento: 23 de setembro de 2020

Duração: 2h 03min

Direção: Harry Bradbeer

Gênero: Aventura, Crime, Drama

Elenco: Millie Bobby Brown, Henry Cavill, Sam Claflin, Helena Bonham Carter, Louis Partridge, Burn Gorman, Susan Wokoma, Adeel Akhtar, entre outros.

Saiba mais: IMDb - Filmow
Sinopse: Na manhã do seu aniversário de 16 anos, Enola Holmes descobre que a mãe desapareceu, deixando para trás alguns presentes enigmáticos e um grande mistério sobre seu paradeiro. Enola cresceu muito livre, mas agora passa a viver sob os cuidados dos irmãos Sherlock e Mycroft, que decidem mandá-la para uma escola de etiqueta para aprender boas maneiras. Indignada, ela foge para Londres em busca da mãe. Quando sua jornada a coloca diante de um mistério envolvendo um jovem lorde fugitivo, ela acaba descobrindo uma conspiração que pode alterar o curso da história e se transforma em uma investigadora de respeito capaz de superar seu famoso irmão. 



Não sou muito fã de histórias protagonizadas por crianças e adolescentes. Esse é o principal motivo de eu não ter a mínima vontade de assistir, por exemplo, Stranger Things, obra que alçou Millie Bobby Brown ao estrelato. Porém, resolvi dar uma chance para Enola Holmes e felizmente o filme foi uma grata surpresa!

Em 1884, Enola Holmes (Millie Bobby Brown) vive com sua mãe Eudoria Holmes (Helena Bonham Carter) em Ferndell Hall, propriedade da família no interior da Inglaterra. O patriarca dos Holmes morreu cedo, deixando a viúva Eudoria sozinha com os três filhos. Além de Enola, Eudoria tem outros dois filhos: Sherlock Holmes (Henry Cavill), o famoso detetive, e Mycroft Holmes (Sam Claflin), um lorde muito do mal-humorado.

Eudoria não criou Enola para ser uma dama casadoura, e sim uma mulher forte e independente. Ela lhe ensinou artes, ciências e esportes, o que tornou Enola uma jovenzinha muito peculiar. Mãe e filha eram unha e carne, porém, na manhã do aniversário de dezesseis anos de Enola, Eudoria desaparece deixando apenas um misterioso presente para trás.

Com a ausência de Eudoria, a custódia de Enola passa a ser de Mycroft, o mais velho dos Holmes, e ele está decidido a consertar aquilo que considera ser um estrago na criação da irmã caçula. Mycroft quer enviar Enola para uma escola de boas maneiras contra a vontade da irmã. Certa noite, Enola encontra uma pista deixada por Eudoria e resolve partir em busca da mãe. Em sua fuga, Enola conhece o jovem Tewkesbury (Louis Partridge), que também fugiu de casa e agora está sendo perseguido

Enola quer encontrar a mãe mais do que tudo, mas descobre que a perseguição que Tewkesbury está sofrendo tem caráter político, já que ele votaria a favor em uma reforma que mudaria muita coisa na Inglaterra. Agora Enola quer descobrir quem está por trás do atentado a Tewkesbury, o que será o começo da carreira de uma incrível detetive.

 
Assistir Enola Holmes foi muito gostosinho. Eu não conhecia o trabalho da Millie Bobby Brown e fiquei impressionada com seu carisma. Sei que a Eleven foi a personagem que consolidou sua carreira, mas arrisco dizer que Millie nasceu para interpretar Enola Holmes! A jovem atriz está super confortável no papel da irmã mais nova de Sherlock Holmes e tenho certeza que, devido ao sucesso que a produção vem fazendo, acaba de nascer mais uma franquia na Netflix.

Enola Holmes foi baseado no primeiro livro da série homônima de Nancy Springer, publicado originalmente em 2006 e que chega agora ao Brasil através da Galera Record. Ao todo são seis livros publicados e não me surpreenderia se um anúncio de um novo filme fosse feito nos próximos dias.

Na  produção, a Enola de Millie quebra a quarta parede várias vezes, criando uma atmosfera de interação que tem muito apelo e deixa tudo ainda mais interessante. A questão das charadas envolvendo jogos de palavras também chama a atenção, mas pode deixar um espectador mais novinho um pouco confuso devido a rapidez com que tudo é explicado. Rapidez, aliás, é uma das poucas falhas do filme. Entendo que Enola é elétrica e cheia de energia, mas sua velocidade, em alguns momentos, torna-se um pouco cansativa.

© Netflix

Outra coisa que também deixa a desejar são os papéis de Henry Cavill e Sam Claflin. Sei que neste filme é Enola quem tem que brilhar, mas o Sherlock de Henry é inútil na produção, assim como o Mycroft de Sam. Levando em consideração a forma como o filme terminou, acredito que essa interação entre os três deve mudar e amadurecer em um próximo filme. De resto, a participação dos dois só serve para ser admirada pelo conjunto da obra.


Helena Bonham Carter aparece pouco, mas sua Eudoria é aquele tipo excêntrico que a atriz está cansada de interpretar, deste modo, Helena está, digamos, em sua zona de conforto. Nas poucas interações que teve com Millie, deu para perceber que ambas vestiram mesmo o papel de mãe e filha, pois há uma cumplicidade palpável entre elas. Todo o mistério envolvendo o desaparecimento de Eudoria tem a ver com o papel da mulher na sociedade e isso, inclusive, é pauta no filme. Espero que seja um assunto recorrente nas prováveis continuações.

