8 de outubro de 2020

Resenha | Undercover Bromance - Lyssa Kay Adams

Autora: Lyssa Kay Adams

Série: Bromance Book Club #2

Número de páginas: 352

Ano: 2020

Editora: Headline Eternal

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Braden Mack acha que ler romances o torna um especialista no amor, mas ele logo descobrirá que a vida real é melhor do que a ficção.

Liv Papandreas tem o emprego dos sonhos como sous chef no restaurante mais badalado de Nashville. Pena que o chef famoso que é o dono não seja nada charmoso atrás das portas da cozinha. Depois que ela o flagra assediando uma jovem recepcionista, ela o confronta e é demitida. Liv jura vingança, mas ela vai precisar de ajuda para enfrentar o poderoso chef.

Infelizmente, isso significa recorrer a Braden Mack. Quando Liv é rejeitada no cenário de restaurantes, o carismático empresário de clubes noturnos se oferece para ajudar a expor seu ex-chefe, mas ela desconfia de seus motivos. Ele precisará chamar reforços: o Bromance Book Club.

Inspirado no romance de suspense romântico que estão lendo, o clube do livro ajuda Liv a organizar uma operação para derrubar o chef. Mas eles estão tão ansiosos quanto para ajudar Mack a descobrir o caminho para o coração de Liv... embora ela esteja determinada a esmagar as faíscas entre eles antes de se queimar.


 

There was just something satisfying about two people discovering that what makes them fight is also the thing that makes them perfect for each other.
Havia algo gratificante em duas pessoas descobrirem que o que as faz brigar é também o que as torna perfeitas uma para a outra.
 

Olivia Papandreas tem a profissão dos sonhos, mas o mesmo não pode ser dito sobre seu local de trabalho. Liv, como é chamada, trabalha como chef confeiteira no Savoy, um badalado restaurante de Nashville cujo dono, Royce Preston, é um chef-celebridade que tem seu próprio programa na TV, o Kitchen Boss. Pensando em seu futuro, Liv engole sapos diariamente, porém, numa noite movimentada, ela se depara com um que ela se recusa em deglutir.

Liv flagra Royce assediando sexualmente uma das novas funcionárias do Savoy. Quando o confronta, é demitida e ameaçada. Revoltada, ela quer garantir que Royce não faça isso com mais ninguém, mas como lutar contra uma figura pública tão adorada?

Liv precisa da ajuda de uma figura tão influente quanto, e é por isso que acaba procurando uma das pessoas que menos gosta: Braden Mack. Mack, um empresário do ramo de bares e clubes noturnos, fica surpreso quando Liv o procura, afinal, os dois só trocaram farpas desde que se conheceram. O empresário fica possesso quando descobre que Royce, um cara que ele conhece há anos, é capaz de fazer algo tão asqueroso, por isso nem hesita em embarcar nessa jogada.

"Why do you argue every single thing I say?"
"Does it drive you crazy?"
"Yes."
"There's your answer."

"Por que você discute cada coisa que eu digo?"
"Isso te deixa louco?"
"Sim."
"Aí está sua resposta."

Tem início então um plano para expor Royce. Tudo tem que ser feito com muita descrição, pois, caso Royce desconfie de algo, Liv pode se complicar ainda mais e sua carreira pode ser ainda mais prejudicada

Além de gerir clubes e bares, Mack tem um outro passatempo: ler romances. Através deles, Mack espera ser um homem melhor. Liv sabe desse hobby e acha tudo muito curioso, não perdendo a oportunidade de alfinetar o cúmplice sempre que pode.

Enquanto decidem a melhor abordagem e esperam algumas informações, Liv e Mack se aproximam cada vez mais. Liv tem questões pessoais que a impedem de confiar nas pessoas, deste modo, Mack primeiro vai ter que transpor as barreiras que ela criou ao seu redor se quiser chegar ao seu coração.

"We gonna talk about that kiss?"
She gave him her back. "Nope."
"Coward."
"What's there to talk about? It was a fake kiss, and now it's over."
He bent until his mouth brushed her ear. "It was a good kiss, and you're a horrible liar if you expect me to believe that you were unaffected by it."
She elbowed him. "You've read too many romance novels."
"And you haven't read enough."


"Vamos conversar sobre aquele beijo?"
Ela deu-lhe as costas. "Não."
"Covarde."
"O que há para falar? Foi um beijo falso, e agora acabou."
Ele se curvou até que sua boca roçou sua orelha. "Foi um bom beijo, e você é uma péssima mentirosa se espera que eu acredite que não foi afetada por ele."
Ela deu uma cotovelada nele. "Você leu muitos romances."
"E você não leu o suficiente."

••••••••••

Eu estou devendo esta resenha desde março, que foi quando fiz esta leitura. Como a publicação de The Bromance Book Club aqui no Brasil estava prevista para maio, eu tinha pensado em postar a resenha deste segundo volume no mês de lançamento para aproveitar o momento, mas aí veio a pandemia, o lançamento do livro foi adiado e acabei esquecendo a resenha no churrasco, me desculpem! Com o iminente lançamento do terceiro volume lá nas gringas no dia 27 de outubro, resolvi que agora seria o momento ideal para finalmente trazer esta resenha para vocês. 💜

Em Undercover Bromance nós vamos acompanhar a história de Liv e Mack. Ambos já apareceram no primeiro volume, sendo Liv a irmã da protagonista e Mack o criador do Bromance Book Club.

A história deste segundo volume tem um plano de fundo um pouco mais sério. Undercover Bromance tem como ponto de partida o assédio sexual. Liv é uma jovem chef confeiteira que aguenta um ambiente de trabalho super tóxico em nome de sua carreira. Apesar de ser cunhada de um jogador de baseball super rico que já lhe ofereceu ajuda várias vezes, ela quer crescer sozinha e sabe que trabalhar no Savoy lhe abrirá muitas portas no futuro... mas para tudo há um limite!

Liv tem um senso de justiça muito apurado e toma as dores das vítimas de Royce para si. Juntando isto ao fato de se ver sob ameaça de ser limada do cenário culinário de Nashville, ela decide que precisa agir. Sozinha, porém, ela não é páreo para Royce, por isso, muito a contragosto, ela pede a ajuda de Braden Mack.

Lembro de ter ficado bem irritada com Liv em The Bromance Book Club, mas nesse volume eu consegui compreendê-la melhor. Há toda uma questão familiar que deixou marcas tanto nela quanto em Thea, mas foi Liv quem mais absorveu a negatividade dos acontecimentos. Ela é muito cabeça-dura e sempre espera o pior das pessoas, além de ter diversas ressalvas quando o assunto é sua vida amorosa. Sim, ela dá nos nervos em muitos momentos, mas suas inseguranças têm fundamento.

Lyssa Kay Adams meio que inverteu os papéis em Undercover Bromance. Enquanto Liv é a parte cética, Mack é o coração. Um coração meio atabalhoado e afoito, mas ainda assim o coração.

Mack criou o Bromance Book Club, todavia, apesar de se empenhar em entender as mulheres, ele falha em querer alcançar a perfeição. Aliás, acho que esse é um erro muito comum quando o assunto é o que os homens pensam que nós, mulheres, queremos deles e/ou esperamos de uma relação. Nós não queremos um homem perfeito, queremos apenas um homem atencioso, carinhoso, leal, divertido... e uma relação segura, saudável e harmoniosa.

Em um primeiro momento, mais precisamente quando aparece no primeiro volume, Mack pode passar uma impressão equivocada. Ele tem um senso de humor muito particular e não são todos ao seu redor que sabem lidar com isso. Mack é aquele tipo de pessoa que não sabe quando alcançou a linha tênue que separa a brincadeira da falta de noção, mas ele tem um coração enorme e uma honradez tão enorme quanto. E gente, como não amar um personagem que quer ter um romance como os dos livros que lê? Impossível!

As interações dos personagens são bem no estilo enemies-to-lovers, o que eu amo! E daí em diante a coisa só vai evoluindo; enquanto trabalham para expor o assediador, a faísca entre eles vai se tornando algo mais, sempre com Liv seguindo a razão, tentado apagá-la, e Mack o coração, tentando alimentá-la.

Voltando ao assunto sério, há outra inversão de papéis no que diz respeito a como os personagens lidam com toda a situação do assédio. Liv julga as vítimas! Na concepção dela, é inadmissível que uma mulher não queria denunciar um assediador, mas sabemos que o buraco é bem mais embaixo. Com sua sede de fazer justiça, ela esquece a empatia, e aí Mack entra em cena mais uma vez. Lyssa trabalhou essa parte muito bem e tudo fez muito sentido dentro da narrativa. Mack não machoexplana nada, e sim tenta lhe mostrar uma outra visão; visão esta que vem de um homem que respeita profundamente as mulheres e que sabe a posição de poder, socialmente falando, que ocupa.

Outra coisa que amei foi o fato de Mack se preocupar em desconstruir essa masculinidade tóxica que tanto é endeusada. Homens se beneficiariam muito dessa leitura. Fica a dica! 👍

"She's been like that with me since I made that crack about the Equal Rights Amendment. She can't take a joke."
"Maybe it wasn't funny."
"See, that's the problem these days. No one has a sense of humor anymore. Offended at every damn thing."
Mack shook his head. "Dude, some shit was always offensive."
"No one minded in my day."
"Women did. You just decided their opinions didn't count."


"Ela tem estado assim comigo desde que fiz aquela piada sobre a Emenda da Igualdade de Direitos. Ela não aceita uma piada."
"Talvez não tenha sido engraçado."
"Veja, esse é o problema hoje em dia. Ninguém mais tem senso de humor. Se ofendem com tudo."
Mack balançou a cabeça. "Cara, algumas merdas sempre foram ofensivas."
"Ninguém se importava no meu tempo."
"As mulheres se importavam. Você apenas decidiu que as opiniões delas não contavam."

E aí vocês devem estar se perguntando onde o Bromance Book Club entra nessa história toda, né? Bom, os rapazes fazem parte do plano de exposição de Royce e, claro, tudo isso rende ótimos momentos! Eles se inspiram no livro que estão lendo, um romance policial chamado The Protector, para montar um plano de ação. E aqui é que entra minha única ressalva a respeito de Undercover Bromance e que foi o motivo de eu não tê-lo favoritado. Diferente do que aconteceu em The Bromance Book Club, onde o livro Courting de Countess interagia diretamente com a história e até tinha alguns capítulos dentro da mesma, o mesmo não acontece com The Protector e eu senti bastante falta.

Os personagens secundários continuam roubando a cena! A série Bromance Book Club possui aquele tipo de história que faz com que a gente queira que todos os personagens tenham seus próprios livros! Há um em particular que eu tenho certeza que não terá esta honra, mas ele merecia pelo menos um conto. Vlad é o nome dele! Um enorme jogador russo de hóquei no gelo que tem sérios problemas intestinais. 😂😂😂 Vlad me proporcionou as melhores risadas, por isso eu insisto na campanha #JusticeForVlad!

Há ainda algumas participações de Thea, que faz as vezes de "mãe" da irmã, deixando Liv bem irritada, e não posso deixar de mencionar Rosie e Earl, dois idosos que contribuem e muito com a narrativa. Lyssa Kay Adams também introduz Alexis e Noah, os protagonistas de Crazy Stupid Bromance, que, como falei no início das minhas considerações, será lançado no fim do mês. Prometo que dessa vez não vou demorar sete meses para trazer a resenha... 🙈🙉🙊

Eu fiz a leitura em eBook no idioma original, inclusive o preço dos eBooks é bem acessível, deem uma olhada. O arquivo está bem formatado e a escrita de Lyssa segue sem defeitos. Undercover Bromance é narrado em terceira pessoa, que não é meu tipo favorito de narrativa quando se trata do gênero em questão, mas aqui funciona muito bem.

E eu sei que vocês vão querer saber quando esta história chega no Brasil. Então vamos lá: os direitos do primeiro volume - digo primeiro volume porque não sei se a compra foi apenas do primeiro ou se da série inteira - foram comprados pela Editora Arqueiro. The Bromance Book Club seria lançado em maio, mas daí veio a pandemia e estragou os planos da editora, que adiou o lançamento para o ano que vem. Eu achei a melhor decisão, pois esta é uma história que merece ser trabalhada em um cenário de maior normalidade possível. Tenho certeza que vai hitar por aqui!

E por falar em hit, os direitos de adaptação do primeiro volume foram comprados pela Netflix e em breve teremos o Bromance Book Club no tu-dum. YAY!!! A autora chegou a compartilhar meu dreamcast falando que ele era perfeito, então se tiver alguém da minha lista... já sabem! 😂😂😂

Undercover Bromance foi uma leitura deliciosa! Assim como o primeiro, é um livro que eu não penso duas vezes na hora de indicar, pois tenho certeza que todo mundo vai amar. Com uma trama ágil, criativa, divertida e romântica, Lyssa Kay Adams nos presenteia com risadas e suspiros. Querem melhores presentes que estes? 


Leia mais: 







21 comentários

  1. Oi, Tamires tudo bem? Que resenha incrível! Este livro parece-me muito bem construído, com as nuances bem trabalhadas no enredo. Deu vontade de ler. Acho que o adquirirei o e-book na versão original mesmo. Se for escrito em inglês ou espanhol dá para eu ler de boa. Que bom que gostou da leitura. Adorei a resenha. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tami!

    Linda a capa, tenho muita curiosidade em conferir os livros, parecem mesmo ótimas leituras! E adorei a resenha, super completa e detalhada!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Tami,

    Eu ainda não li o primeiro, mas pretendo! Já acho que vou adorar Mack! E também não sou tão fã de narrativa em terceira pessoa, mas espero curtir!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Tami,
    Eu acho que já li resenha desse livro no Balaio de Babados e obviamente fiquei passando vontade, KKKKKK.
    Uma pena que ainda não tenho a fluência necessária para ler em inglês, mas já queria devorá-lo, rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela resenhou sim. Lemos juntas,mas eu esqueci de resenhar. Hahahab

      Excluir
  5. Olá, Tamires.
    Nem me fale de resenha esquecida no churrasco. Tenho até do ano passado que ainda não publiquei. Isso porque não resenho nem metade dos livros que leio hehe. A Arqueiro só fica lançando Julia Quinn e Harlan Coben e esquece dos outros livros. Estou aqui ansiosa para a leitura porque fiquei muito interessada nessa série desde que vi os livros por aqui.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas dessa vez foi uma questão além, a pandemia adiou vários livros.

      Excluir
  6. Espero que esse livro chegue logo aqui no Brasil. Eu sempre fico curiosa para ler esses livros em inglês, mas tem hora que bate uma preguicinha, e acabo buscando mais em Português mesmo. É até errado, pois preciso praticar meu inglês para não "enferrujar"... rs Quem sabe eu mude esse fato ano que vem?
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho mais preguiça de ler em português do que em inglês. Hahahhaha

      Excluir
  7. Oii Tami

    POis eu to precisando ler mais livros assim, com esse toque divertido e romântico que prende a gente, tb tenho certeza de que a série vai fazer sucesso por aqui, agora toca esperar ano que vem, gostaria de ler em português e to torcendo para que a Arqueiro traga a série inteira. Não sabia que ia ter adaptação pela Netflix, que bacanaaa, tomara que seja fiel á trama do primeiro livro.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  8. Mulher, eu achava que tu já tinha resenhado esse livro kkkkkk enfim... acho que não vi essa notícia da netflix mas já quero.
    Eu adorei o Mack e me estressei um pouco com a Liv. Só sei que quero o terceiro
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  9. Ainda não tinha ouvido falar, mas parece ser um livro incrível. Já quero ler.

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
  10. Oi
    eu tenho muita curiosidade de ler esses livros, parece ser uma leitura divertida, com um romance fofo, daqueles que se le super rápido, alguma editora poderia comprar os direitos, que bom que gostou dessa leitura.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Arqueiro já comprou, está na resenha. Não sei se da série toda, mas espero que sim.

      Excluir