14 de janeiro de 2021

Resenha | Pelo Amor de Cassandra - Lisa Kleypas

Autora: Lisa Kleypas

Tradutora: Ana Rodrigues

Série: Os Ravenels #6

Número de páginas: 272

Ano: 2020

Editora: Arqueiro

Skoob: AQUI

Compre: Amazon
Sinopse: Tom Severin, o magnata das ferrovias, tem dinheiro e poder suficientes para realizar todos os seus desejos. Por isso, quando resolve que está na hora de se casar, acha que deve ser fácil encontrar a esposa perfeita. Assim que ele pousa os olhos em lady Cassandra Ravenel pela primeira vez, decide que ela é essa mulher.

O problema é que a bela e perspicaz Cassandra é tão determinada quanto ele, e faz questão de se casar por amor – a única coisa que Tom não pode oferecer. Além disso, ela não tem o menor interesse em viver no mundo frenético de alguém que só joga para vencer.

No entanto, mesmo com o coração de gelo, ele é o homem mais charmoso que Cassandra já conheceu. E quando um inimigo recém-descoberto quase destrói a reputação dela, Tom aproveita a oportunidade que estava esperando para conquistá-la.

Ao contrário do que pensa, porém, ele ainda não conseguiu o que queria. Porque a busca pela mão de Cassandra pode até ter chegado ao fim, mas a batalha por seu coração está apenas começando.

 

De um momento para outro, Cassandra fora de objeto de desejo a um risco que ele não poderia correr. Ela representava um perigo para ele, uma coisa nova e estranha, e Severin não queria nada disso. Ninguém jamais poderia ter aquele tipo de poder sobre ele. Estava determinado a esquecê-la. Se ao menos isso fosse possível...


Cassandra Ravenel está perdendo as esperanças. Tudo o que ela mais queria era encontrar o amor, mas parece que ele não está fazendo muita questão de encontrá-la. Houve diversos pretendentes super aceitáveis, mas nenhum sequer chegou perto de ganhar seu coração. Agora, prestes a completar vinte e cinco anos, a moça está conformada com seu destino.

Durante um desabafo com West, seu primo, Cassandra é surpreendida com um inusitado pedido de casamento de Tom Severin, que estivera ouvindo o desabafo da jovem. West, que conhece o histórico de Tom, é veementemente contra, mas Tom, que adora um desafio, não se dá por vencido. Ele procura Cassandra e expõe seus argumentos, deixando a jovem balançada.

Tom é aquilo que podemos chamar de empreendedor. Dono de ferrovias e diversas empresas, ele sempre teve tudo aquilo que sempre quis, até que este tudo começou a não mais satisfazê-lo. Ele sempre se orgulhou de possuir apenas cinco sentimentos, e o amor não era - e nunca seria - um deles. Isto até Cassandra aparecer e mexer com todas as suas convicções. Uma união com Cassandra, algo que inicialmente parecia ser a resposta para os seus problemas, se mostra um terreno desconhecido que ele não está disposto a desbravar.

— Meu Deus, eu não quero isso. Se pudesse, esmagaria isso como uma fagulha de brasa debaixo da bota.
— De que está falando? — perguntou Cassandra, abalada.
— Desse... sentimento. — Ele pronunciou a palavra como se fosse uma blasfêmia. — Não sei o que é. Mas você é uma fraqueza que não posso me permitir.

Sendo assim, Tom decide se afastar e começa a cortejar a filha de um visconde falido que é tão pragmática quanto ele. Cassandra, por sua vez, começa a ser cortejada por futuro marquês. A atração mútua ainda existia, mas ambos tentavam, de toda maneira, ignorá-la. Isto até Cassandra se ver no centro de um escândalo que pode arruinar sua reputação e torná-la uma pária na sociedade inglesa.

Para contornar a situação e preservar a reputação de Cassandra, Tom refaz seu pedido de casamento. Ele agora vai descobrir que aquilo que considerava ser sua maior fraqueza será, na verdade, sua maior fortuna.

Qual era o nome daquele sentimento? Tom tinha a sensação de ter deslizado pela superfície da vida que conhecia e caído em um território totalmente novo, um lugar que sempre existira, embora não tivesse consciência disso. Só o que sabia era que a distância cuidadosa que colocara entre si mesmo e as outras pessoas finalmente fora cruzada por alguém... e nada jamais seria o mesmo.

••••••••••

Pelo Amor de Cassandra seria o último livro da série Os Ravenels. Sim, seria, pois Lisa já anunciou um sétimo livro. Eu estava até adiando a leitura deste sexto volume porque estava com pena de me despedir destes incríveis personagens, porém, com o anúncio de que a série ainda não acabou, tratei logo de fazer esta que foi uma leitura deliciosa.

Cassandra Ravenel, para mim, sempre teve ares de Francesca Bridgerton. Ela era sempre esquecida, quase não aparecia nos livros e, quando o fazia, sempre estava sob a sombra de Pandora, sua espevitada irmã. Lembro bem que fiquei inconformada de Cassandra não ter tido sequer uma cena no casamento de Pandora, sua irmã gêmea, que aconteceu no livro anterior. Diferente dos demais casais, seu plot sequer foi introduzido anteriormente, deste modo, pelo seu pouco valor ao longo da série, eu estava esperando uma história que realmente lhe fizesse justiça. E isto aconteceu!

Cassandra é uma fofa! Uma personagem que desperta nossa empatia e nos faz torcer por ela desde o primeiro instante. Apesar de não termos muito do seu background, neste volume encontramos uma personagem frustrada por ainda não ter encontrado algo que tanto deseja: o amor. Apesar de amar todos ao seu redor, Cassandra se ressente de ser a única que ainda não encontrou a felicidade que tanto almeja e eu achei isso muito humano. A personagem não sente inveja, ela sente mágoa; e por estar magoada, começa a achar que há algo de errado com ela, procurando defeitos onde não há nenhum.

Tom Severin, por sua vez, possui muitos deles, porém, por trás de toda pose de desprendido, há um homem que também possui sua dose de mágoa. Ele é duro, assertivo e um tanto quanto inconveniente. Além disso, ele acha que sabe o que é melhor para todo mundo e que o dinheiro se sobrepõe ao valor sentimental.

Tom é um personagem que chamou minha atenção desde sua primeira aparição. Em suas escassas participações, não havia como defini-lo. Apesar de suas ações um tanto quanto questionáveis, sempre havia no ar uma brecha que dizia mais ou menos "calma, você ainda vai me conhecer melhor", e isso não nos permitia odiá-lo. A medida que ele vai se despindo de seus disfarces, descobrimos um homem que desde muito cedo precisou lutar por si e pelos seus. Ele amadureceu cedo demais, rápido demais, e no meio do caminho perdeu algo que só reencontra, ainda que não reconheça, quando coloca os olhos em Cassandra. 

E o que são esses dois juntinhos? 😍 Cassandra e Tom se conectam em um momento onde ambos estão frágeis, sem saber muito bem o que fazer em seguida. Tom sempre se orgulhou de ser um homem que não age por impulso, mas Cassandra desperta o que há de mais humano nele. Tom, de repente, se vê com medo dos próprios sentimentos, pois, até conhecê-la, ele não se permitia senti-los. Qualquer um de fora torceria o nariz para esta união, mas Cassandra está encantada por experienciar algo tão real pela primeira vez na vida. Tom faz com que ela se sinta viva, faz com que, pela primeira vez, ela fique ciente de sua feminilidade e que sinta vontade de fazer algo apenas pelo puro prazer de fazê-lo. 

Por isso que eu digo que Lisa Kleypas serviu Cassandra muito bem, pois a personagem não merecia alguém que a compreendesse, ela merecia alguém que a desafiasse!

A tensão sexual que emana destes dois é ótima, nos deixando ávidos pelo momento em que finalmente sucumbirão a atração que sentem um pelo outro. E quando este momento chega, caros leitores, é tudo de bom. Como sempre gosto de pontuar, por mais quentes que sejam as cenas de sexo, Lisa é sempre muito elegante em suas descrições.

Pelo Amor de Cassandra é um livro onde traumas familiares possuem não destaque, mas um certo peso sobre os personagens. Então é muito legal ver que Lisa descreveu momentos paternais e maternais que balancearam esta questão, como, por exemplo, um cena fofíssima entre West e Justin, filho de Phoebe, e até mesmo a relação de Tom com Bazzle, um menino super esperto que cruza o caminho do protagonista e faz com que ele se recorde de sua própria infância.

Não posso deixar de mencionar o pragmatismo de Tom, que em certos momentos chega a ser enervante de uma maneira divertida. Ele sempre tem uma analogia científica para contrapor algo de cunho sentimental. 😅

Como não poderia deixar de ser, temos participações especiais de alguns personagens dos livros anteriores. Gostei muito de rever Garret, a protagonista do quarto volume da série, e de ver o quanto Tom a respeita. West, meu crush supremo, também aparece e tem boas - e hilárias - trocas com Tom. 

Os Revenels ainda não terminou, mas quero deixar aqui meu elogio a Ana Rodrigues, que vem traduzindo a série com muita competência. Por isso que sempre bato na tecla de que acho essencial que um tradutor acompanhe uma série do início ao fim, pois isso faz muita diferença!

A edição de Pelo Amor de Cassandra está muito satisfatória. Por algum motivo, houve uma troca na gramatura do material da capa e a edição está mais maleável, mas não é nada que comprometa a leitura. Houve também um estranhamento geral acerca do título do livro, o que gerou alguns comentários engraçados nas redes sociais. A história é dividida em vinte e seis capítulos e um epílogo narrados em terceira pessoa, e ao final do livro ainda contamos com uma receita muito apreciada por Cassandra.

Pelo Amor de Cassandra foi uma leitura maravilhosa! Uma história com tudo o que há de melhor no gênero e na escrita de Lisa Kleypas. Agora só nos resta segurar a ansiedade até o lançamento do agora sim último volume da série, Devil in Disguise, com previsão de lançamento internacional para o início do segundo semestre. Este livro não será protagonizado por um Ravenel, mas Lisa já disse que a família terá grande destaque. Por aqui ainda não há uma data oficial, então fiquem ligados nas redes sociais da Editora Arqueiro. 😉


30 comentários

  1. Olá querida! Eu adoro este género de livros, são dos meus preferidos! <3

    www.pimentamaisdoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Tamires.
    Depois do livro do West acho que nenhum vai superar hehe. Mas acredito que irei gostar desse porque são dois personagens que já gosto dos outros livros. E estou ansiosa para ver os dois juntos hehe. E que bom que aparece a Garret porque ela é minha personagem feminina favorita da série. vou ver se consigo ler ele ainda esse mês.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi, Tami
    Eu também achei a Cassandra bem da apagada, isso sempre acontece se termos uma família muito peculiar, um deles sempre fica meio escondido. Eu acho que o Tom é quem faz o livro, porque ele é maravilhoso e eu fiquei rendida pelo personagem. Ainda bem que vai ter outro livro porque ainda não estou pronta para me despedir.
    Beijo!
    http://www.capitulotreze.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  4. essa série está no meu kindle pra ler.. tem 2 livros na frente, mas deu vontade de atropelar minha ordem depois desse post só pra gente tricotar sobre hahaha!

    Mulher Conectada

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Eu comecei a ler essa série e parei no terceiro volume.. Preciso lê-los mais rápido, pois, se já vai lançar o sétimo volume vai ficar apertado pra mim acompanhar a série kkk...
    Amei conferir suas impressões sobre a leitura e fiquei mais curiosa ainda pra conhecer a Cassandra mais de perto ;)
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sétimo só deve chegar por aqui, na melhor das hipóteses, no final do ano. Então acelera que dá tempo! Hahahah

      Excluir
  6. Oi Tami,

    Só li um livro da autora e não curti tanto.
    Espero muito gostar dessa série quando começar a ler, mas pelo elogios que vejo acho que não vai ser um problema rs.
    Bom saber que vai ter mais um livro lançado da série, já estava ficando meio perdida de quantos seriam no total.

    Bjs
    https://diariodoslivrosblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenta muis uma vez, às vezes não era o momento certo. :)

      Excluir
  7. Ai eu devorei esse livro de uma forma que quando acabou eu fiquei triste porque acabou muito rápido kkkkkkkk
    Quero só ver o que essa mulher vai aprontar nesse sétimo.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que ter muito Ravenel no meio pra justificar ser dessa série. Hahahah

      Excluir
  8. Que bom que foi dado devido destaque à protagonista, já que ela quase não apareceu nos últimos livros. E um casal que tem química e funciona bem juntos é tudo de bom para umx leitorx romanticx.
    E concordo com você, a autora é uma lady quando se trata de cenas de sexo, as descrições dela são leves e as vezes fica a critério do leitor imaginar as cenas. Fazendo uma comparação entre a Lisa Kleypas e as cenas do livro Verity, dá pra chegar à conclusão de que CoHo podia narrar filmes pornôs, hahaha.
    Depois dessa sua resenha eu fiquei em dúvida se vale mais a pena iniciar a leitura da série Os Bridgertons ou Os Ravenels.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, eu comecei pelos Bridgertons. Acho um rito de iniciação! Hahahah

      Excluir
  9. Eu não conheço a série toda, mas que bom que você está curtindo a leitura. Eu fiquei bem curiosa com esse pedido de casamento inusitado gente. kkkk
    E fiquei mais curiosa ainda por esse relacionamento entre eles que vai sendo construído. Espero que o próximo volume seja tão bom quanto esse. ^^
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  10. Oi, Tamires. Como vai? Que bom que este livro tenha lhe deixado satisfeita. Me parece uma boa história, embora eu não tenha o costume frequente de ler livros deste gênero literário. Tomara que o volume seguinte seje ainda melhor. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou torcendo para que ele feche a série com chave de ouro.

      Excluir
  11. Oi Tami,
    Tenho essa série da Lisa no kindle por indicação da Sil do blog Prefácio e quero devorá-la em breve! Aproveitar o clima da série Bridgerton que me animou para o romance de época.
    Ainda mais que a escrita da Lisa me vicia! Espero gostar tanto quanto você!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Amei a resenha. Ainda estou enrolando para começar essa série e que bom que a autora irá lançar mais um livro, dá tempo de ler todos e ficar só no aguardo do último.
    Acho que a Cassandra tem tudo pra chamar minha atenção e que bom que o livro fez justiça a ela.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi Tami, tudo bem?
    Não li todos os parágrafos sobre o enredo porque quero ser surpreendida, mas já fiquei feliz em ver a nota do livro. Comprei os volumes 4 e 5 para seguir a leitura da série esse ano (que acabei deixando em segundo plano em 2020 por causa das parcerias).
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No resumo do enredo há apenas o destrinchar da sinopse, como sempre faço. ;)

      Excluir
  14. Oi Tami! Preciso retomar a leitura da série e adquirir este volume que ainda não tenho. Eu dei uma pausa depois de ter me decepcionado com o livro de Garret, mas este ano eu volto, até mesmo por amar a escrita da autora. A Cassandra nunca teve mesmo destaque, estou curiosa para conhecer sua história. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh o livro da Garret é tão legal, ela é tão maravilhosa! Mas entendo, pq destoa um pouquinho dos demais.

      Excluir
  15. Eii, como vai?
    Nunca li nada da autora mas acho que já devo ter visto alguns comentários sobre seus livros pela internet. Como não leio muitas obras de romance, principalmente de época, conheço bem pouco do gênero mas é uma meta minha para esse ano, conhecer bons romances então vou anotar o nome da série já que esse daí não é o primeiro livro. Adoro quando os personagens nos fazem mudar a nossa forma de pensar com relação a eles e esses relacionamentos que começam parecendo que vão dar errado mas que no final dão certo, são tudo <3

    Abraço,
    Larissa - Parágrafo Cult: Instagram | Blog

    ResponderExcluir