Louis Partridge agrada no papel do jovem lorde Tewkesbury. O ator interpreta o personagem com um ar avoado e inocente que faz com que seja impossível não achá-lo fofo. Há toda uma relação platônica entre Enola e ele e as interações dos personagens são sempre muito bonitinhas. Vejo com bons olhos o futuro dessa "relação", pois imagino que, caso haja alguma evolução no relacionamento dos dois, Tewkesbury provavelmente será o maior entusiasta da inteligência e sagacidade de Enola.

Tecnicamente, Enola Holmes é um ótimo filme, tudo foi feito com muito capricho e bom gosto! A fotografia é linda, as locações são fantásticas e o figurino é primoroso, uma produção pensada nos mínimos detalhes. Só achei o filme muito longo, mas isso não chega a ser um defeito que me incomodou de fato.


Em suma, Enola Holmes é um filme para toda a família. Aproveitem que o fim de semana está chegando, façam aquele balde de pipoca e deem uma conferida na história dessa jovem e promissora detetive!

14 comentários

  1. Oi, Tamires!

    Assisti a Enola Holmes no fim de semana e amei. Nunca tive vontade de ler os livros, pois gosto muito do Sherlock Holmes e tive receio de a história mudar muito o personagem, sobretudo porque o foco é outro. Porém o filme é bem divertido, com uma protagonista inteligente e carismática. Também achei o figurino, a fotografia e as locações maravilhosos!

    Beijocas.
    https://artesaliteraria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tami HAHAHA EU pensei o mesmo sobre os papéis de Sherlock e o outro lá, praticamente não fazem nada no filme além de ficar atrás da Enola. Esperava mais! Mas ainda não terminei o filme, vi pela metade e preciso terminar. Mesmo assim gostei bastante do formato que a história é narrada, deixa a Millie mais perto do espectador.
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tamires tudo bem? Este filme está sendo muito bem elogiado. Eu confesso que não tenho interesse por assistí-lo, pois não consegui sentir curiosidade nesta estória de Enola e do detetive Sherlock Holmes. De todo modo o longa metragem possui figurino muito bonito e elegante, o que confere todo este charme. A duração também é um fator que me desanima, duas horas de filme para mim é demais, ainda mais em se tratando de filmes deste gênero. Que bom que gostou de assistí-lo. Sua análise do filme ficou excelente, parabéns! Adorei. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Tami!

    Fui com grandes expectativas, mas não curti muito não :( sei nem te dizer o motivo hahaha acho que não estava numa vibe boa quando assisti, fora que realmente é bem comprido sem necessidade

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Tami, tudo bem?

    Eu amo Sherlock Holmes e talvez por isso, a filme apesar de bom não atendeu totalmente as minhas expectativas. Adorei a Enola e realmente a Millie arrasou no papel. Mas achei a figura do Sherlock e um tanto apagada.

    Beijos e um ótimo final de semana;*
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  6. Oi Tami, eu gostei bastante, foi bem gostosinho mesmo e a escolha de elenco foi excelente!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Olá, Tamires.
    Eu só estou vendo elogios ao filme. Até por isso vou deixar passar um tempo para assistir para não criar muitas expectativas hehe. Confesso que não sou muito fã da atriz não, mesmo com o sucesso todo que ela faz em Stranger Things. Vamos ver se mudo minha opinião hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Eu gosto do trabalho da Millie, também acho ela carismática, mas não suporto a Eleven, hahaha. Eu vi o trailer desse filme e fiquei bem afim de assistir por que amo um mistério. E apesar de achar um pouco clichê, por causa da literatura de romance de época, eu gosto dessas mocinhas fora do padrão da sociedade, e acho legal que o papel da mulher seja um assunto abrangente no filme.
    Enfim, gostei da resenha, como sempre, bem completinha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  9. Oi Tami,
    Eu gostei muuuuito do filme! Divertido, com uma mensagem positiva e interessante. A Millie é ótima atriz e acho que o Sam foi perfeito como Mycroft. Torço para que adaptem os outros livros!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Eu tô querendo ver esse filme há algum tempo, adoro a atuação da Millie desde que saiu Strangers Things me entreguei à produções protagonizadas por crianças hahaha <3 Tenho muitos filmes na minha listinha pra ver mas esse parece que vai passar na frente!
    Beijoss, Blog Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  11. Oie Tami
    EU SUPER CONCORDO QUE ELES DEVEM SER ADMIRADOS PELO CONJUNTO DA OBRA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKA
    DOREI ESSA FRASE
    Tomara qeu tenha continuação em breve, porque gostei do filme, é bem familiar mesmo e muito gostoso de acompanhar. Também achei um pouco longo, mas ele é muito agradável, então compensa, né?
    Quero poder ler os livros futuramente também :D


    Beijocas da Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  12. Oi Tami, tudo bem?
    Ainda não decidi se quero assistir, mas gostei de ler sua opinião a respeito. A Millie é mesmo muito carismática, tem talento pra ir longe. Mas já no trailer percebi o quanto o Henry Cavill não combinou em nada com o papel de Sherlock.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  13. OI Tami! Eu sou fã do Holmes e talvez essa participação apagada dele na trama me incomode, mas ainda assim quero conferir o filme.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  14. Olá Tamires,
    Não conhecia nada sobre Enola, nem livro nem nada, e nem conhecia a atriz (só descobri sobre a outra atuação nas resenhas que tenho lido). Vi a indicação da Netflix mas a primeira impressão foi que não me agradaria, mas sem opção acabei assistindo mesmo assim. Me surpreendeu muito positivamente e já estou torcendo para que saia novos filmes sim!

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir